Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

INFECÇÃO OCULTA PELO VÍRUS DA HEPATITE B

No description
by

Akim Nobre

on 17 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of INFECÇÃO OCULTA PELO VÍRUS DA HEPATITE B

Epidemiologia
RESUMINDO...
INFECÇÃO OCULTA PELO HBV
Definição e Classificação
Diagnóstico
Mecanismos
Fatores do Hospedeiro
Vários métodos utilizam o tecido do fígado, DNA extraído do fígado ou sangue
Outros marcadores sorológicos, tais como anti-HBc e IgG para diagnosticar IOB
Padrão ouro: Detecção do DNA do HBV a partir da extração do DNA hepático
O cccDNA persiste nos hepatócitos e o material genético do HBV é muita das vezes detectado no fígado na ausência do mesmo no soro
Diagnóstico
Melhor taxa de detecção do DNA do HBV em tecido congelado
PCR em tempo real com sensibilidade suficiente para o detecção no soro
Primers específicos
Na ausência da PCR, considerar o anti-HBc
Mecanismos
Fatores Virais
Mutações na região X transativam proteínas
Inibem a replicação e expressão do DNA viral
Mutação de escape da região de S é outro possível fator viral associado com IOB
Diminui a reatividade em testes de detecção de HBsAg
Necessário um grupo controle de estudo genético
DNA circular covalentemente fechado (cccDNA)
INFECÇÃO OCULTA PELO VÍRUS DA HEPATITE B
Adaptação:
Akim Nobre

Revisão de Literatura
Infecção Latente por HBV (IOB)
Descrita desde 1970
Tem ocorrido um crescente interesse
Prevalência variável (endemicidade; coorte; teste)
Persistência intra-hepática do DNA viral
Transmissão por transfusão; transplante e hemodiálise
IOB parece contribuir para Carcinoma; fibrose crônica
Avaliação correlacionada
Questões Centrais
HBV é uma importante questão de saúde pública
Cerca de 2 bilhões de pessoas têm marcadores sorológicos
360 milhões das quais têm infecção crônica pelo vírus
Interação vírus x hospedeiro
Cronicidade (HBsAg e Viremia)
Aumento da descoberta de IOB pelo advento da Biologia Molecular
A transmissão, a reativação, a contribuição para a progressão da fibrose hepática e ocorrência do carcinoma hepatocelular (HCC)
Em 2008, foi definido o termo IOB numa convenção italiana
Presença do DNA do HBV com ou sem HBsAg
O nível do DNA sérico, quando detectável, é muito baixo (<200 UI / mL)
A detecção de anti-HBc é importante na ausência da PCR
A ausência de anticorpos anti-HBc não exclui IOB soronegativos
A IOB pode ser classificada em 2 grupos: IOB soropositiva [anti-HBc e/ou (anti-HBs) positivos]
E IOB soronegativa (anti-HBc e anti-HBs negativos)
A maioria é soropositiva
A prevalência de IOB é relatada na faixa de 1% a 95% em todo o mundo
(1) diferenças geográficas (endemicidade);
(2) diferentes características do paciente, incluindo a presença de comorbidades, como a hepatite C crônica;
e (3) as diferentes técnicas de diagnóstico utilizadas, que têm diferentes sensibilidades.
Fatores Elementares
Ásia Oriental: 41%-90%
América do Norte: 5%-20 %
Pacientes de risco: HCV; HIV
Tipo de teste
Tipo de amostra (Fígado ou Soro)
Imunossupressão
Quimioterapia
Infecção pelo HIV
Transplante de células-tronco
Resposta células T citotóxicas
Significado Clínico
Transmissão da IOB
TRANSFUSÃO
:
A partir de um doador com IOB
A partir de pcts em janela imunológica para HBV
Sangue de um doador infectado, porém, com mutação na região "S", tornando o HBsAg indetectável
Pcts com altos níveis de anti-HBs podem transmistir
Pcts com anti-HBc transmitem efetivamente
O Teste do ácido nucléico (NAT) detecta previamente o DNA
Significado Clínico
Transmissão da IOB
Transplante de órgãos
:
Pode ser transmitida por rim, medula;
A maior probabilidade de transmissão: fígado (até 94%)
Profilaxia recomendada para prevenir reativação
IgB/antiviral mais eficaz que a monoterapia
Lavudina: antiviral mais utilizado
Poucos estudos com Entecavir, Adefovir e Tenofovir
Significado Clínico
Transmissão da IOB
HEMODIÁLISE
Geralmente são pcts imunocomprometidos
Expostos à procedimentos invasivos
Compartilham a máquina de diálise, recebem mais transfusões
Resposta à vacina é muito baixa
Prevalência de IOB varia de 0 a 54%
Estudos sugerem a IOB como fonte de propagação nas unidades
Vacinação dos pcts e funcionários para manter níveis de anti-HBs
Prevenção da utilização do dialisador compartilhado; salas exclusivas
Orientação do corpo de profissionais da saúde
Realizar PCR em todos os pacientes
Significado Clínico
Reativação
Reativação após quimioterapia foi relatada em 1970
Frequente em pcts imunocomprometidos
Pode ser associada à disfunção hepática fulminante
Ocorre re-soroconversão de HBsAg
Frequentemente exige a interrupção da quimioterapia
A quimio pode desencadear a reativação viral
Significado Clínico
Reativação
Malignidades hematológicas, transplante de células-tronco hematopoiéticas, transplante de fígado a partir de doadores anti-HBc e tratamento com anti-CD20 parecem ser os fatores de maior risco de reativação da IOB;
Outros fatores: HIV; doenças reumatológicas ou inflamatórias
O atraso no tratamento antiviral (recomendado) pode ser fatal
Dosagem de TGO e TGP, além da carga viral durante a quimio
A Lamivudina é a mais eficaz em níveis baixos de DNA virais
Significado Clínico
A progressão da doença hepática crônica
Estudos em animais mostraram que a persistência de um análogo do HBV, causou necroinflamação hepática
Sugerem o papel do HBV na doença hepática crônica
Co-infecção com HCV (já que compartilham a mesma via)
A IBO ajuda no resultado patológico do HCV ?
Risco global da doença de 8 a 9 x maior na IOB
Significado Clínico
Ocorrência do carcinoma hepatocelular
A infecção por HBV é conhecida como sendo um dos fatores de risco mais importantes no desenvolvimento de HCC
Inflamação hepática
Regeneração
Fibrose associada à cirrose
HCC
Significado Clínico
Ocorrência do carcinoma hepatocelular
Integração genômica
Produção de proteínas pró-oncogêncicas
Proteínas X e S mutantes
Alterações genéticas hepatócitos
Maior probabilidade em IOB
IOB aumenta risco de HCC mesmo HCV-
Devemos ter cuidado na interpretação
Demanda referenciada nestes estudos
Cautela na interpretação:
Estudos heterogêneos
Doença hepática auto-imune
Alguns estudos não associaram IOB/HCC
Conclusão
Definição de IOB
Crescente atenção sobre o tema
Associação à doença crônica e HCC
Reativação da IOB
Maior acesso à informação
Mais estudos
akimnobre@hotmail.com
Full transcript