Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Pescadores ou pescados

No description
by

Michelson Borges

on 17 May 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Pescadores ou pescados

Pescadores
ou
Pescados
michelson borges
Gálatas 4:4, 5
De acordo com os estudiosos, a interpretação adequada de “plenitude do tempo” (kairós) é: “tempo certo”, “momento ideal”, “ocasião propícia” designada por Deus.
Mas por que Paulo considerava aquele o tempo certo para a vinda do Messias? Por, pelo menos, seis motivos:
1. Domínio mundial do Império Romano.
2. Povos unificados (“globalização”).
3. Predomínio da cultura greco-romana e
de uma língua universal, o grego koiné.
4. Paz universal (pax romana) que conferia
relativa estabilidade ao Império.
5. Importância das cidades (aglomerados
e rotas populacionais), que favoreciam
o contato com pessoas e ideias.
6. Intercâmbio entre os vários povos
(estradas boas e seguras).
Júlio Fontana, em seu artigo “Plenitude dos Tempos, um estudo contextualizado de Gálatas 4:4”, publicado no site Ciberteologia, analisa:
“A ausência de guerras contribuiu para o cristianismo, contudo as guerras também influenciaram na prosperidade da nova religião. ...
“As conquistas romanas levaram muitos povos à falta de fé em seus deuses, uma vez que eles não foram capazes de protegê-los dos romanos. ...
“Os romanos não possuíam uma crença especial e somente adoravam o imperador, ficando
os povos conquistados carentes espiritualmente, sendo deixados num vácuo espiritual que não era satisfeito pelas religiões de então.”
Globalização
Acesso à informação
Falta de fé
Vazio espiritual
Parece com algum tempo que você conhece?
Nova plenitude dos tempos
A invenção dos modernos meios de comunicação, com destaque para a internet, o desenvolvimento das tecnologias relacionadas à web, bem como a facilidade de disseminação de conteúdos, apontam para uma nova “plenitude dos tempos”.
As estradas virtuais ou infovias estão “pavimentadas” e chegam a quase cada canto do planeta.
Pesquisa no Twitter @criacionismo: Quais os pontos positivos e negativos da internet?
“Ponto positivo da net: facilidade de acesso ao que se procura. Ponto negativo da net: facilidade de acesso ao que se procura.”
“Positivo e negativo ao mesmo tempo: a liberdade.”
“A internet é uma fonte de informação importantíssima. Não vivo mais sem ela. Só tenho que me policiar.”
Facilidade
Liberdade
Policiamento
Você é
peixe
ou
pescador
? Controla ou é controlado? Como lida com a facilidade de obter conteúdos e com a liberdade oferecidas pela internet?
Uma vez controlado pela rede (pescado) e içado à superfície, o peixe acaba morrendo por asfixia. Tem muita gente morrendo asfixiada por não saber se policiar nas águas virtuais.
Manual de segurança
Para uma navegação virtual segura são necessários alguns procedimentos e cuidados:
1. Mantenha o computador em uma sala de uso comum da casa. Isso é policiamento e autoproteção.
2. Fiscalize seu próprio tempo de utilização do equipamento. Estabeleça limites.
3. Cuidado redobrado durante as horas do sábado (Is 58:13, 14). Não deixe que a internet atrapalhe as horas de comunhão com Deus e as atividades na igreja.
“O sábado não deve ser empregado em [...] ocupações mundanas. Antes do pôr do sol, ponde de parte todo trabalho secular, e fazei desaparecer os jornais profanos.” Ellen White, Testemunhos Seletos, v. 3, p. 20-22
4. Jamais revele informações pessoais como onde você mora, o número de seu telefone e onde é sua escola ou trabalho.
5. Não envie fotografias suas ou de sua família para desconhecidos. Nas redes sociais, mantenha seus álbuns fechados para estranhos.
6. Não prossiga em diálogos que o façam se sentir desconfortável ou que se tornem muito pessoais.
7. Não marque encontros com alguém que você conheceu pela internet, a menos que tome todos os cuidados para que esse encontro seja seguro.
8. Tenha consciência de que o ser humano domina a máquina e não o contrário.
Desafio urgente
De que maneiras podemos usar a rede em nosso benefício e para o bem do semelhante?
Segundo o Global Entertaiment and Media Outlook, a internet será a mídia que mais crescerá, com uma média anual de 13% de avanço.
O diretor da Consultoria Gartner, Brian Blau, diz que “a nova geração de consumidores é incansável e tem uma janela curta de atenção, e é preciso muita criatividade para criar impacto significativo”.
O desafio é urgente, mas a recomendação não é de hoje:
“O Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão, grava-a sobre tábuas [tablet], para que a possa ler até quem passa correndo.” Habacuque 2:2
Na Nova Tradução na Linguagem
de Hoje, fica assim:
“E o Senhor Deus disse: ‘Escreva em tábuas [jornal, folhetos, livros, sites, blogs] a visão que você vai ter, escreva com clareza o que vou lhe mostrar, para que possa ser lido com facilidade.’” Habacuque 2:2
Deus chama atenção para a

clareza

e

facilidade

de

compreensão.
“Não há nada mais fácil do que escrever de tal maneira que ninguém entenda; em compensação, nada mais difícil do que expressar pensamentos significativos de modo que todos os compreendam. ...
“O sinal de uma cabeça eminente é resumir muitos pensamentos em poucas palavras.” Arthur Schopenhauer, A Arte de Escrever, p. 83, 843
Nosso objetivo é atrair “a atenção das pessoas para as verdades vivas da [Palavra de Deus]”. Ellen White, O Outro Poder, p. 9
E mais: “Nossos periódicos [sites idem]
devem sair repletos de verdade que apresente interesse vital e espiritual para o povo. Compete a nossas publicações [página escrita] a mais sagrada obra de tornar clara, compreensível e simples a base espiritual da nossa fé.” O Outro Poder, p. 9
Escolher o que tem
SENTIDO
No papel de
disseminadores
de conteúdos, devemos fazê-lo com responsabilidade, respeito e consideração pelos receptores da nossa mensagem.
No papel de
receptores,
devemos manter o foco e buscar sempre aquilo que é útil, edifica e faz sentido, conforme orienta o psicanalista Viktor Frankl:
“Vivemos numa sociedade de superabundância; essa superabundância não é somente de bens materiais, mas também de informações, uma explosão
de informações. “Cada vez mais livros
e revistas se empilham sobre as nossas
escrivaninhas. Vivemos
numa enxurrada de
estímulos sensoriais,
não somente sexuais. ...
“Se o ser humano quiser subsistir ante essa enxurrada de estímulos trazida pelos meios de comunicação de massa, ele precisa saber o que é e o que não é importante, o que é e o que não é essencial, em uma palavra: o que tem sentido e o que não tem.” A Presença Ignorada de Deus, p. 70
Vivemos na era da informação. Mas e a capacidade de
processamento
dessa informação?
Esse excesso de informação tem criado o
estresse digital
(sentir-se dominado pelas tecnologias) e a
ansiedade de informação
(não dar conta de se atualizar). Além disso, tem contribuído para a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA).
Uma característica básica da SPA é o cansaço físico. Por pensar excessivamente, os portadores dessa síndrome roubam energia do córtex cerebral. Essa energia deveria ser utilizada nos órgãos do corpo, como os músculos. Assim, sentem uma fadiga persistente.
No século 19, Ellen White já falava sobre energia mental e recomendava:
“Muitos [...] têm sofrido por causa de excesso de trabalho mental sem o refrigério do exercício físico. O resultado é a debilitação
de suas faculdades.” Evangelismo, p. 661
“Os [...] que se aplicam exclusivamente a trabalho mental [...] pelo confinamento prejudicam toda a estrutura viva. Cansa-se o cérebro, e Satanás insinua toda uma lista de tentações.” Mente, Caráter e Personalidade, v. 2, p. 507
A internet, com sua estrutura fragmentada e cheia de hiperlinks, muda a forma
como prestamos atenção
ou simplesmente
estimula a distração.
O cérebro “reaprende”, durante a navegação,
a prestar atenção em várias coisas ao mesmo
tempo e perde a capacidade de raciocinar
de forma profunda.
Mentes cansadas, fracas e distraídas são mais facilmente “pescadas”.
“Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus.” Salmo 46:10
Principais perigos
Numa lista breve, os principais perigos
da internet geralmente apontados são:
1. Contato com material impróprio
(ex.: pornografia).
2. Incitamento à violência e ao ódio.
3. Violação da privacidade.
4. Violação da lei.
5. Encontros online com pessoas
não recomendáveis.
6. Perda de tempo precioso.
7. Pensamento utilitarista e superficial.
8. Dependência/vício.
A dependência da internet acomete, principalmente, os adolescentes, pois a maturação cerebral ocorre somente depois dos 21 anos. ...
O córtex pré-frontal é a sede do pensamento, a sede do controle dos impulsos, e os jovens ainda não têm essa região plenamente amadurecida.
“Fatores benéficos, tais como ambiente familiar
e orientação de adultos, podem guiar um adolescente através desse tumultuado período de sua vida. ...
“O cérebro dos adolescentes pode ser positivamente moldado pela orientação, estrutura e disciplina fornecidas por pais cuidadosos e outros adultos.” Joe S. McIlhaney Jr. e Freda McKissic Bush, Hooked, p. 19, 53
“Em casa, lugar de computador é na sala ou no corredor. Jamais em quartos isolados ou fechados.” Alexandre Hohagen, presidente
do Google para a América do Sul
“Crianças e jovens com idades de 8 a 17 anos não estão sendo criados num ambiente semelhante ao do tempo
da infância dos pais. As crianças de antigamente nem mesmo poderiam imaginar os tipos de pornografia pesada
disponível ao alcance do clique de um mouse,
nem mesmo prever o comportamento que
os adolescentes de hoje em dia têm
diante do computador” (p.32).
Associação de conceitos
O que as vacas bebem?
Quando criança, aprendemos a associar vaca com leite, e os neurônios que codificam as duas palavras aprendem
a se ativar ao mesmo tempo.
Segundo Dean Buonomano, doutor em neurociência pela Universidade do Texas, o cérebro humano pode
ser convencido inconscientemente.
Ele pode associar conceitos, caso seja exposto de forma contínua e prolongada
a alguns estímulos.
É o que fazem os publicitários com imagens, sons e aromas.
Um bom (mau) exemplo disso é o tabaco. Poderosas campanhas de marketing no século passado levaram a associar o cigarro a um estilo de vida exclusivo.
O resultado foram milhões de mortes, que poderiam ter sido evitadas. Essas associações, de certa forma, tornaram-se um problema social grave.
Agora leia esta palavra:

SEXO
Que conceitos e imagens lhe vêm à mente?
O mal da pornografia
A indústria pornográfica é maior do que a Microsoft, Google, Amazon, eBay, Yahoo!, Apple, Netflix e EarthLink juntas. Cerca de 50% dos cristãos e 40% de seus pastores admitem ter problemas com a pornografia.
Dois terços dos advogados presentes na reunião de 2003 da Academia Americana de Advogados Matrimoniais disseram que a pornografia virtual estava envolvida na metade dos casos que representaram. Dá para perceber o tamanho do problema?
Regis Nicoll, escritor e membro
de um ministério para homens
da Igreja Adventista, escreveu:
“No local de trabalho, o vício em pornografia resulta na perda da produtividade e na negligência de cumprir os deveres, que podem ter efeitos danosos, talvez até desastrosos. Em casa, resulta paradoxal e tragicamente em desordens íntimas.”
O blog Mulher 7 x 7, do site da revista Época, divulgou a pesquisa feita pela Universidade de Pádua, na Itália, segundo a qual 70% dos homens jovens que procuravam neurologistas por ter desempenho sexual ruim admitiam o consumo frequente de pornografia na internet.
“A perda da libido acontece porque os consumidores de pornografia estão ‘abafando’ a resposta natural do cérebro ao prazer. Anos substituindo os limites naturais da libido por intensa estimulação acabariam prejudicando a resposta ao neurotransmissor dopamina. ...
“A dopamina está por trás do desejo, da motivação – e dos vícios. Ela rege nossa busca por recompensas. Uma vez que o prazer está fortemente ligado à pornografia, o sexo real parece não oferecer recompensa.”
William M. Struthers, psicólogo com
formação em neurociência e autor
do livro Wired for Intimacy: How Pornography Hijacks the Male Brain, afirma que experiências com pornografia e hormônios de prazer criam novos padrões
na programação do cérebro, e experiências repetidas formalizam a programação.
Joe S. McIlhaney Jr. e Freda McKissic Bush dizem ainda que “sexo é um dos mais fortes geradores de recompensa pela dopamina. Por essa razão, os jovens são particularmente vulneráveis a cair no ciclo da recompensa dopamínica por comportamento sexual imprudente – eles podem ficar viciados nisso. ...
“Mas o efeito benéfico da dopamina para os casais casados está na dependência [vício] deles no sexo um com o outro.” Hooked, p. 35
A ex-atriz pornô Jennifer Case deixou a indústria do sexo
há alguns anos e diz que
compreende que só com a ajuda de Deus os homens conseguem sair do vício, assim como foi com a ajuda de Deus que ela deixou essa indústria:
“Se você está vendo pornografia ou está viciado em pornografia, você está tentando encher um vazio dentro de você que só Deus pode preencher. Toda vez que você olha pornografia, você está aumentando o vazio, e você destruirá sua vida. A pornografia é maligna e é uma droga, veneno e mentira. Se você pensa que poderá guardá-la no escuro, Deus a tirará para fora, para a luz, para deter você e curar você.”
“Existe um desejo cada vez mais crescente por um prazer cada vez menor.” C. S. Lewis
Cuidado!
“Aqueles que não querem ser presa dos ardis de Satanás devem bem guardar as entradas da alma; devem evitar ler, ver, ou ouvir aquilo que sugira pensamentos impuros. ...
“A mente não deve ser deixada a divagar ao acaso em todo o assunto que o adversário das pessoas possa sugerir.” Ellen White, Mensagens
aos Jovens, p. 285
O “tratamento” recomendado para os viciados em pornografia é o mesmo para pessoas viciadas em álcool, cafeína ou outras drogas:
Abstinência
Substituição
Vigilância
“Submetam-se a Deus. Resistam ao diabo [vigilância], e ele fugirá de vocês.” Tiago 4:7
“A leitura limpa e sã [substituição] será para o espírito o que é para o corpo o alimento saudável. Haveis de tornar-vos assim mais fortes para resistir à tentação, formar bons hábitos, e proceder segundo os retos princípios.” Ellen White, Mente, Caráter e Personalidade, v. 1, p. 107
Em tempos de reavivamento e reforma,
fica a recomendação inspirada:

“A primeira obra dos que desejam reformar-se é purificar a imaginação. Se a mente for guiada em direção viciosa, tem de ser refreada, cultivando só assuntos puros e elevados.” Ellen White, Mente Caráter e Personalidade, v. 2, p. 595
Histórias tristes
“Sejam quais forem nossas tendências herdadas ou cultivadas para o erro, podemos vencer, mediante o poder que Ele nos está disposto a comunicar.” Ellen G. White, A Ciência do Bom Viver, p. 176
“Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” Filipenses 4:8
www.criacionismo.com.br
Full transcript