Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of annelida

No description
by

Fernando Mendonca

on 8 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of annelida

Sistema Nervoso
Um par de gânglios cerebróides na região anterior (suprafaríngeos),
unidos por conectivos aos gânglios infra-faríngeos, formando um anel
sobre a faringe.
Os gânglios cerebróides funcionam como centros sensoriais.
Sistema Digestivo
Sistema Circulatório
Sistema Respiratório
Nos animais terrestes, respiração cutânea.
Nos aquático, respiração branquial e atraves dos parapódios.
Sistema Reprodutivo
Sexuada ou asexuada
Asexuada: fragmentação, brotamento, fissão
Sexuada: Com exceção dos poliquetos, são todos monóicos
Ocorre regeneração em poliquetas e oligoquetas
Fecundação cruzada e interna (oligoquetas e hirudíneos) ou externa (poliquetas).
Annelida
Phylum: Annelida
Classe Polychaeta
Animal Celomado
Simetria bilateral
Corpo Segmentado
Os segmentos de músculos de parede do corpo e espaços celômicos separadas por septos de membrana transversal.
Músculos circular e longitudinal
Corpo coberto por cerdas.
Pulmões ausentes nas espécies terrestes.
Sistema nervoso bem desenvolvido com dois gânglios cerebrais e gânglios menores controlando cada segmento
Classe Oligochaeta
POUCAS CERDAS
PRESENÇA DO CLITELO
MONOICOS
FECUNDAÇÃO CRUZADA
DESENVOLVIMENTO DIRETO
TERRESTRES E AQUÁTICOS
Contém o maior número de espécies
É a mais diversificada
Principalmente composta por animais marinhos
Muitos gonocóricos (masculino ou feminino) e alguns hermafrodita

Se todo o material que passou através de uma minhoca foram empilhados na superfície do globo, seria acumular a mais de 30 quilômetros de altura, o que é cinco vezes maior do que o Monte Everest.
Charles Darwin studied earthworms for about 39 years.
Sistema Excretor
Metanefrídeos ou simplesmente nefrídeo ((exceto em alguns Polychaeta que apresenta protonefrídeos)
Apresenta um nefrídio por segmento (exceto extremidades);
O nefrídio começa em um funil ciliado ou nefróstoma em seguida um túbulo  (enrolado capilares) depois uma vesícula (dilatação túbulos) que se abre para exterior nefridióporo
São os mais primitivos na escala evolutiva e possuem o corpo coberto com muitas cerdas
Apresentam muitas cerdas em expansões laterais presentes em cada um dos muitos aneis do corpo: os parapódios
Geralmente com sexo separado (alguns monoicos), fecundação externa e desenvolvimento indireto (larva trocófora).
Muitas espécies de poliquetas são coloridas e algumas são iridescentes
Podem ser de vida livre (rastejadores ou pelágicos) ou sedentários (cavadores, tubícolas ou perfuradores); porém, nem sempre é possível distinguir o hábito de vida
Formas errantes têm olhos, que são ausentes nas formas sésseis.
Os tubícolas constroem tubos fixos onde permanecem, deixando apenas a parte anterior do corpo expostas.
Classe Hirudina ou Achaeta
Mas quem são realmente as sanguessugas?
Os Hirudíneos são os anelídeos mais evoluídos, não possuem cerdas na superfície do corpo. Possuem ventosas que o auxiliam na alimentação com sangue, por isto são conhecidos como sanguessugas.
SEM CERDAS
PRESENÇA DO CLITELO
PRESENÇA DE DUAS VENTOSAS
MONOICOS
FECUNDAÇÃO CRUZADA
DESENVOLVIMENTO DIRETO
TERRESTRES E AQUÁTICOS
Esta característica já levou ao uso de sanguessugas para fazer sangria em casos de hipertensão (não funciona), mas atualmente tem sido pesquisada sua utilização para tratamento de edemas, pós cirurgias e cicatrizes.
A ventosa anterior está ao redor da boca e, além de locomoção (mede-palmos), permite que o verme se prenda ao hospedeiro para obter o alimento; para conseguir cortar a pele do hospedeiro e sugar sangue equivalente a 10x o volume do seu corpo, utiliza-se de substâncias anestésicas e anticoagulantes;
O cordão nervoso ventral duplo apresenta uma seqüência de gânglios
nervosos dos quais partem nervos mistos para a musculatura fibras
sensoriais e motoras.
Sistema Sensorial
Apresentam receptores sensoriais dispersos com distribuição geral no
tegumento, podendo ser do tipo fotorreceptores, quimiorreceptores,
mecanorreceptores e terminações nervosas livres; esta última com
função tátil.
Os olhos, quando presentes, funcionam apenas para a determinação
da intensidade e fonte de luz fotorrecepção.
O sistema circulatório dos anelídeos é fechado, formado por vasos sanguíneos interligados, composto por um vaso sanguíneo dorsal que leva o "sangue" no sentido da posterior e outro ventral, que o traz na direcção oposta; em cada segmento, existe um par de vasos sanguíneos laterais, conectando os vasos longitudinais dorsal e ventral.
Intestino revestido externamente por CÉLULAS CLORAGÓGENAS arredondadas, amareladas – funcionam como fígado (síntese glicogênio e gordura).

A forma de reprodução dos anelídeos varia de espécie para espécie, podendo ser tanto assexuada como sexuada. Um exemplo, são as minhocas que embora sejam animais hermafroditas, pode ou não ser necessário duas minhocas para a reprodução. Elas se unem de forma a ficarem os poros masculinos de uma encostados aos receptáculos sêmen|seminais de outra, possibilitando, assim, a fecundação dos óvulos pelos espermatozoides. Caso a reprodução seja assexuada, os óvulos e os espermatozoides da própria minhoca (o receptáculo seminal está sem espermatozoide caso a reprodução seja assexuada) são liberados e agregados ao muco liberado pelo clitelo. O indivíduo formado é geneticamente igual ao seu progenitor.
Importância
IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA


Vermicompostagem os excrementos das minhocas representam um estupendo adubo orgânico húmus tem cinco vezes mais nitrogênio, duas vezes mais cálcio, duas vezes e meia mais magnésio, sete vezes mais fósforo e onze vezes mais potássio que o solo de onde
é extraído adubação do solo. Escavando próximo à superfície ou até a 2 metros de profundidade, as minhocas constroem uma rede de galerias subterrâneas que deixa o solo mais poroso, leve, solto, arejado e com maior capacidade de reter a água facilita a penetração das raízes das plantas e a drenagem da água.
IMPORTÂNCIA ECONÔMICA

Carne: é proteína quase pura, um alimento excelente para aves de todas as espécies, para as rãs, peixes e... para o homem!
As minhocas podem ser empregadas na alimentação animal e humana (existem pratos orientais à base de minhocas) e como isca
de peixe.

IMPORTÂNCIA MÉDICA

Os orientais utilizam a minhoca há muito tempo, em forma de chá contra asma, bronquite e hipertensão.
Na prática médica, a utilização de sanguessugas como agentes indutores de sangramento remonta ao ano 180 a.C. Atualmente, as sanguessugas têm sido usadas na prevenção de necrose tecidual, após cirurgias reparadoras.
Full transcript