Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A EXPERIÊNCIA DO SAGRADO E A INSTITUIÇÃO DA RELIGIÃO

No description
by

Fabrício Silva

on 12 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A EXPERIÊNCIA DO SAGRADO E A INSTITUIÇÃO DA RELIGIÃO

A EXPERIÊNCIA DO SAGRADO E A INSTITUIÇÃO DA RELIGIÃO
Somos humanos quando temos a experiência de que somos conscientes das coisas, dos outros e de nós mesmos.

Pela cultura há a descoberta do tempo, responsável pela identidade pessoal e da continuidade de uma vida que transcorre no tempo.

Quem enxerga o sagrado?

O Sagrado

A religião é um vínculo entre o mundo profano e o mundo sagrado.
A percepção da realidade exterior, como algo independente da ação humana, conduz à crença em poderes superiores aos humanos e à busca de meios para comunicarmos: nasce a crença na divindade.

Consciência é responsável pela descoberta da morte.

A Religiosidade
Pela percepção do tempo, trabalho e memória fazem com que os homens sejam conscientes de que há seres e coisas que desaparecem no tempo e outras que surgem no tempo e que permanecem, pois liga passado, presente e futuro.
Noção de identidade.
Núcleo da religião: a crença na divindade e em uma vida pós mortem.

Sagrado é a experiência da presença de uma potência ou de uma força sobrenatural que habita algum ser: planta, animal, humano, coisas e etc...

A experiência simbólica da diferença entre os seres, da
superioridade de alguns sobre os outros.

A sagrado opera o encantamento do mundo, pode suscitar devoção e amor, repulsa e ódio, esses suscitam o respeito feito de temor temos aí a experiência da religião.

A Religião

Por meio da sacralização e da consagração, a religião cria a ideia de espaço sagrado.

Índia - Induismo

Cristianismo

Os tabus se referem ou a objetos e seres puros ou purificados para os deuses, ou a objetos e seres impuros, que devem permanecer afastados dos deuses.

Judaismo e Islamismo
Religiao tende a ampliar o campo simbólico, mesmo que nao transforme todos os seres e objetos em tabus.
A figuração do sagrado se faz por emblemas.

Manifestação e revelação
Há religiões em que os deuses se manifestam e levam os humanos a ver uma outra realidade, escondida sob a realidade cotidiana.

Assim a divindade, levando um humano ao seu mundo, desvenda-lhe a verdade e o ilumina com sua luz.


Religiões indígenas das Américas e a grega são religiões da manifestação - iluminação ou da viagem ao mundo divino.

Há religiões em que o Deus revela verdades
aos humanos sem fazê-los sair de seu mundo.

O que se revela é a vontade do Deus, na qual o crente confia e cujos desígnios ele cumpre.


Nas duas modalidades de religião, aos humanos é dado conhecer seu destino e o de todos as coisas, isto é , as leis divinas.

A Religião como narrativa da origem
O tempo sagrado é uma narrativa: narra a origem dos deuses e, pela ação das divindades, a origem das coisas.
A narrativa sagrada é a história que os gregos chamavam de mito.
A história sagrada ou mito narra como e por que a ordem do mundo existe e como e por que foi doada aos humanos pelos deuses.
Tempo Sagrado:
Tempo Primitivo: inteiramente divino
Tempo do agora: profano, em que vivem os seres naturais.
Narrativa sagrada se endereça ao coração dos indivíduos: não é filosofia nem ciência.
A tentativa de transformar a religião em saber racional chama - se teologia.
Ritos

Por que a religião liga humanos e divindades?
O rito é uma cerimônia em que gestos determinados, palavras e emoções adquirem o poder msiterioso de presentificar o laço entre os humanos e as divindades.
As cerimônias ritualísticas são de grande variedade, contudo, uma vez fixada a simbologia de um ritual, sua eficácia dependerá da repetição minuciosa e perfeita do rito.
Milenarismo

O milenarismo é próprio das religiões de salvação, designa uma doutrina. É a esperança da felicidade no mundo. Hoje o termo é conceituado de maneira ampla, acreditando em um futuro esperançoso em abundância de felicidade, paz, harmonia e justiça.
O bem e o mal
O bem e o mal são dois principios que ordenam a realidade segundo as religiões.
Há 3 tipos de religiões:
Politeístas: vários deuses que contendo deuses bons e maus, ou o mesmo deus pode ser ora bom ora mal.
Dualistas: Há dois deuses antagônicos, um bom e outro mal.
Monoteístas: Há um só deus.
O mal entra no mundo por intermédio dos anjos.
Estes corrompem a sociedade humana, tornando - nos pecadores.
O Pecado

O pecado é a transgressão da lei divina.
Religiões de exterioridade e interioridade.
Religiões de exterioridade: pecado é visto com algo vergonhoso, o ser fica impura, torna - se necessário a realização de rituais. O perdão é graça divina que pode ou não ser concedido.
Religiões de interioridade: pecado é um crime, quando cometido conscientemente, um erro quando não há saber sobre. Perdão provém do divino, todavia há que ter arrependimento.
Centro Universitário do Norte Paulista
Fabrício da Silva
Flávio Ribeiro
Guilherme Giliote
Louise Delyer
Otávio Neto
Novembro/2014
A lei divina
Os deuses são misteriosos. São forças personificadas e por isso são vontades.
As vontades divinas são parcialmente conhecidas pelos devotos, cada religião tem sua forma de expor suas vontades.
Algumas religiões expõem estas vontades através de intermediários.
A vida após a morte
A mortalidade é consequência de faltas cometidas contra os deuses ou ofensas contra os homens.
A imortalidade e os ritos funerários são vistos de formas diferentes por cada religião.
A salvação é vista em cada uma delas de diferentes perpectivas.

Os objetos Simbólicos
A religião sacraliza seres e objetos do mundo, que se tornam simbolos de algum fato religioso.
Os seres e objetos simbólicos assumem um sentido novo para toda a comunidade.
Sobre esse ser ou objeto recai a noção de tabu.
Full transcript