Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Profa. Rildésia S. V. Gouveia (Aula Psicopatia)

No description
by

Valdiney Gouveia

on 4 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Profa. Rildésia S. V. Gouveia (Aula Psicopatia)

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA
DCJ – COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO
PSICOPATIA: NOÇÕES BÁSICAS
Rildésia Silva Veloso Gouveia
PSICOLOGIA JURÍDICA
Psicopatia (atributos pessoais) 
PSICOPATIA, O QUE É?
“Defeito de fábrica”. Deficiência afetiva.
O psicopata já nasce com uma predisposição genética à manifestação de indiferença afetiva: 


“O sistema emocional do psicopata vem desconectado e não conecta novamente. Não tem cura até o momento”.
Sociopatia (atributos sociais).
Quando uma pessoa psicopata (à direita) faz julgamentos morais, aumenta a atividade nas áreas pré-frontais (laranja e roxo), ligadas aos circuitos cognitivos, de razão pura. Contrariamente, diminui sensivelmente a ativação das áreas relacionadas tanto às emoções primárias, como raiva e medo (azul), quanto às morais (vermelho).
PSICOPATIA, O QUE É?
Quando uma pessoa normal (à esquerda) faz julgamentos morais, ativam-se as áreas pré-frontais (laranja e roxo), responsáveis pelos aspectos cognitivos (frios e racionais) do julgamento. Também são ativados o hipotálamo (azul), relacionado às emoções básicas (e.g., raiva e medo) e o lobo temporal anterior (vermelho), ligado às emoções morais, tipicamente humanas.
Deficiência Afetiva.
PSICOPATIA, O QUE É?
Indica diagnóstico de transtorno de personalidade antissocial.
Tem sido associada ao modelo de assassino em série (serial killer). Porém, nem todos os assassinos são psicopatas; nem todos os psicopatas chegam a ser assassinos.
NEM TUDO QUE PARECE É!
A psiquiatra Ana Beatriz indica três níveis de psicopatia:
LEVE: aplica os famosos golpes 171 (estelionato ou fraude). Danos a pessoas específicas.
MODERADO: aplica o 171, porém em uma esfera social mais alta (e.g., como o superfaturamento na compra de remédios para o sistema de saúde pública). Prejudica milhares de pessoas.
GRAVE: o serial killer. Assassino para que basta mata com atos de crueldade.
QUAIS AS CARACTERÍSTICAS
DE UM PSICOPATA?

Ausência de Culpa. Nunca sente arrependimento ou remorso. Os outros são os culpados de tudo. Não teme a punição por ter a certeza que tudo o que faz tem um propósito benéfico (para ele, claro!).
Sabe que seus atos são antissociais. Quando é denunciado, recusa a reabilitação ou qualquer tratamento. Na impossibilidade de fugir, simula mudança de caráter, porém mais tarde volta aos padrões comportamentais que lhe são característicos.
Para ele a realidade e a ficção são uma só. É capaz de contar uma mentira como se estivesse descrevendo detalhadamente uma situação real. Não mente apenas para fugir de uma situação constrangedora, mas porque não sabe viver sem mentir.
Mestres nas Mentiras
Manipulação e Egoísmo
Desde que ele esteja bem, o resto do mundo não importa. É extremamente manipulador, usando seu encanto para atingir seus objetivos, nunca pensando nos demais; usa as pessoas como peões, objetos que pode dispor conforme lhe convêm.
Manifesta facilidade em lidar com as palavras e convencer as pessoas mais vulneráveis a entrarem no seu “jogo”. Quer controlar os relacionamentos, impedindo que familiares e amigos confraternizem sem sua presença. Para tal recorre a esquemas, intrigas e, claro, ao seu charme para se fingir amigo.
Inteligência
O QI “costuma” ser acima da média. Há casos de psicopatas que conseguem passar por médicos, advogados, professores etc., porém sem terem frequentado qualquer universidade. São peritos no disfarce e aprendem as coisas sozinhos (são excelentes autodidatas).
Ausência de Afeto
Não é pessoa afetuosa com o próximo e enquanto pai (mãe), não costuma “dar colo” aos filhos. Usa os filhos como “marionetes”, em função de seus próprios interesses, não respeitando suas escolhas. Baseia seus “métodos educativos” na humilhação e chega a ser totalmente negligente.
Impulsivo
Devido ao déficit do superego, não consegue conter seus impulsos, podendo cometer toda espécie de crimes, friamente e sem noção de culpa. Costuma fintar até o teste do polígrafo, porque o seu ritmo cardíaco não se altera quando diz mentiras ou quando comete crimes.
Isolamento
Gosta de viver sozinho e quando vive com outros, quer liderar o grupo, mesmo que para isso destrua uma família inteira.
O PSICOPATA NA FICÇÃO
YVONE (Caminho das índias)
A maldade e a frieza da psicopata Yvone (Letícia Sabatella), personagem da novela Caminho das Índias, habita entre nós, na vida real. A cada 25 pessoas, uma é perversa, desprovida de culpa e capaz de passar por cima de qualquer ser humano para satisfazer os próprios interesses. Os psicopatas são 4% da população. E não há cura para eles.
O PSICOPATA NA REALIDADE
Suzane Von Richthofen
Suzane von Richthofen. A garota que em novembro de 2002, ela abriu a porta de sua casa para que o namorado, Daniel, e o irmão dele, Cristian, matassem seus pais, Marísia e Manfred, com pancadas de barras de ferro. Depois, foi para um motel. Após o enterro, fez uma reunião com amigos na piscina de casa.
Ted Bundy
O mais terrível serial Killer e criminoso sexual
da América, que admitiu ter matado mais de 35 mulheres em um período de 4 anos.
Guilherme de Pádua
Ele e sua mulher emboscaram a atriz Daniela Perez, apunhalaram-na e atiraram seu corpo num matagal da Barra da Tijuca. O crime foi motivado por vingança, ao deixar de aparecer em dois capítulos da novela. Junto com sua esposa Paula Thomaz (que hoje assina Paula Nogueira Peixoto), Guilherme de Padua tramou o assassinato.
PARA SABER MAIS ...
Para saber mais sobre este terrível transtorno de personalidade, leia o livro da Doutora Ana Beatriz Barbosa Silva.
Full transcript