Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A IGREJA NO SÉCULO XX

No description
by

Ezeglair de Souza

on 20 May 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A IGREJA NO SÉCULO XX

O século XX:
1.1 -
O papa Leão XIII
- Gioacchino Pecci (1878-1903): Rerum Novarum / Humanum Genus / Elena Guerra

Dotado de um espírito conciliador, conseguiu acalmar e resolver boa parte dos problemas existentes na Igreja, preparando o caminho para um relacionamento justo da mesma com o mundo moderno e seus problemas.
Para o nosso estudo o importante é a visão comunitária e a preocupação da Igreja de poder vivê-la sob a nova forma, onde o testemunho e o relcionamento entre os membros do Corpo Místico de Cristo vivam mais solenemente a fé, a esperança e a caridade.
3.1 - A I Assembléia Geral do EpiscopadoLatino Americano (CELAM), Rio de Janeiro em 1955
3.1 - O crescimento das seitas e o sincretismo religioso são fatores preocupantes, principalmente, pela inexistência de compromisso com o Evangelho.
3.3 - o desafio das seitas e o sincretismo religioso
No mundo foi um tempo de mudança de época.
Na Igreja, um período de avanços ao mesmo tempo em que, junto com a humanidade, sofreu as amarguras provenientes de grandes guerras.
1.2 -
O papa PIO X
(1903-1914) - Giuseppe Melchior Sarto / Ação Católica
Atentou principalmente para uma renovação religiosa e uma defesa contra erros, reais ou supostos.

1.3 -
O papa Bento XV
Giacomo della Chiesa (1914-1922) / Novo CDC
A I guerra mundial e suas consequências imediatas tomaram grande parte de sua atenção em seu papado. Sentiu a nescessidade de alteração nos métodos missionários.
1.4 -
O papa PIO
XI Ambrogio Damiano Achille Ratti (1922-1939)
Lançou o seu programa:
"A paz de Cristo no Reino de Cristo",
num mundo que vivia as amarguras da guerra e já se preparava para outra.
As obras missionárias tomou um impulso gigantesco.
Em 1929:
O papa abandonou sua reivindicação dantigos Estados da Igreja e foi-lhe reconhecida a sobrerania sobre a Cidade do Vaticano.
1.5 -
O papa PIO XII
Eugenio Maria Giuseppe Giovanni Pacelli (1939-1958)
Seu pontificado foi obscurecido pelas tensões da II Guerra Mundial, pela hostilidades do (Fascismo e Nazismo) que tanto sofrimento trouxe para a Europa e o mundo inteiro. Temos a expansão do Bolchevismo (comunismo).
Em 1942:
Consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria.
Procurou ficar neutro, isso rendeu a fama de ser conivente com o nazismo, mas foi comprovado que deu abriu a mais de cinco mil judeus em conventos, igrejas, até no vaticano.
Em 1950:
Dogma da Assunção de Maria aos céus em corpo e alma.
Na vida eclesial brasileira destaca-se Dom Sebastião Leme da Silveira Cintra, 2º cardeal brasileiro, por sua oranização na Igreja e despertando as forças do laicato e promovendo a Ação Católica.
Em 1952:
CNBB
Em 1955:
CELAM
2.1
- O papa de transição
A Igreja e o mundo olhavam preocupados sobre o sucessor,
João XXIII
(1958-1963) que o sucedeu PIO XII, era visto como o papa de transição.

2.2 -
O estilo de João XXII
Desempenhou o seu cargo, com bondade e na sua preocução de pastor, foi conquistando o mundo.
-
Mater et Magistra
(questão econômica e social)
-
Pacem in Terris
(direitos humanos)
Deu-se início uma nova consciência dos bispos e de uma coresponsabilidade de todos os membros da Igreja.
- Convocou e iniciou o Concílio Vaticano (11/10/1963)
3.2 - As Assembléias em Medellin / Puebla / Sto Domingo / Aparecida
Trazendo como resultado as tentativas de organização das Comunidades Eclesias de Base e de Planos Nacionais de Pastoral.
3.2 - A situação demostra um desafio de religiosidade, mas se confundem pensamentos sérios com formas inspiradas no gnosticismo.
3.3 Diante da situação devemos buscar com fé e consciência caminhos que possam dar atdimento ãs necessidades do povo.
Os GO têm sido importantes na conquista e conversão de corações angustiados. A RCC tem procurado formar pessoas que possam ser instrumentos da Igreja, cada vez mais capacitados ao serviços.
SUMÁRIO

Considerações iniciais
O período das guerras mundiais
João XXII e o Concílio Vanticano II
A Igreja na America Latina
A experiência da RCC
Consideraçoes finais
9 8400-4867 – Claro
9 8245-7502 – Tim
ezeglair@hotmail.com
Elena Guerra & Papa Leão XIII:
Convocar a Igreja a renascer no Espírito,
Indicar o Espírito Santo como fonte de vida e santidade,
Devoção e retorno ao Espírito Santo (Crisma),
Festa ao Espírito Santo.
1895 - 1903: 13 cartas.
"Repita-se deste modo, na família cristã, o espetáculo dos apóstolos em Jerusalém, depois da ascensão de Jesus aos céus, quando a Igreja nascente se viu toda em comunhão de pensamento e de preces com Pedro e ao redor de Pedro, pastor dos cordeiros e das ovelhas.
Digne-se o Divino Espírito Santo ouvir da maneira mais consoladora a oração que todos os dias sobe de todos os recantos da terra:
'Renova em nossa época os prodigios, como em novo Pentecostes; e concede que a Igreja santa, reunida em unânime e instante oração junto a Maria, Mãe de Jesus, e guiada por Pedro, difunda o reino do Divino Salvador, que é reino da verdade, de justiça, de amor e de paz'.
Assim seja!"
Temos três documentos:
Provida Matris Charitate (Invocar o Esp Sto)
Encíclica Divinum Ilud Múmus
Ad Fovendum in cristiano populo
Consagrou o mundo ao Sagrado Coração de Jesus.
O papa Leão XIII irrompeu o século cantando o Veni Creator.
2.3 - O Concílio e seus Documentos
2.4 - O Concílio como Novo Penteconstes
2.5 - O papa Paulo VI : "Papa Peregrino"
2.6 - Papa João Paulo I : "Sorriso de Deus"
2.7 - Papa João Paulo II : "Papa da Juventude"
2.8 - Papa Bento XVI : "Papa Teológo"
2.9 - Papa Francisco : "Papa da Mídia"
A fé sem raízes não passa de uma crença capaz de abrir espaço para os credos ou religiões variados. Ou seja, a busca por caminhos paralelos ou conflitantes por parte de muitos batizados é consequência de uma evangelização e catequese desorientada e ineficiente de cujapreocupação João Paulo II.
Full transcript