Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

RV2 Existe verdade absoluta?

No description
by

Michelson Borges

on 17 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of RV2 Existe verdade absoluta?

2. Existe verdade
absoluta?

Texto: Douglas Reis
Arte: Michelson Borges
Para pensar
1.
Por que o pós-modernismo
não oferece base sólida para
nossas decisões e ações?
2.
Falar em verdade absoluta soa um tanto arrogante. É possível crer na verdade e manifestar atitude tolerante e compreensiva com aqueles que pensam diferente de mim?
Vivemos numa época marcada
pela incerteza. Ela é chamada de
pós-modernidade
e se caracteriza por uma negação do racionalismo autoconfiante do período anterior, a modernidade. Como chegamos a esta fase do pensamento humano?

Friedrich Nietzsche
deu contribuição fundamental para que isso ocorresse. Ao anunciar a morte de Deus, Nietzsche deu nome à ruptura
que a modernidade
introduziu na história
da cultura com o fim
dos valores absolutos,
das essências e do
fundamento divino.

Com sua negação de valores absolutos, Nietzsche abriu as portas para pensadores autenticamente
pós-modernos, como Michel Foucault e Jacques Derrida. Se Nietzsche atirou a primeira pedra contra o edifício, eles terminaram de demoli-lo. Entretanto, esses pensadores
não puderam esconder algumas incoerências que carregavam.
Michel Foucault
dizia que a verdade
é apenas uma ficção defendida por aqueles que mantêm o poder. Para ele, não havia algo como certo
ou errado – a própria moral
era obra dos poderosos.
Entretanto, ele mesmo
chegou a participar
de lutas sociais.

Além disso, quando foi convocado por uma comissão para estudar o sistema penitenciário francês, Foucault se viu num dilema terrível: Como punir os estupradores? O filósofo defendia liberdade total quanto à sexualidade. Mas, se manifestações sexuais não podem ser legisladas, o que dizer do estupro? Infelizmente, Foucault não conseguiu fugir da armadilha causada pelo impasse criado pela filosofia dele.
Jacques Derrida
é outro expoente pós-moderno. Ele defendia a livre interpretação da linguagem, tanto
a escrita quanto a falada.
Assim, uma interpretação
textual jamais poderia
chegar a conclusão
alguma!
No entanto, Jacques Derrida
se sentiu injustiçado em um debate com John Searle por achar que em alguns pontos Searle havia interpretado mal seu pensamento. Isso forçou Derrida a abandonar sua defesa da livre-interpretação.
Para onde nos conduz
o pensamento pós-moderno?
Ele hostiliza a verdade revelada; valoriza a interpretação em detrimento do conhecimento; relativiza
a verdade; e se restringe à transitoriedade, admitindo princípios maleáveis.
Por conta de seu antirrealismo, o pós-modernismo enfrenta dificuldades, porque, na prática, se torna impossível vivê-lo de forma coerente.
Podemos resumir a incoerência do pós-modernismo da seguinte maneira:
1.
Ao afirmar que não
há uma verdade absoluta, o pós-modernismo faz, paradoxalmente, uma afirmação absoluta.
2.
Nenhum sistema filosófico pode ser sustentável se possui contradição interna.
3.
Logo, o pós-modernismo não é sustentável.
Se temos que retornar à verdade para dar sentido à existência, a qual verdade retornaremos? Se
há tantas visões de mundo, como garantir qual delas seja a correta?

Uma visão de mundo tem que ser avaliada pela forma abrangente como interpreta a realidade, bem como pela suficiência e coerência
das respostas que provê a perguntas sobre fundamentação de valores morais, destino final da humanidade, razão de nossa existência, etc.
É claro que algumas respostas podem coincidir em alguns sistemas; mas, olhando para
o todo, qual visão de mundo tem uma proposta compatível com
o nosso anseio pela beleza, pela verdade e pela justiça?
Talvez seja cedo para darmos uma resposta definitiva. Mas mantenha a mente aberta para considerar a
proposta cristã
. O enfoque que será dado nesta série de estudos tem por objetivo mostrar quão completa é
a cosmovisão do cristianismo.

Primeiramente, considere o seguinte: Deus existe ou é apenas uma ilusão humana, originada de desejos reprimidos ou fantasias ancestrais? Vamos
tratar dessas
perguntas no
próximo estudo.
Full transcript