Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tony Generico - Splash

No description
by

Murillo Alencar

on 4 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tony Generico - Splash

Tony Generico - Splash
Inicio
Tony Generico nasceu em 13/03/1940, em um vilarejo chamado Santa Quitéria, hoje cidade de Esmeraldas, região metropolitana de Belo Horizonte MG.
Inicio de tudo
"Quando comecei a me interessar seriamente por fotografia, na década de 60, os livros sobre fotografia eram raros. Não havia professores, muito menos escolas. Equipamentos eram precários e escassos. Um fotógrafo aspirante tinha que aprender técnicas complicadas, incluindo a revelação de seus próprios filmes. Era um conhecimento a ser aprendido empiricamente, revestido de uma magia secreta. Havia no entanto a revista Life, da qual eu não perdia uma edição."
Nova York
"Em 1969 veio a oportunidade de ir para Nova Iorque para, enfim, realizar meu sonho de estudar fotografia."
Estudou, viveu e trabalhou em Nova York por 19 anos, onde se especializou em publicidade e em fine art. Atualmente, em São Paulo, mantém um estúdio especializado em splashes, fotografia de líquidos congelados em alta velocidade. Atende a clientes como: Coca-Cola, Ambev, McDonald´s Nestlé, Kaiser, Schincariol, Bank Boston, Suvinil, Chevrolet, Scientific American, etc.
Primeiro Aprendizado Prático
"Meu primeiro aprendizado prático foi resultado de uma negociação. Fiquei sabendo que o Schmidt, como o chamávamos, um fotógrafo alemão que estava começando a se profissionalizar na cidade onde eu vivia, Belo Horizonte, pôs à venda um ampliador P&B. Fechei com ele sem barganhar, somente com a condição de que ele me iniciasse no laboratório. Foi um grande impulso, mas que enfraqueceu no tumultuado ano de 1964, quando eu percebi que se ficasse no Brasil nunca seria um fotógrafo realizado. Como eu já me virava bem com francês e inglês, tentei primeiro um visto para os Estados Unidos, mas acabei indo para a Alemanha, meu segundo país de referência na fotografia, então. Lá, terminei por me envolver com show business e segui em um tour de quatro anos por 71 cidades em 23 países da Europa; sem recursos para fotografar, mas cuidando de cenários e iluminação do espetáculo no gelo Holiday on Ice."
Splash
Splash é o nome específico que se dá para o registro instantâneo de líquidos na fotografia de alta velocidade. Nessa acepção, a palavra splash é em inglês uma onomatopeia do impacto de um objeto em um líquido, como o som provocado por uma pedra lançada num lago tranquilo.
Estudos
"na década de 70, a fotografia vivia em estado de efervescência. Galerias surgiam a todo momento. Cursos eram ministrados por grandes fotógrafos, da então finada revista Life. Ainda hoje me recordo vividamente de como fiquei extasiado quando Philippe Halsman, fotógrafo de mais de cem capas da Life, um dos meus ídolos ainda dos tempos de Brasil, me aceitou como aluno de seu primeiro curso, Psychological Portraiture. Paralelamente, conheci Cornell Capa, irmão do Robert Capa, que ainda na New York University, com os cursos do ICP (Internacional Concerned Photographer) fundava o atual ICP (International Center of Photography). Lá tive a sorte de estudar e conhecer pessoalmente vários fotógrafos da Life: Ralph Morse, Yale Joel e Alfred Eisenstaedt , além de Ansel Adams, Roy DeCarava, Lee Friedlander, Eddie Adams e muitos outros."
Fascínio
"O que me fascina nessa técnica é que cada splash é único: por mais que se tenha controle e disciplina em fotografá-los, eles não se repetem. Para o fotógrafo, a ideia é de que seu trabalho é singular, que nem mesmo ele próprio poderá reproduzi-lo, quem dirá imita-lo! Aos poucos, veremos que capturar um splash esteticamente atraente é menos uma questão de técnica fotográfica e mais do entendimento dos múltiplos fatores físicos envolvidos no processo de provocá-lo, minha preocupação primordial na busca de um splash esteticamente convincente é controlar o comportamento do fluxo de líquidos em seu aspecto refrescante e natural,criando imagens que são ao mesmo tempo dinâmicas e únicas com o mínimo de pós-produção."
ALGUMAS OBRAS
Murillo Alencar Candido Cardoso
Universidade da Grande Dourados UNIGRAN
Disciplina: Fotografia Publicitária
Professora: Erika Batista
Setembro 2013
Dourados - MS
Referências:
• http://www.fotografia-dg.com/dicas-stills-alta-velocidade-splashes/
• http://www.tonygenerico.com.br/
• https://www.facebook.com/tony.generico?fref=ts

Full transcript