Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Hemograma da gestante e paciente renal, Seminário - Hematologia Clínica

No description
by

Renata Rodrigues

on 19 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Hemograma da gestante e paciente renal, Seminário - Hematologia Clínica

Hemograma da gestante e Hemograma do paciente renal Hemograma da gestante Hemograma do paciente renal Djeine K., Natália P., Renata R., Gabriela Z. e Vanessa O. Ajustes fisiológicos e anatômicos: acentuadas mudanças no organismo materno, incluindo a composição dos elementos figurados e humorais do sangue. Objetivo: preparação para as necessidades orgânicas próprias e do conjunto materno fetal.
Importante saber das situações fisiológicas ocorridas durante a gestação para diferenciar de uma possível alteração. Gravidez Para suprir a demanda do sistema vascular hipotrofiado e do útero aumentado, protegendo mãe e filho dos efeitos da queda do DC.
Resguardar a mãe dos efeitos adversos das perdas de sangue durante o parto. Volume Plasmático Aumento da necessidade de O2 conduz a um aumento na atividade da eritropoetina Moderada hiperplasia eritrocitária (aumento de reticulócitos) Volume eritrocitário Pseudo-anemia Volume sanguíneo total Volume plasmático Volume eritrocitário Distinção entre o que é hemodiluição e o que é anemia real, desencadeada pela gravidez ou preexistente!!! Limite Hb: 11 g/dL
Anemia normocítica/normocrômica Pseudo-anemia Série vermelha Aumento do VCM sem macrocitose, com valor máximo durante o terceiro trimestre 81-99 fL.
Diminuição do Hct associado ao grau de hemodiluição, uma vez que a massa eritrocitária é menos acentuada que a expansão plasmática.
Presença de esferócitos.
Policromatocitose e reticulocitose leves (responsáveis pelo aumento da massa eritróide).
Maior variação na forma e no tamanho dos eritrócitos;
Formação de rouleaux;
Aumento da VSG; Sem carência de ferro e/ou Vit. B12 Mesmo que a necessidade destes aumente durante a gravidez Série branca Leucócitos significativamente, para atender o volume sanguíneo aumentado, sem causa aparentemente definida. principalmente neutrófilos Entre 5.000 e 7.000 para 8.000 à 16.000 leucócitos;
Durante o parto: 20.000 e 30.000. Neutrófilos podem apresentar granulação tóxica e corpos de Döhle. Série branca Desvio a esquerda: os bastonados, são comuns os metamielócitos e os mielócitos, raríssimos promielócitos e até mieloblastos. Série branca decorrente do consumo de plaquetas pelo estado de CIVD na circulação útero placentária. Série plaquetária Anemia verdadeira Normalmente por deficiência de ferro. Valores encontrados Na distensão sanguínea observa-se hemácias microcíticas, hipocrômicas de formas e tamanho variados. Anemia verdadeira Pseudo-anemia Marcadores mais confiáveis: dosagem sérica de ferro 30µg/dL e ferritina 10µg/dL. Geralmente não sofre alteração. Eventualmente pode haver uma na contagem e no VPM Referências Bibliográficas Souza, Ariani I.; Filho, Malaquias B.; Ferreira, Luiz O. C.; Alterações Hematológicas e Gravidez. Rev. Bras. Hematologia e hemoterapia.
Bresani,Cristiane Campello; Souza, Ariani Impieri de; Figueroa, José Natal; Anemia e ferropenia em gestantes: dissensos de resultados de um estudo Transversal. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, 7 (Supl. 1): S15-S22, nov., 2007.
Bain Barbara J. Células Sanguíneas: Um Guia Prático [Livro]. - Porto Alegre : Artmed, 2007.
Failace, R. Hemograma – Manual de Interpretação. 5. ed. Porto Alegre: Artmed; 2009. Questões: 1. Explique por que ocorre a anemia fisiológica em gestantes.

2. Como diferenciar a anemia fisiológica da anemia verdadeira em gestantes?

3. Quais são as principais alterações do leucograma da gestante?

4. Diferencie Insuficiência renal crônica (IRC) de Insuficiência renal aguda (IRA).

5. Cite algumas características laboratoriais do paciente com IRC. Insuficiência Renal Crônica (IRC) A presença de anemia é determinada por diferentes fatores, como: IRC Deficiência relativa de eritropoetina;
Carência de Ferro;
Inflamação;
Hiperparatireoidismo;
Perdas sanguíneas;
Diminuição da meia vida das hemácias;
Deficiência de ácido fólico e vitamina B12. Hormônio produzido nos rins que estimula a produção de hemácias. Eritropoetina (EPO) Deficiência na sua produção, por lesões das células peritubulares, é a patogênese da anemia da doença renal. Hipertensão arterial;
Obstrução do trato urinário;
Glomerulonefrite;
Alterações renais (ex.: rim policístico);
Diabetes mellitus;
Distúrbios auto-imunes (ex.: lúpus eritematoso sistêmico)... Causas: IRC Anemia de início insidioso.
Pacientes não notam a poliúria (aumento do volume urinário) e não valorizam a noctúria (interrompimento do sono para esvaziar a bexiga).
Anorexia, edema e náuseas matinais são precoces, mas não chamativos. Características laboratoriais (IRC) Presença de esquizócitos e acantócitos. Carcaterísticas laboratoriais (IRC) Características laboratoriais (IRC) Presença de neutrófilos hipersegmentados e reticulócitos.
Há também diminuição do número de plaquetas (raramente a níveis trombocitopênicos). • Aumento das concentrações de uréia e de creatinina;
• Anemia;
• Aumento da acidez do sangue (acidose);
• Diminuição da concentração de cálcio;
• Aumento da concentração de fosfato;
• Aumento da concentração de paratormônio;
• Diminuição da concentração de vitamina D;
Concentração de potássio normal ou discretamente aumentada. Como a IRC afeta o sangue: Anemização constante quando a filtração glomerular diminui (abaixo de 20-25 mL/minuto) e creatinina eleva-se (a cima de 2,5-3 mg/dL) Insuficiência renal aguda (IRA) Anemia surge em poucos dias, e a hemoglobina costuma estacionar entre 7 e 9 g/dL. Alterações plasmáticas favorecem formação de equinócitos, costumamente designados "burr cells" no hemograma. Características laboratoriais (IRC) Anemia normocítica, normocrômica; Tratamento Suplementação exógena de Alfaepoetina (rHu-Epo) subcutânea. Objetivo: manter a hemoglobina entre 11-12g/dL e o hematócrito entre 33-36%. Diálise peritoneal ou hemodiálise; Anemia verdadeira Hb < 10g/dL

Hct < 28%

VCM: normal ou <

CHCM: normal ou < Hb < 11 g/dL: indicador de anemia para gestantes. Estima-se que 90% das anemias em gestantes são decorrentes da deficiência de ferro. Os de mais 10% englobam uma variedade considerável de anemias adquiridas ou herdadas, incluindo a deficiência de AF, B12, Hbpatias. Qualquer VCM ou RDW deve-se suspeitar de ferropenia secundária. FERRO SÉRICO: 58 mcg/dL – (valores de Ref.: 37 a 145 mcg/dl)
FERRITINA: 78,60 ng/mL – (valores de Ref.: 13 a 150 ng/ml) Paciente feminino 17 anos. IRC terminal por HAS. Hemograma Sintomas: Fadiga;
Dispneia;
Perda da capacidade cognitiva...
Full transcript