Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Atitudes

No description
by

Valeschka Guerra

on 26 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Atitudes

Atitudes
Atitudes
Em 1918, Thomas e Znaniecki definiram a psicologia social como "o estudo científico das atitudes".
A natureza das atitudes
Apresenta três componentes básicos:

1) Cognitivo

2) Afetivo

3) Comportamental
De onde vêm as atitudes?
A maioria das atitudes se formam mediante a influência de terceiros (familiares, amigos, mídia, etc.).
Quatro formas básicas de aprendizagem ou formação das atitudes:
1) Mera exposição - afetos positivos são desenvolvidos quanto mais se é exposto ao objeto;
2) Aprendizagem por associação - condicionamento;
3) Percepção do eu - tomando como fonte de informação o próprio comportamento;
4) Funcionalidade - para satisfazer necessidades psicológicas específicas.
Relação atitude e comportamento
Inconsistências entre as atitudes e os comportamentos foram frequentemente registradas na literatura:
Na década de 1930, La Piére viajou pelos EUA acompanhado de um casal de chineses. Pararam em 66 hotéis e 184 restaurantes, sendo atendidos por todos os estabelecimentos, com exceção de um hotel.
Dois meses depois, ele enviou uma carta aos locais que tinha visitado perguntando se prestariam seus serviços a chineses.
Dos 128 estabelecimentos que responderam, 92% disseram que não.
Definição
uma predisposição a responder a determinado objeto de forma favorável ou desfavorável.

São avaliações que fazemos de pessoas, objetos sociais e ideais.
Funções:
A atitudes direcionam atenção de um indivíduo, influenciando sua visão de mundo e seu comportamento diante dele.

Três são as funções principais:

1) Instrumental - forma simples e eficaz de avaliar objetos;

2)Esquemática - atribui significado ao ambiente, facilitando a compreensão do mundo;

3) Manutenção do valor pessoal - expressam o que é importante para o indivíduo.
- naturalmente, o indivíduo apresenta uma atitude positiva em relação a algo que o favoreça e negativa frente a algo que o prejudique.
Com a criação de categorias sociais, o mundo passa a ter mais sentido;

O cérebro age sem a necessidade de que a informação chegue ao nível da consciência
Com isso, ajudam na definição do eu e reforçam a autoimagem.

Podem simbolizar filiação grupal ou sua identificação com grupos específicos.
Para que se tenha uma atitude frente a um objeto, é necessário que se tenha uma representação cognitiva deste objeto.

Inclui as crenças e outros componentes cognitivos, como as regras de utilização do objeto ou a estrutura de informações associada a ele.

Ex.: preciso saber o que é um aborto, ter uma noção de como se faz e quais suas consequências para ter uma atitude.
Definido como sentimento pró ou contra um determinado objeto social.

Único componente característico das atitudes.

Inclui uma função de avaliação e envolve reações emocionais frente ao objeto, que variam em sua direção (+ ou -) e em intensidade (fortes ou fracas).
Tendência a agir de determinada forma em relação ao objeto social.

Instiga comportamentos coerentes com as cognições e os afetos relativos ao objeto atitudinal.

Ex.: se eu sou contra o aborto, terei a tendência a agir de forma a não cometer aborto.
Atitudes refletem apenas como o indivíduo gostaria de ser comportar.
Teoria da ação racional
Fishbein e Ajzen (1975) desenvolveram essa teoria para explicar a relação entre atitudes e comportamento.

Baseia-se no pressuposto da racionalidade do comportamento. Este seria determinado pela intenção comportamental, que é determinada por dois fatores:
1) as atitudes da pessoa - avaliação positiva ou negativa;
2) normas subjetivas - percepção do indivíduo em considerar o comportamento adequado ou não.
Teoria da ação racional
Teoria da ação planejada
Após avaliações da TAR, Ajzen (1989) propôs uma mudança na teoria.

Pesquisas sugeriram que o compto também pode ser afetado pelos recursos ou habilidades disponíveis para a ação.
Mudança de atitudes
Abordagens que explicam a mudança de atitudes:

1) Teorias de coerência cognitiva - discrepâncias cognitivas resultariam em uma tentativa de manter a coerência;



2) Persuasão - pressões externas ao indivíduo influenciariam a mudança atitudinal.
Festinger (1957) - dissonância cognitiva é um estado de tensão psicológica induzida por relações dissonantes entre as cognições;
Para reduzir a dissonância, o indivíduo muda um dos elementos ou a importância da atitude.
Full transcript