Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Planejamento Estratégico

No description
by

Alvaro Dossa

on 23 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Planejamento Estratégico

A perspectiva da Embrapa Trigo
Ações executadas
Ações executadas pela Diretoria para atender a estas questões:

Criação do AGROPENSA.

Criação da Secretaria de Inteligência e Macroestratégia (SIM)

Criação da Secretaria de Gestão e Desenvolvimento Institucional (SGI)

Revisão do Plano Diretor (PDE) e Formulação das Agendas de Prioridades das Unidades

Implantação do Novo Sistema de Gestão de Desempenho da Embrapa - INTEGRO.
Síntese do Integro
Identificação e monitoramento do comprometimento das unidades, portfólios/arranjos, equipes e indivíduos com as metas corporativas (CGE e SGI).

Integração dos macroprocessos de gestão - P&D, TT e AF com reflexos diretos no processo de inovação (adoção de resultados e impactos).

A integração dos processos de avaliação (institucional, programático e equipes) fortalece o Sistema de Reconhecimento e Recompensa (DGP).

O uso direto dos resultados do SEG (Ideare) na gestão de desempenho da Empresa fortalece a gestão da carteira de projetos (DPD).

O acesso à base de dados do Integro permitirá uma melhoria na qualidade e uma ampliação do escopo do sistema de custos (DAF).

Fortalecimento e uso mais eficiente das bases de dados e dos sistemas corporativos (Ideare/Sisgp, Ainfo, Sieve, Saic, Sirh, Siafi, Custos, etc.).
Contexto
Os PDEs e PDUs terminaram seu último ciclo em 2011.

O SAU, desenvolvido em 1995 e implantado em 1996 e descontinuado em 2009.

Em 2010, foi criado o Sistema de Monitoramento e Avaliação de Desempenho (SMAD) - 4 anos sem avaliação de unidades.

A Empresa está sem um sistema de planejamento, acompanhamento e avaliação de suas Unidades.
Estrutura do VI PDE
O novo modelo de Planejamento Estratégico
Próximos Passos
Obrigado
Dúvidas?

Sugestões?
Do PDE à Agenda de Prioridades
Objetivos Estratégicos

São os grandes desafios definidos pela Embrapa no horizonte temporal de 2014-2034.

A partir dos eixos de impacto e macrotemas são definidos os Objetivos Estratégicos do VI PDE.

A unidade deverá identificar quais os Objetivos Estratégicos que considera prioridade e que irá atuar nos próximos anos, bem como que projetos e metas executará para isso.

Diretrizes Estratégicas

São os focos de atuação de gestão e adaptação para que os Objetivos Estratégicos possam ser atingidos.

Concentradas nos macroprocessos de gestão: Inteligência e Macroestratégias, Desenvolvimento Institucional, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, Transferência de Tecnologia, Negócios Tecnológicos, Administração e Finanças, Pessoas, Relações Inter e Intrainstitucionais, Infraestrutura, Tecnologia da Informação, Jurídica e de Auditoria e Comunicação.

Da mesma forma que os Objetivos Estratégicos, a unidade deverá identificar que Diretrizes Estratégicas considera prioridade e de que forma serão atacadas.
Agenda de Prioridades das Unidades
Principais fontes de referência:
VI PDE e documento Visão 2014-2034 como Norteadores das Agendas de Prioridades.

Outros Documentos de Referência:
Análise do ambiente externo e interno, notas técnicas, arranjos, portfólios, etc.

Horizonte:
Horizonte 2014-2034, semelhante ao Visão e VI PDE
Revisões e ajuste sistemáticos para resposta a mudanças de contexto
Revisão maior em períodos de quatro anos, para ajustes mais significativos.

Missão:
Todas as Unidades Operacionais possuem a mesma Missão (VI PDE);

Visão:
Todas as Unidades Operacionais incorporam a mesma Visão (VI PDE);

Valores:
Todas as Unidades Operacionais incorporam os mesmos Valores (VI PDE);
Da Agenda de Prioridades para o Integro
O que é o Integro?
Modelo Integrado de Gestão de Desempenho Institucional, Programático e de Equipes
- Integro -
Processo desenhado para realizar a gestão de desempenho;

Perspectiva institucional, programática e equipes;

Abrange as fases: Planejamento, Acompanhamento, Monitoramento, Avaliação de Metas e Resultados;

Permite a correções e realimentação para novos ciclos.
INTEGRO
Dimensão de Resultados
Eficácia
(Quantidade e qualidade dos produtos/serviços entregues – metas x resultados)
Eficiência
(Relação entre os produtos/serviços gerados – outputs e os insumos utilizados)
Efetividade
(Uso/adoção e impactos/grau de satisfação dos produtos/serviços, processos ou projetos)
Entregou o que prometeu?
Quanto custou x Qual o benefício?
Tem alguém usando?
Avaliação das UDs
Eficácia (ano base 2014):
Cumprimento de metas de P&D, TT e Desenvolvimento Institucional, previstos nos projetos liderados pelos centros e nos projetos em que colabora (resultados esperados x resultados obtidos).
Cumprimento de metas de gestão de P&D, TT e de administração a serem negociadas com a DE em base a temas de interesse corporativo previamente identificados (ações gerenciais corporativas).

Efetividade (ano base 2014):
Uso/incorporação no processo produtivo de resultados gerados em P&D ou implantação de processos, sistemas ou serviços vinculados à gestão de P&D, TT e AF (“outcomes”).
Avaliação Programática
Eficácia (anos 2014/2015):
Os projetos dos portfólios e arranjos serão avaliados quanto ao cumprimento de metas de P&D e de gestão de P&D, a serem negociadas pelos gestores com a DE (resultados esperados x resultados obtidos).
Efetividade (anos 2014/2015):
Os projetos dos portfólios e dos arranjos serão avaliados quanto ao cumprimento de metas de uso/incorporação de seus resultados ao processo produtivo. Tais metas deverão negociadas com a DE.
Planejamento de metas das equipes e pessoas
Planejamento
Agenda de Metas de P&D (Projetos)
A agenda de metas de P&D de uma dada equipe é o conjunto de resultados esperados no projeto em que elas participam, de acordo com o registrado no Ideare para o ano objeto de avaliação.

Agenda de Metas de Gestão (P&D, TT e AF)
A agenda de metas de gestão de uma dada equipe é o conjunto de resultados esperados na ação gerencial (corporativa ou local), relacionadas à gestão de P&D, transferência de tecnologia ou administração e finanças, registrada no Integro, para o ano objeto de avaliação.
Avaliação de Equipes e Empregados
Avaliação
Avaliação de Desempenho de Equipe
A avaliação de desempenho de uma dada equipe será derivada do desempenho dela no cumprimento das metas institucionais e/ou programáticas previstas no ano, num dado projeto ou ação gerencial.

Avaliação de desempenho dos empregados
A avaliação de desempenho dos empregados será derivada do desempenho das equipes em que eles participam e da participação deles em cada uma dessas equipes.
Avaliações
Distribuir VI PDE para os empregados;

Assessoria da chefia: finalizar texto da análise de contexto e foco de atuação da unidade;

Chefias-adjuntas e equipes: definição dos objetivos e diretrizes estratégicas, metas/resultados ligados a cada um e equipes;

Prazo:
Novembro
;

Núcleo de Desenvolvimento Institucional: inserir no Integro as informações.
VISÃO: 2014-2034
Agropensa
Planejamento
Estratégico
VI PDE
Agenda de Prioridades
Visão da Unidade para o futuro.
Agenda de Metas
Integro
Monitoramento
IMPACTOS
Resultados da Unidade
Entregas anuais dos PROJETOS e AÇÕES GERENCIAIS
Matriz Lógica de Construção de Projetos
Full transcript