Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

"Prefiro rosas, meu amor, à pátria"

No description
by

on 5 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of "Prefiro rosas, meu amor, à pátria"

"Prefiro rosas, meu amor, à pátria"
Estrutura Externa
6 tercetos, perfazendo um total de 18 versos;
Regularidade métrica, (o primeiro verso é sempre decassilábico e o segundo e terceiro versos são sempre hexassilábicos;
Versos brancos.
Análise Interna
Análise Interna

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude.

Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.

Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,

Se cada ano com a Primavera
As folhas aparecem
E com o Outono cessam?

E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?

Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva.





Lo/go/ que a/ vi/da/ me/ não/ can/se,/ dei/xo 10
Que a/ vi/da/ por/ mim/ pa/sse 6
Lo/go/ que eu/ fi/que o/ mes/mo 6

Na/da,/ sal/vo o/ de/se/jo/ de in/di/f’ren/ça 10
E a/ con/fi/an/ça/ mo/le 6
Na/ ho/ra/ fu/gi/ti/va. 6


"Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,"

"Prefiro rosas, meu amor, à pátria
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude."

Classicismo
Apóstrofe
Hipérbato
“Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.”

Anáfora
Antítese
Anáfora
"Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva."

"Se cada ano com a primavera
As folhas aparecem
E com o Outono cessam?"

Antítese
"E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?"

Interrogação retórica
Eufemismo
Regularidade Métrica
Prefiro rosas, meu amor, à pátria,
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude.

Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.

Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,

Se cada ano com a Primavera
As folhas aparecem
E com o Outono cessam?

E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?

Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva.
Aliteração
Interrogações Retóricas
1- indiferença
2- quietismo
3- compromisso
4- natural
5- flores
6- vida
7- paralelismos
8- renovaçao
9- fluir
10- interrogação


11- desvalorizar
12- egoisticamente
13- classicizante
14- imperturbável
15- sofrimento
16- confidente
17- apóstrofe
18- epicurista
19- distante
20- preocupações
Full transcript