Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Processos biológicos I - Célula e o seu funcionamento

José Afonso Corrêa da Silva
by

jose afonso

on 4 June 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Processos biológicos I - Célula e o seu funcionamento

A CÉLULA E O SEU FUNCIONAMENTO
Prof. José Afonso Corrêa da Silva
ESTRUTURAS...
ORGANIZAÇÃO
DA CÉLULA

ESTRUTURA FÍSICA
O que contém no citoplasma?
SISTEMAS FUNCIONAIS
Ingestão pela célula-endocitose
FUNÇÕES
CELULARES...

Célula vista no microscópio óptico
NÚCLEO

MEMBRANA NUCLEAR

CITOPLASMA

MEMBRANA CELULAR
Protoplasma
substâncias que compõem
a célula...
Água
Eletrólitos
Proteínas
Lipídeos
Carboidratos
Água (70-85%)
- Exceto no adipócito
- Substâncias químicas particuladas
e membranosas dissolvidas ou em
suspensão.
Eletrólitos
- Potássio, magnésio, fosfato, sulfato, bicarbonato
- Sódio, cloreto e cálcio
- A concentração dos mesmos: controla diversas reações intra-celular enzimáticas e impulsos nervosos...
- 2ª substância mais abundante
Proteínas
Estruturais: proteínas de membrana, em forma de fibrina insolúvel.
- Adesão celular;
- Transporte entre células;
- Receptores de membrana;
- Ancoragem citoesqueleto
- Globular: função enzimática, forma globular e solúvel.
- Substâncias solúveis em gordura
Lipídeos
- Fosfolipídeos e colesterol
- Parte da glicoproteína de membrana
- Obtenção de energia
Carboidratos
ESTRUTURAS MEMBRANOSAS DA CÉLULA
- Todas as organelas celulares são revestidas por membranas, compostas em grande parte por lipídeos e proteínas.
Os lipídeos formam uma barreia
que impede o movimento da água
e das substâncias hidrossolúveis de um compartimento para outro.
H O
2
H O
2
DNA
MEMBRANA CELULAR
Proteínas (55%)
Fosfolipídeos (25%)
Colesterol (13%)
Lipideos (4%)
Carboidratos (3%)
Barreia impermeável para substâncias
hidrossolúveis usuais (íons, glicose, uréia);
Fluída e não sólida, as organelas podem se movimentar ao decorrer da membrana;
Integrais
Periféricas
Canais
Carreadores
Enzimas
Ligadas a integrais
Ocorrem em combinação aos lipídeos e proteínas = glicoproteínas e glicolipídeos (10/1).
O conjunto de carboidratos afixados na parede externa na célula = glicocálice.
(Proteoglicanos+glicoproteínas+glicolipídeos)
Conferem a carga negativa global da célula;
Ligação em células, entre glicocálices;
Receptores de diversos hormônios (insulina), ativando proteínas internas que iniciam as cascatas enzimáticas;
Reações imunológicas.
CITOPLASMA E SUAS ORGANELAS
Local onde as partículas
intracelulares ficam
dispersas =
citossol.
Logo abaixo da membrana celular há a presença de microfilamentos entrecruzados compostos por fibrinas de actina, tem aspecto
semi-sólido (gel), e confere maior segurança =
córtex ou ectoplasma.
O que fica entre o ectoplasma e a membrana nuclear é chamado de =
endoplasma
.
Glóbulos de gordura; grânulos de glicogênio; ribossomos e vesículas secretoras.
5 ORGANELAS IMPORTANTES
Retículo endoplasmático
Aparelho de Golgi
Mitocôndrias
Lisossomos
Peroxissomos
Retículo endoplasmático
Núcleo
Matriz endoplasmática
Função metabólica
Retículo endo. granular
Retículo endo. agranular
Ribossomos
Ácido ribonucleico (RNA)
+
Proteínas
Atuante na síntese de proteínas
Ret. agranular
= síntese de lipídeos, outras reações enzimáticas
Ret. granular
Aparelho de golgi
Vesículas endoplasmáticas são
secretadas em direção ao aparelho de Golgi, one se fundem.
Levando substâncias utilizadas para a secreção de lisossomos, vesículas secretoras e componentes citoplasmáticos.
Função metabólica
Retículo
endoplasmático
Assoc.
Lisossomos
Organelas vesículares
Hidrolisar
Sistema digestivo intracelular
Estruturas danificadas;
Partículas de alimento, carboidratos,
lipídeos, proteínas.
Insere uma molécula de hidrogênio do composto
orgânico, clivando-o em dois ou mais partes.
+ de 40 enzimas hidrolases ácidas já descobertas
Vesículas secretoras (grânulos secretores)
Secreção de substâncias especiais, com alguma função esrutural na célula ex: enzimas pancreáticas.
Produzidas pelo Ret.endoplasmático e aparelho de Golgi.
Liberadas pela aparelho de Golgi.
Peroxissomos
Oxidar
Contém oxilases
Utiliza O² e H+ de outras substâncias, originando H²O² peróxido de hidrogênio.
Associado a catalase oxidam diversas substâncias tóxicas do organismo
Mitocôndria
Usinas celulares
Obtenção de energia
Dependência de energia = número de mitocôndrias
2 Bicamadas lipídicas:
Membrana externa;
Membrana interna
Pregas internas=
cristas
Matriz
Alta quantidade de enzimas extrativas de energia.
E.matriz
E.cristas
Dióxido de carbono (CO²)
Água (H²O)
Adenosina trifosfato (ATP)
Necessidade de
energia +++
Auto replicação
de mitocôndrias
+++ energia
= células musculares
Estruturas filamentosas e tubulares
Núcleo
Moléculas protéicas precursoras
Ribossomos
Filamentos
Actina
Miosina
Tubulina
Polimerização
Actina = microfilamentos
ectoplasma
Tubulina = microtúbulos
Sustentação
Citoesqueleto
Central de comando
DNA nuclear origina as proteínas,
enzimas e processos internos, bem como sua autorregulação.
Nucléolo
Não contém membrana
limitante.
Alta quantidade de DNA e proteínas.
O tamanho do núcleo é referente ao grau de sintetização de proteínas pelo núcleo...
Revisão das estruturas...
Método para obtenção de nutrientes e outras substâncias.
Partículas
Hidrossolúveis
Muito Grandes
Difusão passiva ou Transporte ativo
Endocitose
Pinocitose
Fagocitose
Vesículas pequenas com
líquido extracelular
Grandes particulas, bactérias,
tecidos em degeneração.
+ rápida
Proteínas grandes
Vesícula pinocítica
+ Partículas maiores
1- Receptores ligam-se a partícula
2- Formação dos pseudópodes em torno da partícula
3- Actina e outras fibrilas circundam a parícula formando a vesícula para dentro da célula.
4- Proteínas contráteis forçam a separação da vesícula.
Digestão das substâncias estranhas
- instantaneamente após a ingestão
Os produtos resultantes da digestão pelas
hidrolases (lisozima, lisoferrina), são:
aminoácidos, fosfatos, glicose.
Se difundem pela membrana na vesícula para
o citoplasma.
O restante que não for digerido é excretado por exocitose.
Função do retículo endoplasmático
- Síntese protéica pelo RE granular (rugoso).
Citossol
Matriz endoplasmática
Glicosiladas
Glicoproteínas
Proteínas
Função do retículo endoplasmático
- Síntese lipídica pelo RE liso
Síntese de colesterol e fosfolipídeos, testosterona, estrógeno e lectina, dependendo da célula.
Células produtoras de hormônios.
Presença do citocromo P450, principal responsável da detoxificação do organismo e biotrasformação de medicamentos, em células hepáticas.
Função do aparelho de golgi
- Processar substâncias já formadas no RE.
- Produção de ác hialurônico, sulfato de condroitina.
- Compactar produtos do RE em vesículas para transporte no citoplasma.
- Formação dos lisossomos.
Função da mitocôndria
Alimentação
Carboidratos
Gorduras
Proteínas
TRATO DIGESTIVO
FÍGADO
Glicose (Gli)
Ác. graxos (Ag)
Aminoácidos (AA)
CÉLULA
Gli

Ag

AA
Ác.pirúvico
Ác.acetoacético
Acetil-CoA

H²O + CO²
ADP
ATP
Ciclo de
Krebs
Energia na formulação
química.
ATP
1-
transporte através da membrana;
2- síntese de compostos químicos;
3- trabalho mecânico.
Locomoção amebóide
Movimento ciliar
Locomoção amebóide
Movimento ciliar
Obs: o principal movimento é o do músculo esquelético e liso.
- Movimento de toda célula em relação ao seu substrato.
- Contínua endocitose e exocitose celular.
- Formando uma nova membrana no pseudópodo.
- Fixação do pseudópodo.
- ATP + Actina (filamentos)
possibilita o movimento do corpo celular para o pseudópodo.
Ex: macrófagos circulantes, glóbulos brancos. -quimiotaxia.
- superfícies das vias respiratórias
- superfícia das trompas uterinas
200 cílios para cada célula
epitelial respiratória.
Guyton e Hall, 1997.
Guyton e Hall, 1997.
Revisão das funções...
Ingestão pela célula-endocitose
Digestão das substâncias estranhas
ATP
Full transcript