Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tricologia

No description
by

Ronaldo Sampaio

on 7 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tricologia

Pêlo e Folículo Piloso
Córtex
Composto por células mortas, alongadas e fusiformes.
Composição Química do cabelo
O cabelo é formado, aproximadamente, por 91% de proteína.
Minerais
Zinco – melhora a absorção do ferro.
CICLO DE VIDA DOS CABELOS
A formação dos pêlos
Onde o bulbo atinge sua largura máxima está à linha de Auber, que delimita o local onde se expandem e se multiplicam os queratinócitos e os melanócitos.
Na zona queratógena, que se localiza na parte superior do bulbo, as células vão produzir a queratina, se diferenciar, degenerar, morrer e edurercer.
Os pigmentos de melanina podem ser classificados em dois grupos:
Tricologia
Ancestrais dependiam do pêlo para manter o aquecimento.
Importância religiosa
Postura política
Moda
História do Pêlo e sua Importância
Egito Antigo
O primeiro apogeu na arte de penteados ocorreu no Egito, há cerca de 5 mil anos. Perucas sofisticadas mostram habilidade dos cabeleireiros que na corte dos faraós gozavam de grande prestígio.
Grécia Antiga
Os Gregos que criaram os primeiros salões de cabeleireiro (KOUREIA), em Atenas, construídos em praça pública, o Ágora. Lá, os Kosmetes ou "Embelezadores de Cabelo", escravos especiais, cuidavam dos homens e as escravas das mulheres.
Cultura
Hipócrates prescrevia cominho, fezes de pombos e beterrabas na tentativa de diminuir a perda do cabelo.
Folículo Piloso
O folículo piloso é uma estrutura com componentes epiteliais e componentes dérmicos.
Os componentes epiteliais são:
Matriz,
Bainha externa,
Bainha interna,
Haste.
Os componentes dérmicos são:
Papila dérmica
Bainha dérmica.
Matriz germinativa – células pouco diferenciadas e com ritmo mitótico muito elevado. A taxa de multiplicação destas células ocorre a cada período de 39h.
Papila Dermal: situada na base do folículo.
Ricamente vascularizada, fornece nutrientes essenciais ao crescimento do cabelo.
A parte inferior do bulbo piloso, que é a matriz
do cabelo, encerra a zona de divisão celular.
Bainha externa – representa uma invaginação da epiderme, situada entre a matriz germinativa e a superfície, mas é contínua com seu epitélio na epiderme.
Bainha interna – composta de três laminas, cutícula da bainha interna e membrana de Huxley e de Henle, desenvolve-se em torno do pêlo, separando-o da bainha externa, estende-se apenas parcialmente pelo folículo, desaparece onde abrem-se as glândulas sebáceas.
Na Matriz germinativa, a parte inferior do bulbo, as células são pouco diferenciadas e têm o ritmo mitótico a cada período de 39h.
Regiões do Folículo Piloso:

Bulbo

Istmo

Infundíbulo
Bulge é uma região próxima ao local de inserção do músculo eretor do pêlo. É composta por células-tronco, ou seja, células indiferenciadas que dão origem à todas as outras células epidérmicass do folículo piloso.
Haste ou Talo
É a parte livre formada de células queratinizadas e mortas. A haste é formada por 3 camadas.
1 - Cutícula
Células córneas, transparentes, não pigmentadas, com disposição de células sobrepostas.
Aparelho Pilo-Sebáceo
1 – o Folículo Piloso e a Haste
2 – O Músculo Eretor do Pêlo
3 – Glândulas Sudoríparas
4 – Nervos
5 – Vasos Sangüíneos.
É responsável pelas propriedades superficiais dos fios, tais como brilho, coeficiente de atrito entre as fibras e proteção do córtex.
É responsável pelas propriedades mecânicas da fibra, como elasticidade e resistência à tração.
As células são muito longas, cheias de queratina, pigmentadas e cimentadas entre si por uma substância intercelular.
Os fios de cabelos são formados por feixes paralelos denominados macrofibrilas.
Cada macrofibrila consiste de filamentos intermediários, chamados de microfibrilas.
As microfibrilas são contituidas por feixes paralelos de filamentos protéicos ordenados ao longo de um único eixo, são as protofibrilas.
Medula
É constituída pelo empilhamento de células mortas, às vezes separadas por bolhas de ar.
Está localizada no centro do corpo capilar e, em alguns fios, ela pode está ausente.
As escamas compõem-se de 3 partes:

Endocutícula: região interior, resistente;

Exocutícula: região média, frágil;

Epicutícula: região exterior, fina membrana que envolve as escamas.
É a região do cabelo onde se localiza a melanina que confere cor à ele.
O cabelo contém de 65% a 95% de alfa-queratina e os demais componentes são, água, lipídios, minerais e vitaminas.
A queratina é formada por 15 aminoácidos diferentes que interagem entrei si.
Os principais aminoácidos que formam a queratina são:
Cisteína e cistina (17,5%)
O pescado é rico em cisteína.
Serina (11,7%)
Aminoácido não essencial que pode formar a cisteína.
Arroz, ovos, leite são ricos em serina.
Ácido glutâmico (11,1%)
O ácido glutâmico tem uma função chave nas vias metabólicas dos aminoácidos.
O pão e os cereais são fontes de glutamina.
Glicina (6,5%)
Arginina (5,6%)
Ácido aspártico (5,0%)
Alanina (4,8%)
Prolina (3,6%)
Tirosina (1,9%)
Histidina (0,8%)
Aminoácidos Essenciais
Treonina (6,9%)
Leucina (6,1%)
Valina (5,9%)
Isoleucina (2,7%)
Fenilalanina (1,4%)
Metionina (0,4%)
Cálcio – fortifica a estrutura dos cabelos.
Cobre – ajuda a impedir os defeitos na estrutura do cabelo e na manutenção da cor.
Iodo – ajuda a diminuir a perda da umidade dos cabelos.
Potássio – promove o crescimento saudável dos cabelos e melhora a circulação.
Manganês – atua no crescimento dos cabelos.
Ferro – fortifica a sustentação do cabelo.
Água
A água pode variar em torno de 10% à cerca de 30% do seu peso.
Atua na elasticidade. Os fios quando estão molhados são menos resistentes e rompe-se com maior facilidade.
Lipídios
Os lipídios externos são formados pelo sebo.
O extrato de lipídios internos do cabelo humano é rico em colesterol (1,5%), ácidos graxos livres e ceramidas.
A superfície externa das células cuticulares possui ácidos graxos ligados, tais como ácidos esteárico, ácido palmítico, ácido oléico e o ácido 18-metileicosanoico (18-MEA).
Ligações Químicas
Pontes Dissulfetos
Pontes salinas
Pontes de Hidrogênio
Interações hidrofóbicas
A COR DOS CABELOS
A cor dos cabelos resulta da atividade dos melanócitos, que produzem grânulos de melanina nos melanossomos, sintetizando a partir da tirosina.
Melanossomos são partículas citoplasmáticas pigmentadas que contém melanina
Eumelanina
Ocorre em grânulos dentro dos melanossomos, semelhante a um grão de arroz e sua coloração varia do vermelho escuro ao preto.
Feomelanina
É uma forma menos precisa e pode ser vista na como pontos difusos. Sua coloração varia de amarelo para vermelho.
O nascimento dos pêlos acontece durante a formação do feto, por volta do terceiro mês de gestação. Nesse estágio ele recebe o nome de lanugem.
Ao sexto mês de gravidez, temos o que se chama de pêlo terminal.
Ciclo Capilar
Durante a vida, os cabelos passam 20 a 40 vezes pelo ciclo.
Os fios de cabelos não crescem indefinidamente. Após certo período a parte inferior do folículo sofre uma mudança degenerativa.
Fase anagenética (anágena)
O ciclo anágeno dura, aproximadamente 1.000 dias, ou seja, entre 3 a 5 anos.
Nesta fase se encontra a maioria dos cabelos. Entre 80 a 85%.
A parte inferior do folículo se refaz para produzir a nova haste. As células do bulbo se dividem permanentemente e empurram as precedentes para cima.
Fase catagenética (catágena)
Sua duração varia de 3 a 4 semanas.
O bulbo é quase totalmente destruído.
Ocorre a interrupção da reprodução celular na matriz e a perda da bainha externa do folículo por apoptose (morte programada da célula).
O cabelo não cresce mais.
Fase telegenética (telógena)
Duração média de 3 a 4 meses.
A matriz desloca-se em sentido da superfície da pele empurrado pelo novo fio de cabelo que está se desenvolvendo.
A multiplicação celular não acontece mais, o cabelo desprende e cai.
Em seguida a papila se reativa e um novo fio de cabelo se forma.
Cabelos x Pêlos
Os cabelos diferenciam-se dos pêlos comuns pela sua elevadíssima concentração por área de pele, pelo desenvolvimento em comprimento e pela maior espessura.
Podem ser lisos, crespos, ondulados e de muitas cores.
Full transcript