Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

apresentação l.p.

No description
by

Joana Correia

on 28 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of apresentação l.p.

Trabalho realizado por:
- Bruno Carreiras nº5 - Joana Correia nº17 Análise do poema "O das Quinas" Análise estilística Os Deuses vendem quando dão.
Compra-se a glória com desgraça.
Ai dos felizes, porque são
Só o que passa!

Bas/te a/ quem/ bas/te o/ que/ lhe/ bas/ta
O/ bas/tan/te/ de/ lhe/ bas/tar!
A/ vi/da é/ bre/ve, a/ al/ma é/ vas/ta:
Ter/ é/ tar/dar.

Foi com desgraça e com vileza
Que Deus ao Cristo definiu:
Assim o opôs à Natureza
E Filho o ungiu. Integração na
estrutura da obra Timbre (3)- Asa do grifo- D. João, o segundo Estrutura interna Rima Cruzada -3 quadras
-12 versos
-Discurso na 3ª pessoa
-1ª e 2ª estrofe no presente
-3ª estrofe no pretérito
-Paradoxo, antítese, redundância, repetições 8 sílabas métricas O das Quinas 8 sílabas métricas 8 sílabas métricas 4 sílabas métricas Verso grave Verso agudo Verso grave Verso agudo A coroa- Nun'Alvares Pereira Timbre (3)- Asa do grifo- Afonso de Albuquerque Timbre (3)- Cabeça do grifo- Infante D. Henrique Campo exterior- Castelos (7 idades):
-Ulisses
-Viriato
-Conde D. Henrique
-D. Tareja
-D. Afonso Henriques
-D. Dinis
-D. João I e D. Filipa Campo interior- Quinas (5 mártires):
-D. Duarte, rei de Portugal
-D. Fernando, infante de Portugal
-D. Pedro, regente de Portugal
-D. João, infante de Portugal
-D. Sebastião, rei de Portugal Explicação das simbologias Os Deuses vendem quando dão.
Compra-se a glória com desgraça.
Ai dos felizes, porque são
Só o que passa!

Baste a quem baste o que lhe basta
O bastante de lhe bastar!
A vida é breve, a alma é vasta:
Ter é tardar.

Foi com desgraça e com vileza
Que Deus ao Cristo definiu:
Assim o opôs à Natureza
E Filho o ungiu. Deuses escondem uma venda, quando parecem dar, ou seja, nada é conquistado sem sacrifício. Os Deuses vendem quando dão.
Compra-se a glória com desgraça.
Ai dos felizes, porque são
Só o que passa! Atingir a gloria, exige muitas vezes sofrimento. Os que são felizes, são os verdadeiramente abençoados. Porque a felicidade é passageira e o sofrimento eterno. Baste a quem baste o que lhe basta
O bastante de lhe bastar!
A vida é breve, a alma é vasta:
Ter é tardar. 2ª Estrofe Devemos resignarmo- -nos ao que é bastante, suficiente. Não procurar além do que nos é dado, pelo Destino. A vida é curta para satisfazer os desejos da alma humana Possuir é sempre uma ilusão, é querer atrasar a compreensão da vida. 1ª Estrofe Foi com desgraça e com vileza
Que Deus ao Cristo definiu:
Assim o opôs à Natureza
E Filho o ungiu. Foi com provocações, testes e sacrifícios. Que Deus, fazendo Cristo passar por essas dificuldades, definiu o seu destino Assim o caracterizou homem E Filho de Deus, eleito Rei dos Judeus 3ª Estrofe As quinas representam, na Mensagem, as chagas de Cristo na cruz (duas nos pés, duas nas mãos e uma no dorso).
Na bandeira portuguesa as quinas representam os cinco reis mouros derrotados por D. Afonso Henriques, na batalha de ourique em 1139.
Assim, dentro dos escudetes encontramos as quinas que representam as cinco marcas das chagas, isto na simbologia da bandeira portuguesa.
Dentro do tema
geral “Brasão”,
as “Quinas”
seguem-se aos
“Campos”, isto
porque o
Brasão
representa a luta (Os Campos) pelo Sangue de Cristo, ou seja, pelas Chagas (As Quinas).
Full transcript