Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ELABORAÇÃO E VALIDAÇÃO DE UMA MATRIZ DE COMPETÊNCIAS PARA UM

No description
by

Eneline Gouveia

on 29 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ELABORAÇÃO E VALIDAÇÃO DE UMA MATRIZ DE COMPETÊNCIAS PARA UM

ELABORAÇÃO E VALIDAÇÃO DE UMA MATRIZ DE COMPETÊNCIAS PARA UM PROGRAMA DE MEDICINA RURAL NO BRASIL ATRAVÉS DA TECNICA DELPHI MODIFICADA
Eneline Gouveia Pessoa
Cenário Mundial
Objetivo Geral
Elaborar e validar uma matriz de competências em Medicina Rural a serem desenvolvidas na graduação.
Resultados
Método
FACULDADE PERNAMBUCANA DE SAÚDE
PÓS GRADUAÇÃO STRICTO SENSU
MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO PARA O ENSINO
NA ÁREA DE SAÚDE

RECIFE
2015

“Se, na verdade, não estou no mundo para simplesmente a ele me adaptar, mas para transformá-lo; se não é possível mudá-lo sem um certo sonho ou projeto de mundo, devo usar toda possibilidade que tenha para não apenas falar de minha utopia, mas participar de práticas com ela coerentes”
Paulo Freire
Sebastião Salgado
OMS 2011
Fatores Relacionados a Decisão de Atuar Rural e Remoto
Definição de Rural e Remoto
Sebastião Salgado
O Papel da Escola Médica



Origem Rural

Pós Graduação em Área Rural

Experiência Educacional Positiva
16% da População do Brasil é Rural ?
Discussão
Objetivos Específicos
• Identificar as competências relevantes em Medicina Rural a serem desenvolvidas na graduação
• Validar as Competências em medicina Rural a serem desenvolvidas na graduação
• Elaborar uma matriz de competências para um programa longitudinal de Medicina Rural na graduação.


OMS, 2011
Barreiras para a Fixação
Sebastião Salgado
Decisão de mudar-se para, continuar ou deixar uma área rural
Origem
e valores pessoais
Aspectos familiares e comunitários
Coerção
Aspectos
Financeiros
Carreira
Condições
de vida e de trabalho
Pessoal

Família e Comunidade

Aspectos Financeiros

Carreira


Condições de vida e trabalho


Coerção

Origem rural, valores altruísmo, religião


Escola para crianças, facilidades disponiveis na comuniade


Salários , Forma de Pagamento


Acesso a educação continuada, supervisão, desenvolvimento profissional



Infraestrtura , acesso a tecnologia e medicamentos, condição de moradia



Obrigado a servir
a
a
a
População Mundial
Enfermeiros
Médicos
Pipeline Rural
Comunidade Rural
Médico
"Certo"
Estudante
"Certo"
Programa
pré-admissional
Internato
Rural
Programa Comunitário
de Férias
Estágios Rurais
Programas Eletivos
Rurais
Isolamento profissional, falta de segurança no trabalho, baixos salários, irregularidade no pagamento, falta de perspectiva de avanço na carreira, difícil acesso à educação continuada, falta de estrutura no ambiente de trabalho e na comunidade, entre outros, não se sentem preparados para atuar nesse ambiente.
Educação Baseada em Competências
Cenário

Definiçaõ das Competências

Definição dos objetivos e nível de desempenho

Avaliação das competências e do processo


Delphi Modificado, em duas rodadas
Faculdade Pernambucana de Saúde
Fevereiro de 2014 a Abril de 2015
População: Grupo de Trabalho em Medicina de Família e Comunidade Rural
Aprovado pelo Comitê de Ética

Revisão da Literatura e Elaboração do Instrumento
APLICAÇÃO DA TÉCNICA DELPHI MODIFICADA: PASSO A PASSO
Identificação das Competências Relevantes | Escala Likert Relevânica e Comentários
Envio do Questionário para os Painelistas:
Medicos participantes do GT MFC RURAL
Primeira Rodada
Análise das Respostas da Primeira Rodada
Estatatísticas Descritivas | Análise de Sugestões e Comentários
Envio de novo questionário, com competências que não atingiram consenso e resultados da primeira rodada para reanálise dos painelistas | Questões Dicotômicas
Segunda Rodada
Estatatísticas Descritivas
Análise dos Resultados da Segunda Rodada
Elaboração do Documento Contendo as Competências Relevantes
APRESENTAÇÃO
1)Revisão da Literatura
2)Primeira Rodada Delphi
3)Segunda Rodada Delphi

Centrais e Secundárias
Revisão da Literatura e Elaboração do Questionário
1) 90 artigos apresentaram relação com o tema
2) 15 artigos foram selecionados por apontarem competências
em medicia rural
3) 26 Competências Centrais e 165 Competências Secundárias
Não deve ser incluído Não é importante Parcialmente Importante Muito Importante Indispensável
Resultados da Primeira Rodada
Resultados da Segunda Rodada
Resultados da Primeira Rodada
Foi proposto que a formação do Médico Rural no Brasil deveria ser realizada através da Medicina de Família e de Comunidade, uma vez que a graduação médica não seria terminal em si mesma. Foi enfatizada a necessidade de especialização para atuação na atenção primária.
Docência
57% (n=12)
Assistência
29% (n=6)
Gestão
14% (n=3)
Gestão
Docência
Assistência
Não
70%
Sim
30%
Não
20%
Sim
80%
Sim 100%
n=15
n=20
n=3
Perfil dos painelistas que participaram da 1ª Rodada Delphi
Adesão de 52% (n=20)
Muito Importante
73% (n=19)
Indispensável
27% (n=7)
Consenso
Não atingiu Consenso
5% (n=8)
95%(n=157)
Resultados da Primeira Rodada
Comunicar-se efetivamente com a pessoa
doente, a comunidade e a equipe de saúde
Demonstrar empatia pelo paciente e pela
comunidade
Demonstrar maior nível de perspicácia clínica
para realizar diagnósticos em um cenário
onde exames complementares são escassos
e o acesso ao especialista é difícil
Realizar procedimentos necessários para
atuar em um cenário onde o acesso ao especialista é difícil
Prestar assistência domiciliar de maneira
resolutiva, ética e compassiva
Utilizar a tecnologia para comunicar-se e
trocar informações com colegas distantes,
com propósito de educação continuada e matriciamento
Planejar o atendimento, visando atender a demanda, de maneira efetiva e equitativa, considerando dificuldades e desafios particulares do contexto geográfico, cultural
e socioeconômico dos pacientes rurais
Competências Indispensáveis
Ter conhecimentos gerais sobre as discussões da filosofia e da antropologia da ciência
Saber conduzir barco a motor
Saber cavalgar
Saber conduzir veículo 4x4
Saber realizar traqueostomia
Saber realizar toracocentese
Saber realizar punção venosa central
Saber realizar espirometria
Competências que não atingiram consenso na Primeira Rodada
Excluídas
87,5% (n=7)
Incluídas
12,5%
(n=1)
Docência
70%(n=7)
Assistência
30%(n=3)
Adesão de 50% (n=10)
100% Concordância Quanto a Formação em MFC
26 Competências Centrais
158 Competências Secundárias
06 Dimensões
Técnica Contextual
Afetiva Cognitiva
Relacional Integrativa
Resultados Finais
(n=3)
(n=5)
(n=3)
(n=4)
(n=8)
(n=3)
1)Transformação da Educação
Médica no Mundo
2)Taxa de adesão
3)Delphi Modificado



Demonstrar empatia pelo paciente e pela
comunidade
Realizar procedimentos necessários para
atuar em um cenário onde o acesso ao especialista é difícil
Prestar assistência domiciliar de maneira
resolutiva, ética e compassiva
Competências Indispensáveis
Demonstrar maior nível de perspicácia clínica
para realizar diagnósticos em um cenário
onde exames complementares são escassos
e o acesso ao especialista é difícil
Comunicar-se efetivamente com a pessoa
doente, a comunidade e a equipe de saúde
Utilizar a tecnologia para comunicar-se e
trocar informações com colegas distantes,
com propósito de educação continuada e matriciamento
Planejar o atendimento, visando atender a demanda, de maneira efetiva e equitativa, considerando dificuldades e desafios particulares do contexto geográfico, cultural
e socioeconômico dos pacientes rurais
Smith J, 2004
Assistência ao Parto
Cuidados Paliativos
Diretrizes Curriculares
Atenção Primária
Terminalidade do Curso de Medicina
PROPOSIÇÃO GT MFC RURAL
Conclusão

Demonstrar empatia pelo paciente e pela
comunidade
Realizar procedimentos necessários para
atuar em um cenário onde o acesso ao especialista é difícil
Prestar assistência domiciliar de maneira
resolutiva, ética e compassiva
Competências Indispensáveis
Demonstrar maior nível de perspicácia clínica
para realizar diagnósticos em um cenário
onde exames complementares são escassos
e o acesso ao especialista é difícil
Comunicar-se efetivamente com a pessoa
doente, a comunidade e a equipe de saúde
Utilizar a tecnologia para comunicar-se e
trocar informações com colegas distantes,
com propósito de educação continuada e matriciamento
Planejar o atendimento, visando atender a demanda, de maneira efetiva e equitativa, considerando dificuldades e desafios particulares do contexto geográfico, cultural
e socioeconômico dos pacientes rurais
Smith J, 2004
Assistência ao Parto
Cuidados Paliativos
Diretrizes Curriculares
Atenção Primária
Terminalidade do Curso de Medicina
PROPOSIÇÃO GT MFC RURAL
Obrigada!
"Um outro mundo não é apenas possível,
ele está a caminho. "

Arundhati Roy
Matriz de Competências em Medicina Rural
serve como base para a elaboração e implementação de um programa de
medicina rural no currículo dos cursos
de graduação médica no Brasil

IBGE 2011
Hart 2015
Ando 2011
Brasil 2013
Incompatibilidade
Carraccio 2002
Katzenellenbogen 2013
|Epi Info 3.5 | Microsoft Excel|
Perfil dos Painelistas
Avaliação das Competências
Anderson 2011
Avaliação das Competências Centrais
Avaliação das Competências Secundárias
Brasil 2014
Wright 2000
Custer 1999
* BRASIL
Sertão Indígena Pernambucano
Eneline Gouveia
Medical Education| Rural Health| Competence
* outras fontes
Limitações
Adesão
Painelistas MFC
Critério para Consenso
Full transcript