Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

oriente médio

No description
by

Lucinei Junior

on 21 September 2018

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of oriente médio

 Conflito militar resultante de disputas políticas e territoriais entre ambos os países.

 Estados Unidos apoiava o Iraque.

 O presidente do Iraque, Saddam Hussein, revogou um acordo de 1975 que cedia ao Irã cerca de 518 quilômetros quadrados de uma área de fronteira e a reapropriação de três ilhas no estreito de Ormuz (tomado pelo Irã em 1971).

 O Iraque também estava interessado na desestabilização do governo islâmico de Teerã e na anexação do Kuzestão, a província iraniana mais rica em petróleo.

LOCALICAÇÃO ESTRATÉGICA

O sudoeste da Ásia ou Oriente Médio esta estrategicamente localizado entre os três continentes que compõe o Velho Mundo:

- Europa
- Ásia
- África

- Passam pela região rotas comerciais provenientes do Sul e do Sudeste da Ásia, Extremo Oriente, Oceania em direção aos diversos portos europeus.

- Principais linhas do comércio internacional de petróleo.

- Região conhecida como “BARRIL DE PÓLVORA” devido aos inúmeros conflitos que a tornam um foco de tensões geopolíticas.

ORIENTE MÉDIO
O Kuwait, pequeno pais localizado ao sul do Iraque, na região do Golfo Pérsico, resistiu a várias tentativas de ocupação iraquiana, durante todo o século XX.

Em 1990 Saddam Hussein fez nova tentativa, mas mais uma vez Inglaterra e USA, participaram da ação contra o Iraque. As batalhas foram transmitidas ao vivo pela TV, o confronto foi curto, entre 17 de janeiro a 27 de fevereiro. O Kuwait teve perdas incalculáveis.

GUERRA DO GOLFO E A INVASÃO DO IRAQUE (1990)

- A ofensiva iraquiana encontrou forte resistência e o Irã recapturou o território (1981).

- A resistência do Irã levou o Iraque a propor um cessar-fogo, recusado pelo Irã (os iranianos exigiram pesadas condições: dentre elas a queda de Hussein).

- O Irã atacou o Kuwait e outros Estados do Golfo Pérsico.

- Em 1988, o Conselho de Segurança da ONU exigiu um cessar-fogo. O Iraque aceitou, mas o Irã, não.

- Em Setembro de 1990, enquanto o Iraque se preocupava com a invasão do Kuwait, ambos os países restabeleceram relações diplomáticas.

PARTILHA – 1947
 Final da 2ª Guerra, houve a criação do Estado de Israel
 Coube a ONU a partilha da Palestina – apoio norte-americano e inglês
 Palestinos apoiados pelo Egito, Síria, Jordânia e Líbano – declararam guerra a Israel
 GUERRA PELA INDEPÊNDENCIA DE ISRAEL

Em 135 d.C. Adriano um imperador romano, expulsou os judeus da Palestina, a partir de então eles se espalharam pelo mundo, até 1948, esta situação ficou conhecida como a Diáspora Judaica.

No fim do século XIX, surgiu um outro movimento conhecido como Sionismo, que consistia no retorno dos judeus para a “Terra prometida”, com o objetivo de formar o atual estado de Israel (imigração que se intensificou durante os conflitos mundiais – perseguição nazista na Europa)

HISTÓRIA DO PRINCIPAL CONFLITO ÁRABES & JUDEUS

Podemos considerar algumas características que dão caráter próprio ao Oriente Médio:

A riqueza do Petróleo;
A predominância de climas áridos e semi-áridos;
A diversidade étnica, religiosa e cultural dos povos;
A existência de ódios seculares e inúmeros conflitos;
O fato de ser o berço das três mais importantes religiões monoteístas: JUDAISMO, ISLAMISMO e CRISTIANISMO.


TRAÇOS MARCANTES

>

ISLAMISMO


A região sofre com as influencias climáticas, boa parte de suas terras estão sob climas desérticos, fator limitante na produção agropecuária. Apesar disso paises como Iraque e Arábia Saudita tem investido muito em Irrigação artificial.

Os principais produtos agrícolas são: cevada, trigo, frutas, cana-de-açúcar, beterraba, milho, café e tâmaras.

A Turquia produz beterraba, algodão, azeitona, cevada, frutas, milho, nozes, sementes de girassol, tabaco e trigo.

Israel, tem grande destaque, possui industrias voltadas para produtos de alto valor, e usa-se nesse país tecnologia de ponta, destacam-se as ind. De armas, software, hardware, medicina.

ECONOMIA
95% da população tem pelo menos o ensino fundamental, que é obrigatório e gratuito dos 5 até os 18 anos de idade, por estas e outras condições o pais tem um nível de desenvolvimento alto.

Liderada por Iasser Arafat, em 1959, surge o grupo Terrorista palestino Al Fatah , que tinha por objetivo reconquistar o território perdido na Guerra da Partilha, cinco anos mais tarde em 1964, seria reconhecido pelos países árabes como organização para a libertação da Palestina. Em 1988 Iasser Arafat, renunciou ao terrorismo, e reconheceu o Estado de Israel.


FORMAÇÃO DA OLP
CONFLITOS REGIONAIS
JUDAÍSMO
AS RELIGIÕES
As reservas de petróleo dos paises do Oriente Médio representam 61,5% do total mundial, estima-se ( ano 2006), que o conjunto de todos os paises reuniam uma reserva total de 726 bilhões e 700 milhões de barris.

A Arábia Saudita é o maior produtor do mundo, com cerca de 11 milhões de barris por dia, depois seguem o Irã, Emirados Árabes Unidos, Iraque, Kuwait, Omã, Catar e Barein.

PETRÓLEO


região de clima árido com rios temporários e vegetação xerófita;

Grande parte das nações tem economia forte, pois são grandes produtoras de petróleo, todavia a elevada renda per capita, nem sempre é reflexo de boa qualidade de vida, pois os lucros adquiridos com exportações de petróleo são retidos por famílias influentes. Índices de analfabetismo e mortalidade permanecem elevados.

O pais com melhor IDH, é Israel, que possui IDH alto, este pais nasceu após a 2ª Guerra Mundial:

MÁ DISTRIBUIÇÃO DE RENDA

Derrotados os palestinos perderam o direito sobre as terras designadas pela ONU Parte das terras passou para o controle da Jordânia

1 Cisjordânia

A outra parte ficou sob controle dos Egípcios

2 Gaza



Guerra de Suez
( 1956) – Israel, com o apoio da França e Reino Unido, que utilizavam o canal para ter acesso ao comércio oriental, declarou guerra ao Egito, que tinha nacionalizado o canal de Suez. No desenrolar do conflito, os egípcios foram derrotados, mas os Estados Unidos da América e a União Soviética interferiram, e em 1959 obrigaram os três países a retirarem-se dos territórios ocupados.

Guerra dos Seis Dias
(1967) – Conflito entre palestinos e israelenses, no qual os israelenses saíram vitoriosos ocupando territórios da Síria, Egito e Jordânia.

Guerra do Yom Kippur / Ramadã
(1973) – os egípcios assinaram, sem concordância da Síria e Jordânia, o Acordo de Camp David com Israel, pelo qual receberam de volta a península do Sinai.

A primeira Intifada (1980) – “Revolta das Pedras”
Crianças e jovens palestinos atacavam os tanques Israelenses com pedras.

EGITO Península do Sinai – Mundo Árabe

PAÍSES DA MESOPOTÂMIA (entre rios – Tigre/Eufrates) Berço das primeiras civilizações

REG I ONAL I ZAÇÃO

ORIENTE MÉDIO

Classificada como fundamentalista, esta organização se destaca pelos ataques mais sofisticados e ousados. É formada por pessoas que se baseiam de forma rígida nos costumes, doutrinas islâmicas. É liderada pelo Saudita Osama Bin Laden, atua de forma clara desde 1980.
O atentado mais ousado foi contra os USA em 11 de setembro de 2001, atingindo alvos da construção civil, como prédios públicos e privados. O atentado chocou o mundo e provocou a morte de aproximadamente 3.000 pessoas.

A “AL QAEDA”

IRÃ País islâmico / Revolução islâmica (declaração pública de Guerra aos E.U.A - JIHAD (Guerra Santa)

JORDÂNIA Fechado pelo mar / Não possui petróleo / Dependente

REGIONALIZAÇÃO

AFEGANISTÃO Fronteira com pontos problemáticos / Taleban

TURQUIA OTAN / Participação ativa na U.E. / País emergente

REGIONALIZAÇÃO
PENÍNSULA ARÁBICA Petróleo / Governos pouco democráticos e má distribuição de renda

1. Crença em um Deus: os muçulmanos acreditam que Alá seja o único, eterno, criador e soberano;

2. A crença nos anjos;

3. A crença nos profetas: os profetas são os profetas bíblicos, mas termina com Maomé como o último profeta de Alá;

4. A crença nas revelações de Deus: os muçulmanos aceitam certas partes da Bíblia, como a Torá e os Evangelhos. Eles acreditam que o Alcorão seja a perfeita a preexistente palavra de Deus.

5. Crença no último dia de julgamento e na vida futura: todos serão ressuscitados para julgamento no paraíso ou inferno.

6. Crença na predestinação: os muçulmanos acreditam que Alá decretou tudo o que vai acontecer. Os muçulmanos atestam a soberania de Deus com sua frase frequente, inshallah, ou seja, "se Deus quiser".

O judaísmo é uma religião monoteísta, que prega a crença num só Deus. Os judeus acreditam que Deus fez um acordo com os hebreus, criando o povo escolhido para ocupar a terra prometida.

A religião judaica conta com cultos realizados em sinagogas e comandados por um rabino. O símbolo sagrado do judaísmo é o Memorá, um candelabro com sete braços.

Entre os costumes dos judeus temos: a circuncisão dos meninos e o Bar Mitzvah, que representa a iniciação na vida adulta.




OS PRINCIPAIS CONFLITOS ÁRABES E ISRAELENSES AO LONGO DO SÉCULO
GUERRA DO IRÃ/IRAQUE (1980-88)
Full transcript