Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A dinâmica das paisagens terrestres

No description
by

Tiago Antônio Zilio

on 14 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A dinâmica das paisagens terrestres

A dinâmica das paisagens terrestres
Entendendo como se formam as paisagens...
Processos dinâmicos e constantes;

Sofre a influência de fatores internos e externos;
Os agentes formadores e modeladores do relevo...
Formam o relevo, atuam no interior da terra.
Agentes Internos - Endógenos
VULCANISMO
Modelam o relevo
Agentes Externos - Exógenos
Quais as diferenças entre as paisagens? O que provoca este dinamismo na paisagem terrestre?
Seria possível a vida no planeta se não existissem os solos?
A Formação do Relevo Terrestre
MODELAGEM DA CROSTA TERRESTRE!
O que é crosta?
TECTONISMO
MOVIMENTOS EPIROGENÉTICOS
Movimentos horizontais que atuam na borda das placas;
Provocam instabilidade sísmica e vulcânicas;
Ocorrem em áreas de placas divergentes e convergentes, ocasionando dobras e falhas como os Andes;
MOVIMENTOS OROGENÉTICOS
São movimentos que ocorrem no nível dos mares;
Este movimento vertical causa falhamento do terreno e terremotos;
Fazendo com que se arqueiem para cima ou para baixo;
Causa falhamento do terreno como é o caso de San Andreas;
ABALOS SÍSMICOS
Ocorre em áreas de convergências e divergência;
Liberação de magma do interior da Terra, produzindo diferentes formas de relevo;
Relacionados pela energia liberada pelo movimento das placas tectônicas e são relacionados à falhas no relevo terrestre;
Ocorre nas bordas das placas;
A PRINCIPAL FORMA DE EROSÃO NO BRASIL É A FLUVIAL
INTEPERISMO
É o conjunto de fenômenos físicos e químicos que levam à degradação e enfraquecimento das rochas.
O termo intemperismo é aplicado às alterações físicas e químicas a que estão sujeitas as rochas na superfície da Terra, porém esta alteração ocorre em setores, ou seja, sem deslocamento do material. O intemperismo é de grande importância também na formação dos solos, pois em algumas regiões onde há grandes formações rochosas a fixação de plantas é mais difícil em relação a regiões de solo estruturalmente menos rochosos.
Erosão Pluvial
Erosão Fluvial
Erosão Marinha
Erosão Glacial
Erosão Eólica
As formas de relevo
Diferenciamos elas pela sua forma e pelos fenômenos que as deram origem.
Existem 4 tipos de formas fundamentais de relevo:
Cadeias de Montanha;
Planaltos;
Depressões;
Planícies;
Montanha
Constituem grandes elevações da superfície que apresentam relevo acidentado, encostas íngremes e vales profundos, originados de dobramentos modernos.
São formas recentes, por isso a ação erosiva ainda não provocou transformações significativas neste tipo de relevo..
Planalto
Apresentam altitudes e formas variadas, como morros e serras, e elevações com um extenso topo plano, como as chapadas. Os planaltos são formações mais antigas e, portanto, sujeitas à erosão intensa. Mesmo as serras dos planaltos mis acidentados apresentam-se arredondadas, indicando longo período de atividade erosiva.
Depressões
Podem estar situadas abaixo do nível do mar (depressões absolutas) ou das formas de relevo vizinhas, geralmente encaixadas entre regiões de planalto (depressões relativas)
Planícies
São áreas relativamente planas, formadas pela deposição de sedimentos. No Brasil, essa forma se restringe aos terrenos situados numa estreita faixa litorânea, que sofrem a ação erosiva do mar, e àquelas situadas ao longo dos grandes rios e próximo a lagos e lagoas, onde é mais intensa a deposição do material erodido de outras formas de relevo.
Planícies Costeiras
Resultam da ação sedimentar promovida pelo mar.
Planúcies aluviais ou fluviais
Originadas pelas inundações periódicas de cursos de água continentais. Ex: Ao longo de grandes rios.
Planícies lacustres
Originadas da ação de lagos.
Formação e degradação dos solos
O Que é o Solo para você?
Para a Geografia, o solo é rocha decomposta, associada à ação bioquímica dos organismos vivos.
Ação do Intemperismo
Rochas de desintegram e se decompõem
Os fragmentos de rocha formam inicialmente uma camada de material decomposto sobre ela. Esse material que permanece sobre a rocha matriz, sem ter sido removido pela ação dos agentes da erosão (chuva, vento, gelo, etc.), é denominado regolito.
Características dos solos
Profundidade:




Textura:




Fertilidade:
A espessura do solo determina sua capacidade para o desenvolvimento de plantas. Se o solo não possui todos os horizontes completos, apresenta limitações.
Rochas adensadas e o lençol freático dificultam o desenvolvimento de plantas.
O tamanho das partículas que formam o solo determinam sua porosidade, aeração e capacidade de infliltração de água e acumulação de minerais
A agricultura depende muito deste fator.
A fertilidade dos solos é caracterizada pelos seguintes fatores:
Textura;
Disponibilidade de água;
Profundidade;
Manejo adequado;
+ Macronutrientes
+ Micronutrientes
=
Podzol:
Latossolo:
Próprio de clima temperado ou frios, horizonte B enriquecido pela acumulação de óxido de ferro e húmus; férteis.
Próprios de climas quentes e úmidos e semiúmidos, muito profundo (mais de 2m), extremamente lixiviados (intemperizados) e geralmente pouco férteis).
Full transcript