Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Transformações da Europa medieval - 7° ano

Renascimento comercial e urbano - Crise do século XIV - Formação das monarquias nacionais.
by

Jessica Nunes

on 5 June 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Transformações da Europa medieval - 7° ano

Contexto:
renascimento urbano e comercial;
a riqueza deixou de ser apenas a posse de terras;
servos deixam os feudos para viver nas cidades;
enfraquecimento do poder dos senhores feudais;

Resultados:
comerciantes apoiavam o poder de um soberano;
poder centralizado: estabelecer leis, pesos e medidas para facilitar o comércio;
apoiaram os reis para centralizar o poder: exércitos nacionais;
crise do feudalismo;
formação dos Estados modernos:
Portugal, Espanha, Inglaterra e França.
Objetivos principais:

reconquistar a Terra Santa - Jerusalém;
combater os "infiéis": muçulmanos.

As expedições:
Convocadas pelo Papa Urbano II (1095);
conclamou nobres, clérigos e fiéis cristãos;
os participantes ganhariam a libertação dos pecados;
entre 1096 e 1270: oito expedições;
os cristão chegaram a dominar parcialmente Jerusalém em 1099, mas a cidade foi retomada pelos muçulmanos.
Transformações da Europa medieval
O renascimento urbano
Relembre (feudalismo europeu):
Economia agrária/ feudalização da Europa/ poucas cidades;

O renascimento urbano
(a partir do século XI):
Motivos:
novas técnicas e instrumentos agrícolas;
melhoria na qualidade de vida;
diminuição da taxa de mortalidade;
crescimento demográfico nos feudos;
excedente de mão de obra;
migração dos camponeses para as cidades;

Resultados:

desenvolvimento de aglomerados urbanos -
burgos
;
grande número de marginalizados;
reaquecimento do comércio.
O renascimento comercial
As cruzadas
As cruzadas
O que foram as Cruzadas?
expedições militares convocadas pela Igreja Católica;
compostas por "pessoas comuns", nobres e mercadores;
cruzados: consideravam-se "marcados pelo sinal da cruz";

Contexto:
Jerusalém: Terra Santa para os cristãos;
Jesuralém estava dominada pelos turcos;
Os turcos eram muçulmanos e proibiram os cristãos de visitar Jerusalém (Santo Sepulcro).


A crise do feudalismo (século XIV)
Transição para a Idade Moderna
Motivos:
excedente de mão de obra na agricultura;
formação de núcleos urbanos (burgos);
burgos: cidades protegidas por muralhas;
as cruzadas.

Resultados:
aumento da atividade comercial;
desenvolvimento do comércio e do artesanato;
cunhagem de moedas;
aumento das rotas comerciais;
feiras medievais: comerciantes de vários locais do mundo;
enfraquecimento do sistema feudal.
Nessa ilustração, cruzados combatem muçulmanos.
As cruzadas
Resultados:

Enfraquecimento do sistema feudal
, já que, de um lado, os senhores endividaram-se para montar seus exércitos e, de outro, muitos servos que partiram para as Cruzadas não retornaram.

Muitas
terras do norte da Europa ficaram praticamente despovoadas
em razão da partida de seus habitantes para o Oriente.

O mar Mediterrâneo recuperou sua importância, pois, com as Cruzadas, cresceu o número de embarcações que transitavam por ele.

Aumento do comércio entre o Oriente e o Ocidente
, principalmente pelos portos de Gênova e Veneza.
FOME
aumento
populacional
pouca oferta de alimentos
e períodos de más colheitas
Baixa Idade Média
A partir do século XIV, os períodos de más colheitas tornaram-se mais frequentes e longos. Entre 1309 e 1323, por exemplo, as fortes chuvas em quase todas as regiões da Europa destruíram muitas plantações. Como consequência, houve um rápido aumento dos preços dos alimentos, principalmente do trigo.
Em Flandres, no ano de 1316, cerca de
10% da população morreu por inanição.
Em Winchester, na Inglaterra, as mortes ocorridas em 1317 atingiram o dobro das registradas em 1310.
Na região do Baixo Reno, na França, um cronista relatou que
as populações chegaram a se alimentar de cadáveres de animais vitimados por enfermidades
, o que teria dado origem a epidemias tão graves que várias aldeias ficaram desoladas.
Na Alemanha, um documento faz referência a
covas coletivas abertas em algumas cidades para enterrar os “mortos de fome”.
A guerra dos Cem anos
(1337 - 1453)
Inglaterra e França
Disputa pelo poder da França
após a morte de Carlos IV
GUERRA
O corrida entre 1337 e 1453, essa guerra envolveu a F
rança e a Inglaterra.
As principais razões para o conflito foram as disputas comerciais entre as duas Coroas e o interesse dos ingleses na sucessão do trono francês.
Em 1420, a Inglaterra cercou Paris e impôs o Tratado de Troys aos franceses. A guerra só teria
fim em 1453, quando os franceses conseguiram, enfim, derrotar os ingleses.
Foi nesse conflito que surgiu a figura de
Joana d'Arc
. Também conhecida como a “donzela de Orleans”, Joana era uma camponesa analfabeta, mística e com fama de visionária. A jovem teria comandado um exército que libertou a cidade de Orleans. Em 1430, porém, foi presa e entregue aos ingleses. No ano seguinte, acusada de heresia, Joana foi queimada viva. Ela tinha apenas 19 anos. Inocentada em 1456, foi santificada pela Igreja Católica em 1920.
Cidades sem saneamento e intenso comércio
com o Oriente
propagação de doenças
epidemia: matou 1/3 da população europeia
PESTE
O triunfo da Morte - Pieter Bruegel (1562)
A formação das monarquias centralizadas
Europa ocidental - século XVI
Full transcript