Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Ciências sociais e políticas 7

No description
by

EaD IVJ

on 15 December 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ciências sociais e políticas 7

Sociólogo, historiador, jornalista, professor universitário, homem de letras e de política.

Autor de Raízes do Brasil, um dos mais importantes livros sobre a formação social brasileira.

Curiosidade: pai do compositor Chico Buarque.


O “homem cordial”
Sérgio Buarque de Holanda - (1902 - 1982)
Conteúdo da Seção
Texto para discussão:

- Sérgio Buarque de Holanda, “O homem cordial”, capítulo de Raízes do Brasil (1936)

Texto que encerra a Unidade 1 do Curso (“O Mundo das Ciências Sociais”)

Objetivo: confrontar um “tipo ideal”, no sentido weberiano, com a realidade social brasileira.

Esquema esfera – privada x pública
Esfera privada ou íntima (do coração)
---------------------------

Amizade ->

Inimizade ->

“Cordialidade”: sentimentos positivos e negativos
“[...] essa cordialidade, estranha, por um lado, a todo formalismo e convencionalismo social, não abrange, por outro lado, apenas e obrigatoriamente, sentimentos positivos e de concórdia. A inimizade bem pode ser tão cordial como a amizade, nisto que uma e outra nascem do coração, procedem, assim, da esfera do íntimo, do familiar, do privado. Pertencem, efetivamente, para recorrer a um termo consagrado pela moderna sociologia, ao domínio dos ‘grupos primários’, cuja unidade [...] ‘não é somente de harmonia e amor’”. (nota p. 205.)

Aula 7
Ciências Sociais e Políticas

Cordial = usado no sentido etimológico: do latim cordialis, de cor cordis, “coração” “relativo ao coração”.

Não é “civilidade”, “etiqueta”, “polidez”: é o contrário!

É expressão de um “fundo emotivo transbordante”, de manifestações espontâneas.

Esfera pública
ou política
------------------------

Benevolência

Hostilidade
Exemplos de manifestações – da “cordialidade”
Emprego dos diminutivos (“inho”), como forma de familiarização com coisas ou pessoas.

Omissão do nome de família no tratamento social (recusa das abstrações nas relações sociais, ênfase nas categorias de parentesco, vizinhança e amizade (sangue, lugar, espírito).



Catolicismo brasileiro  intimidade com o sagrado, ênfase nos sentimentos e nos sentidos, recusa da razão e da vontade.

Recusa a qualquer forma de convívio que não seja ditada por uma ética de fundo emotivo; horror às distâncias e ao formalismo nas relações sociais, aversão ao ritualismo (contraste com a sociedade japonesa).

Caracterizada pela dificuldade em distinguir os domínios do público e do privado; do Estado e da família  tendência a ver uma esfera como extensão da outra.

Patrimonialismo, e não burocracia (tipos ideais, Weber): a gestão política como assunto de interesse particular, com base na confiança pessoal, e não em capacidades abstratas, racionais (como a ordenação impessoal, característica da burocracia). Predomínio das vontades particulares.



A sociedade brasileiraVisão de Sérgio Buarque de Holanda
O “nepotismo” na política seria um exemplo do que Sérgio Buarque de Holanda fala sobre a dificuldade em se distinguir os domínios do público e do privado?

A expressão “Você sabe com quem está falando?” seria característica do “homem cordial”?

Geralmente tendemos a ver apenas o lado negativo da “burocracia”. Contrastado com o mundo dominado pelo patrimonialismo (no qual predominam as relações pessoais), quais seriam as características positivas da burocracia?


Sugestões para pensar em sala

Sugestão de leitura para a próxima aula

Everett Hughes

“Ciclos, pontos de inflexão e carreiras” (10p.)
Full transcript