Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Metamorfose do Narciso, de Salvador Dalí

História
by

Catarina Monteiro

on 13 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Metamorfose do Narciso, de Salvador Dalí

A Metamorfose de Narciso
Salvador Dalí "Metamorfose de Narciso", criada em 1937, é considerada uma obra perturbadora e surrealista, envolvendo também a mitología clássica grega.

Salvador Dalí sentia-se extremamente orgulhoso com esta obra, considerando o melhor produto do seu método paranoico-crítico. Segundo a lenda Narciso era um belo rapaz, filho de Céfiso e de uma ninfa. Segundo um adivinho, Narciso teria vida longa, se jamais contemplasse a sua beleza.
A ninfa Eco, estando apaixonada por Narciso e não sendo correspondida (como muitas outras), matou-se.
A deusa Nêmesis, comovida com o sofrimento das raparigas, induziu Narciso a uma fonte, onde este viu o seu reflexo. Apaixonou-se pela sua imagem, e paralisou no local até morrer. No lugar do seu corpo, surgiu uma flor à qual se deu o nome de "Narciso". A lenda de Narciso intrigou vários pintores, levando à criação de várias obras a seu respeito. Dalí é um deles.
Algumas fontes dizem que a obra talvez seja um auto-retrato do pintor, tendo Dalí algumas preocupações com o seu próprio narcismo (como vamos analisar mais à frente).
O pintor terá sido inspirado pelo livro "Metamorfoses" onde Ovídio (autor) fala da lenda de Narciso; por uma conversa entre dois pescadores locais que falavam de um indivíduo que tinha "bulbo na cabeça" (expressão para doença mental) e que Dalí tentou representar na obra. No centro da obra encontramos um grupo de pessoas, nuas, que parecem estar a dançar à volta de um lago, o que nos dá uma prespectiva narcisista, através do reflexo destas na água. Ao fundo do quadro, conseguimos ver uma estátua com um jovem, provavelmente Narciso, admirando seu corpo. Está de costas para os principais acontecimentos da obra, o que revela um isolamento e uma absorção completa nele próprio.
A estátua encontra-se sobre um chão quadriculado, fazendo lembrar um tabuleiro de xadrez. Como esta é a única sobre "o tabuleiro de xadrez" mostra que Narciso é "o único jogador", o que nos leva a uma classe social alta. A alternância do preto e branco no chão, pode significar a alternância entre a luz e a sombra, a aceitação, o entusiasmo e controle, exaltação e contenção de desejos. No primeiro plano, conseguimos identificar um cão rasgando/comendo um pedaço de carne, até mesmo uma carcaça, representando a morte do que ,um dia, já foi belo. Quando olhamos para o quadro, reparamos de imediato na semelhança estrutural entre a mão a segurar no ovo e Narciso. Narciso encontra-se na água, com a cabeça baixa, não se conseguindo ver a sua cara.
Esta representação lembra a parte final da lenda, quando Narciso aprecia o seu reflexo nas águas até que começa a morrer lentamente. Por outro lado, a mão a segurar no ovo (que representa germinação e fertilidade) representa a nascesça de um novo, algo belo. A rachar do ovo, encontra-se uma flor (Narciso) que pode interpretar a metamorfose de Narciso: este encontra-se petrificado e surge numa outra forma de vida.
No entanto, na representação da mão, também vemos várias formigas (muito recorrentes nas pinturas de Dalí) em direção ao ovo, que representam a deterioração, a morte.
Segundo a Leitura Corporal, a unha representa a auto-confiança do indivíduo. Como está representada com uma rachadura, poderá significar a "morte da vaidade". A ranhura na unha pode ser ligada à maneira como Dalí se referia à sua própria personalidade: metade uma pessoa ordinária, metade um génio. Dalí também era muito criticado pelo seu egocêntrismo e vaidade.
A análise referida anteriormente não pode ser considerada "a verdadeira", visto que existem muitas formas interpretar a obra. Isto deve-se a Dalí ser um pintor surrealista, fazendo com que as suas obras não representassem ocasiões ou mesmo "fizessem sentido", sendo uma das principais características das obras surrealistas. Fonte:
http://artedoperigo.lacoctelera.net/post/2007/02/13/a-metamorfose-narciso
http://juliananunes.multiply.com/reviews/item/2?&show_interstitial=1&u=%2Freviews%2Fitem
http://artefontedeconhecimento.blogspot.pt/2011/02/metamorfose-de-narciso-salvador-dali.html
http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2012/05/11/930041/conheca-metamorfose-narciso-salvador-dali.html
http://valiteratura.blogspot.pt/2010/10/salvador-dali.html
Full transcript