Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

MTP - aula virtual (revisada)

Stylo
by

EAD Anima Educação

on 5 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of MTP - aula virtual (revisada)

Como aqui nosso foco principal é auxiliá-lo na elaboração de seu TCC, conheça algumas características da Ciência que devem ser incorporadas como (como você!) durante seu trabalho: Pensamento científico: ciência e conhecimento Pesquisa científica: instrumento de respostas Método científico: caminhos a percorrer Projeto de pesquisa: noções preliminares e estrutura Unidade 1 Unidade 2 Unidade 3 Unidade 4 Unidade 5 Artigo científico: preparação e elaboração do TCC Seja bem-vindo(a)! Agora você está na Aula Virtual da disciplina Métodos e Técnicas de Pesquisa.

Se o seu objetivo é obter conhecimentos teórico-práticos estruturados e sistematizados, a fim de desenvolver seu trabalho de conclusão de curso (TCC), você está no lugar certo!

Mas atenção! Aqui você tem acesso aos pontos principais sobre esse assunto. Para ter uma visão mais completa, acesse o Livro Virtual e realize pesquisas!

Bons estudos! Você já parou para pensar sobre a importância do ? O conhecimento científico deve responder às necessidades humanas ...porque... ...o homem não se posiciona somente como testemunha dos fatos; ele as relações existentes na sociedade que estão por detrás de objetos, fatos ou fenômenos. conhecimento científico compreende Em nosso dia a dia, vivenciamos vários Conhecer as características de cada tipo de conhecimento é essencial para que possamos aplicá-los específica mais coerentemente e de maneira útil . Conheça cada um deles: Tipos de Conhecimento Vamos dar ênfase a esse tipo de conhecimento, ok? Para ajudá-lo(a) na compreensão a respeito do conhecimento científico, vamos entender melhor o que é ciência? “Conjunto de atitudes e atividades racionais, dirigidas ao sistemático conhecimento com objeto limitado, capaz de ser submetido a verificação." Possibilidade de encontrar respostas plausíveis, com confiabilidade, e que podem a qualquer momento passar por um processo de revisão crítica, fundamentada e sistematizada. (KÖCHE, 2009) ferramentas importantes para pesquisadores Obs.: Se necessário, utilize o zoom para aumentar. Obs.: Se necessário, utilize o zoom para aumentar. O da pesquisa é um momento muito importante... Fique atento(a) a essas características durante toda a preparação e elaboração de seu TCC! Pesquise um TCC na Internet, identifique essas etapas, principalmente a 1ª, a 2ª, a 3ª, a 5ª e a 7ª - pois são elas que constituirão seu Plano de Pesquisa, e troque ideias a respeito com seu tutor! Conheça, agora, as , ou seja, os elementos que resultarão no seu artigo científico: etapas do trabalho científico Tema Justificativa Problema Hipótese Objetivos Referencial teórico Procedimentos metodológicos Considerações finais Processo de preparação planejamento Diretrizes de ação e produção Delineamento de todo o plano de ação Da organização até a sistematização do trabalho procedimento reflexivo e crítico Em todas essas fases deve haver um

de sua parte, para que seja possível responder a problemas ainda não solucionados! Estão faltando alguns elementos nessa Justificativa... Qual pode ser o meu tema? Será que meu referencial teórico está pobre para eu produzir um artigo bem fundamentado? Fases do Planejamento Essas 3 fases não são isoladas, mas se ajustam em interseção! Na , você deve se nortear pela seguinte questão: O que pretendo abordar escolha do tema A delimitação do tema deve
o fenômeno a ser estudado. Nesse sentido, o esforço do pesquisador
uma área de conhecimento que se refere a um fenômeno específico. Veja o exemplo ao lado: Se seu tema for bem escolhido, com certeza, ele terá "De fora para dentro" circunscrever demarca elementos que você deseja investigar; as características desses elementos; a localização desses elementos no tempo e no espaço. Referências A escolha do tema também envolve fatores internos : e externos Afetividade em relação a um tema ou alto grau de interesse pessoal Tempo disponível para a realização do trabalho de pesquisa O limite das capacidades do pesquisador em relação ao tema pretendido A significação do tema escolhido, sua novidade, oportunidade e seus valores acadêmicos e sociais Material de consulta e dados necessários ao pesquisador O limite de tempo disponível para a conclusão do trabalho Qual o porquê da realização da pesquisa Já na , a questão-foco deve ser: elaboração da Justificativa O contexto atual do tema na sociedade ...e os , que responderão a essa questão serão: elementos da Justificativa As razões que o(a) levaram ao
tema A importância do tema em relação a outros temas A relevância do tema proposto
Motivação: pessoal, profissional, social e teórica Contribuições de ordem prática ou ao estado da arte na área (autores importantes) Oportunidades de esclarecer questões Viabilidade em relação a outros temas A Justificativa visa
os possíveis leitores de
sua pesquisa de que ela
é relevante e merece ser
lida! convencer Finalizando... Para você desenvolver seu tema e sua justificativa, leia um referencial teórico Assim, suas ideias em relação aos problemas vivenciados serão mais atuais vasto Como aqui nosso foco principal é auxiliá-lo(a) na elaboração de seu TCC, conheça algumas características da ciência que devem ser incorporadas como (como você!) durante seu trabalho: em cada necessidade ! Características da Ciência conhecimento tipos de , ´ . Caminho a ser percorrido para a construção do plano de pesquisa Toda pesquisa inicia-se pela
, para que possa, no decorrer do seu desenvolvimento, encontrar a dele. A questão levantada deverá ser por meio de uma que será confirmada ou negada pelo trabalho de pesquisa. de um problema formulação respondida solução hipótese Vamos começar vendo duas definições de "problema" para ajudar você a formulá-lo em seu plano de pesquisa: 1ª etapa do plano de pesquisa Conforme você pode ter observado no esquema que introduziu esta unidade, o problema é uma
... E como uma questão sempre é apresentada? PROBLEMA “ ,teórica ou prática, no conhecimento de alguma coisa de
, para a qual se deve encontrar uma .” (MARCONI, LAKATOS, 2010). Dificuldade real importância solução “ que questiona sobre a possível que possa haver entre no mínimo duas variáveis, pertinentes ao objeto do estudo investigado e passíveis de ou .” Köche (2009) Enunciado interrogativo relação testagem observação empírica ...Na forma
assim como foi pontuado na definição de Köche (2009), correto? interrogativa , questão Para estruturar uma pergunta científica (problema), inicie com: O que Quando Onde Como Qual(is) Por que O problema deve ser formulado de modo a ser especificado com clareza, concisão e objetividade! Tema: "Trabalho infantil nas carvoarias em Minas Gerais.”

Pergunta: “Quais as causas do trabalho infantil nas carvoarias do entorno da cidade de Curvelo, Minas Gerais?”

Observe que, ao se transformar o tema em pergunta, as variáveis e o objeto de estudo são caracterizados com ! mais precisão Dispensar energia na estruturação do problema de pesquisa é muito válido, pois esse investimento lhe
as etapas futuras no desenvolvimento do seu plano de pesquisa! garantirá Referências Objetivos geral e específicos O que eu quero com a minha pesquisa? O que a minha proposta de pesquisa quer dizer? Os objetivos de uma pesquisa devem demonstrar, de forma clara, as da pesquisa. intenções Os objetivos de uma pesquisa estão ligados ao próprio
da proposta da pesquisa. significado O objetivo está ligado ao de forma global e abrangente.

“Relaciona-se com o , quer dos fenômenos e eventos, quer das ideias estudadas." (MARCONI, LAKATOS, 2010) conteúdo intrínseco tema Além disso... Vem responder às perguntas “Para quê?”, “Para quem?” e “Quais metas pretendo atingir com a pesquisa?”.

Deve estar em com o problema e a justificativa do trabalho.

Deve estar com a pesquisa científica, pois ambos se referem aos que se deseja encontrar. Mais um pouco... Objetivo geral Objetivos específicos Apresentam um caráter mais .

Têm uma função e a fim de conseguir atingir o objetivo geral.

Devem ser escritos de modo a apresentar um
que exprime ação, no infinitivo, no da frase - diagnosticar, estudar, verificar, observar, analisar e outros. concordância resultados alinhado concreto instrumental intermediária verbo início A humanidade tem utilizado a pesquisa para
fatos/fenômenos que nos cercam, em diversos campos do conhecimento... compreender A pesquisa pode ser definida como um conjunto de atividades orientadas, realizada de , com método e técnicas dirigidas a encontrar um
que seja conectado a uma
. (RUDIO, 2007) modo sistemático realidade conhecimento ...Mas para se debruçar em tantas direções, a pesquisa científica não poderia se resumir a uma mera atividade realizada ao acaso. Por isso, todo o trabalho imaginativo e criativo de um pesquisador implica na utilização de determinados
e
voltados a
. disciplinas específicas procedimentos técnicas determinado empírica Resumindo as características da pesquisa científica...

Um minucioso e detalhado a ser seguido.

A utilização de a serem executados.

que devem ser respeitadas.

O delineamento de um método que deve ser seguido com rigor, o . Vamos aprender um pouco mais sobre a pesquisa científica? roteiro Fases método científico recursos técnicas procedimentos e , Em nosso trabalho precisamos definir as técnicas de pesquisa a utilizar, como e quando vamos realizá-las, afinal, toda pesquisa científica utiliza de diferentes tipos de técnicas para obter os propósitos elegidos. Para Marconi e Lakatos (2010), técnica “é um conjunto de preceitos ou processos de que se serve uma ciência ou arte; é uma habilidade para usar esses preceitos ou normas, a parte prática”. Cabe ressaltar que qualquer pesquisa realiza algum tipo de levantamento de dados. As quatro abordagens e os grupos das técnicas de pesquisa Fonte: Adaptado de MARCONI; LAKATOS, 2010. Finalizamos mais uma unidade! ir para a Unidade 3 tirar dúvidas com o tutor realizar as atividades propostas (re)ler a Unidade 2 do Livro Virtual Para iniciarmos esta unidade e auxiliá-lo(a) a refletir sobre como chegará aos resultados que responderão às suas perguntas científicas, primeiro, observe algumas definições relacionadas ao conceito de método. O método científico é um conjunto de atividades sistemáticas e racionais realizadas com o objetivo de se traçar o caminho a ser seguido pelo pesquisador. (MARCONI, LAKATOS, 2010) De origem grega, , refere-se ao caminho ou via, com etapas e processos a serem seguidos para se atingir um determinado objetivo. Gil (2006, p.26) apresenta o método como um “conjunto de procedimentos intelectuais e técnicos adotados para se atingir o conhecimento.” Rudio (2007) expõe que o método deve ser utilizado como guia para o estudo de um determinado problema, constituindo-se em um caminho a ser trilhado, e na elaboração organizada de procedimentos de orientação ao pesquisador. Observou que nessas definições surgiram palavras como caminho, guia, processos, procedimentos, etapas...? As etapas do método científico Se não há confirmação da hipótese, novo problema poderá ser formulado (por isso, o ciclo). Do contrário, esse processo finaliza-se na confirmação da hipótese. Conforme você pôde perceber, diante de uma problemática delimita-se o objeto de pesquisa a uma pergunta e também desenvolve-se a hipótese para essa questão de pesquisa que foi levantada. É considerada uma solução provisória, provável para um determinado problema, que tem um caráter explicativo daquela questão.

Pode ser classificada como verdadeira ou falsa, e por isso, após ser testada, poderá ser aceita ou rejeitada. Em geral, a hipótese deve ser compatível com o conhecimento científico, revelar a consistência lógica e ser passível de verificação. É sobre isso que havíamos dito aqui... (MARCONI, LAKATOS, 2010) Mas para que, de fato, serve a Hipótese Generalizar uma experiência.

Desencadear afirmações sobre elementos dos dados investigados.

Servir de guia para a pesquisa.

Tentar explicar o que ainda não é completamente bem conhecido.

Interpretar conjuntos de dados ou outras hipóteses. Para escrever sua hipótese, utilize uma afirmativa com expressões que indicam uma conjectura, uma suposição, como: “julga-se”, “supõe-se”, “acredita-se” e outras.

Exemplo: “Acredita-se que a atividade física regular em idosos possa estabelecer uma condição de proteção a doenças crônicas.” Após a definição da hipótese, os passos seguintes se referem à metodologia, que pode ser definida como uma explicação minuciosa de toda ação desenvolvida no método, e na qual deve(m) conter: metodologia tipo da pesquisa instrumentos utilizados toda a ação do pesquisador formas de tratamento dos dados Em síntese, ela responde às seguintes questões do estudo: Como Com
quê? Onde Quanto Características da Metodologia Científica: Apresenta o caminho que determina o resultado a ser encontrado. Mostra a seleção de técnicas que informam a ação do pesquisador. Revela um conjunto de procedimentos racionais na busca de conhecimentos válidos. Expõe o modo como os procedimentos são determinados, de forma regular, explícita e passível de ser repetido para se obter o desejado. Indica uma ordenação dos procedimentos a serem seguidos para se chegar a um fim. Coloca à prova as hipóteses científicas. É responsável pela eficácia da investigação. CIÊNCIA MÉTODO Não há ciência sem o emprego de métodos científicos! O método científico tende a reduzir a influência da parcialidade do pesquisador sobre o fenômeno a ser investigado, e ainda esclarece e distingue o conhecimento científico de outros conhecimentos. Mas não há apenas um caminho a ser seguido... Trajetórias distintas são utilizadas, determinadas pelas exigências do objeto da pesquisa e dos diferentes campos da ciência. Cada definição de um campo de investigação específica tem uma perspectiva própria e um conjunto de procedimentos que contribuirão de modo mais apropriado para conhecer certa realidade. Já que existem várias trajetórias a serem seguidas, conheça as principais formas de abordagem quanto ao raciocínio lógico, segundo Marconi e Lakatos (2010): A partir de agora vamos apresentar vários elementos da pesquisa que precisam ser considerados quando pensamos em delinear nossa metodologia. Respostas para o meu
estudo... refletem... Procedimentos que você deve utilizar em seu estudo.

Tipo de pesquisa que você irá conduzir.

Quem ou o que você vai investigar (população, perfil, critérios de seleção, universo e amostra).

Técnica de coleta dados e os instrumentos utilizados por você nesse processo.

Como você fará o tratamento dos dados (que tipo de análise irá utilizar). De acordo com a metodologia utilizada, veja como os estudos científicos podem ser classificados: continuando... Outro item importante que deve constar no método do seu estudo são as variáveis a serem investigadas, definidas com clareza e de modo operacional. Descrevem as características daquilo que se deseja medir. Refere-se a fenômenos a serem descobertos. É aquela que influencia, determina ou afeta a variável dependente. Tipos básicos de variáveis Tema: “A identidade organizacional sob a percepção dos stakeholders”.
Variável Dependente: identidade organizacional.
Variáveis Independentes: metas e valores organizacionais, atmosfera organizacional, habilidades cognitivo-afetivas, reconhecimento e outras. Referências Para compreender melhor tudo que foi tratado nesta unidade, principalmente, os elementos da pesquisa necessários ao delineamento da metodologia, veja dois exemplos de métodos: 1 2 Como você já sabe, seu objeto de investigação também é parte muito importante da pesquisa. Com relação a esse objeto, podemos destacar dois conceitos: Universo: população alvo a ser investigada. Amostra: parte representativa do Universo, composta por um número menor de sujeitos. Utiliza-se um cálculo amostral estatístico (em amostras probabilísticas). Em estudos qualitativos utilizam-se amostras não probabilísticas (definidas pela acessibilidade e tipicidade dos sujeitos). Não devemos deixar de apresentar, também, o perfil dos indivíduos pesquisados e os critérios de inclusão e exclusão para a seleção dos sujeitos do estudo. Ainda na metodologia, deve estar claro o comportamento ético do pesquisador por meio da descrição do compromisso ético da pesquisa. Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) Esse é um documento indicado sempre que a investigação for dirigida a pessoas e animais. Seu objetivo é resguardar os direitos dos participantes do estudo, as identidades dos entrevistados, sem que haja qualquer avaliação de desempenho dos mesmos, e deixá-los cientes dos objetivos da pesquisa. Fique atento! Se sua pesquisa for direcionada a empresas, instituições públicas ou outras afins, é importante que os gestores desses locais estejam cientes dos procedimentos da pesquisa. Em função disso, é necessário que
você produza um termo que
assegure a credibilidade do
estudo e ciência da
instituição. Por fim, deve-se apresentar como ocorrerá a análise dos dados coletados. De acordo com o tipo de estudo, há duas formas de isso acontecer:
Em estudos qualitativos: a escolha do método de análise dependerá das características do dado e do objeto do estudo (Ex.: análise do discurso, análise de conteúdo, dentre outras). Não deixe de consultar, nesta unidade do Livro Virtual, outras dicas e modelos de estudos! Em estudos quantitativos: deve-se indicar o tipo de análise estatística utilizada. Em nosso cotidiano ouvimos falar constantemente sobre projeto... Você saberia definir o que é um projeto? O primeiro passo para entender como acontece um
Projeto de Pesquisa é saber o que é um projeto. Veja o que Marconi e Lakatos (2010) dizem sobre este assunto: apresentação execução elaboração Ele compõe uma das etapas da pesquisa. Veja: projeto PESQUISA O desenvolvimento do Projeto é bastante importante e traz à tona um alinhamento entre etapas, dados, objetivos e resultados. E seu desenvolvimento? "Sem um projeto, o pesquisador poderá se envolver em um emaranhado de dados colhidos, sem saber como lidar com eles e desconhecer sua importância e seu significado". Atenção! Marconi e Lakatos (2010) também comentam sobre a importância de um projeto para a pesquisa:

Tudo deve ser planejado! Em uma pesquisa, não existe o acaso. A escolha do tema Desde... Fique atento(a)! A falta do planejamento pode trazer inúmeras dificuldades em uma pesquisa. O modo de apresentação final do trabalho. A T É Vários autores dizem que todas as fases da pesquisa devem ser previstas. Até mesmo a pesquisa de campo? Com certeza! Todas as fases devem ser previstas, sim, inclusive as situações bastante críticas, como pode ser a etapa da coleta de dados em uma pesquisa de campo. Veja como pode ser feito o plano de pesquisa. "O projeto pode ser considerado um documento explicitador de ações a serem desenvolvidas ao longo do processo de pesquisa (GIL, 2002)". Você já viu que, em uma pesquisa, tudo deve ser planejado?
Que é possível prever todas as fases do projeto? Fazer um projeto de pesquisa é traçar um caminho eficaz que conduza ao fim que se pretende atingir, livrando o pesquisador do perigo de se perder, antes de o ter alcançado.” (RUDIO, 2007, p. 55). Já pensou sobre a importância de se fazer um Projeto de Pesquisa? O que seria isso? Resultado da
pesquisa Gil (2002) apresenta um diagrama que indica o fluxo da pesquisa que pode auxiliá-lo(a) a compreender as fases do projeto. Veja a seguir, um organograma adaptado para o desenvolvimento do Plano da Pesquisa. Fases do Projeto de Pesquisa Percebeu como o Plano pode ajudá-lo(a)
no desenvolvimento de sua pesquisa? Neste momento você conhecerá detalhes de cada parte do Projeto. Pesquisa Tema Justificativa Problema Objetivo Métodos Para determinar um tema bem formulado e demarcado, você deve partir de um assunto que tenha algum interesse. Fonte: Adaptado de Marconi e Lakatos, 2010. Fonte: Adaptado de Gil, 2002. Quais os motivos que levaram você a investigar o tema? Eles devem estar propostos aqui. Super importante, mas difícil! Afinal, é o próprio sentido da pesquisa. É o alvo que se deseja encontrar. O Projeto deve ter objetivo geral e específicos. Como atingir as metas apontadas nos objetivos? Essa pergunta deve ser respondida por de forma completa, sem deixar dúvidas quanto aos vários elementos (descrição de procedimentos, tempo, instrumentos de coleta de dados, mensurações, variáveis e outros). É o que vai caracterizar o caminho da pesquisa. Ao escolher um tema, pergunte a si mesmo: é possível pesquisá-lo com os recursos a que tenho acesso? Para esse tema, eu tenho materiais necessários? E recursos humanos? Tenho tempo? Deve ser apresentado sob a forma de pergunta. Problema Feita a pergunta, pressupõe-se que você tenha uma ideia sobre o fenômeno envolvido, ou seja, pense na hipótese resposta provisória ou bússola para a questão levantada. A pergunta não deve estar isolada, mas conectada com o todo. Observe: Problema Reflete o tema. É compreendida pela justificativa. Sua resposta será alcançada com os objetivos propostos. A pergunta tem íntima relação com a metodologia. Há pouca literatura sobre o tema estudado? Assim, será muito difícil discorrer sobre uma questão com literatura escassa, principalmente se há pretensão em se fazer uma revisão de literatura sobre a temática. Mas, atenção!
Caso você utilize outras metodologias, não será impossível executar seu projeto! Nesse caso, você poderá fazer intercessão entre subtemas ou buscar a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade do objeto da pesquisa para desenvolver seu projeto. Específicos Objetivo Geral Objetivos Seu alcance o levará aos resultados da pesquisa. Não se deve propor um objetivo inalcançável, seja por problemas de tempo, recursos materiais e financeiro. A dificuldade em definí-lo pode refletir um conhecimento superficial sobre o problema da pesquisa, ou mesmo uma pergunta mal estruturada. Têm uma função intermediária, pois colaboram para atingir o objetivo geral e é aplicado a situações particulares e menores da pesquisa. Eles devem apresentar as metas que também serão atingidas durante a busca de resultados. Alice encontra o gato risonho no país das maravilhas.
Fonte: Disponível em: http://giscreatio.blogspot.com.br/2011/10/os-gatos-na-mitologia-e-na-imaginacao.html. Acesso em: 21 março, 2013 (adaptado). Reflita sobre a importância do objetivo em uma pesquisa e, consequentemente, a metodologia para alcançá-lo: Justificativa o tema Motivos que levaram a investigar... A organização da justificativa deve se dar de tal forma que os leitores venham compreender de maneira lógica a problemática que está inserida em seu campo de estudo. Lembre que é exatamente nesta fase que você de fato “vende” a ideia e relevância do seu estudo. Qual caminho minha pesquisa vai seguir? Esse caminho é o que chamamos de métodos. É o momento de escolhas e a decisão deve ser embasada nas descrições metodológicas e nos procedimentos que melhor se adaptam às necessidades da sua investigação. O caminho deve ser traçado a partir do enfoque da pergunta científica e dos objetivos traçados. Ou seja, o caminho que devo seguir para alcançar o meu objetivo é o foco da metodologia. Como decidir? Estabeleça para você mesmo um cronograma que mostre a linha do tempo e as tarefas que você irá percorrer. Tarefa 1 Tarefa 2 Pode propor como tarefa em sua agenda pessoal! Mesmo não sendo exigido em nossa disciplina, esse procedimento é importante, para auxiliá-lo(a) a cumprir os prazos e ter um alinhamento de todas as etapas do seu estudo que ainda serão desenvolvidas. Lembre que, diante de inúmeras atividades, podemos nos perder sem um direcionamento real! Organize-se! É importante que você saiba pesquisar o tema em portais confiáveis na internet. Conheça alguns: Scielo – biblioteca cientifica eletrônica: http://www.scielo.org/php/index.php

Periódicos acesso livre Capes: http://www.periodicos.capes.gov.br

Editora UNESP/ Cultura acadêmica – coleção PROPG Digital: e-books para download gratuito - http://www.culturaacademica.com.br/catalogo.asp

Scirus – for scientific information only - http://scirus.com

BDBComp – Biblioteca digital brasileira de computação - http://www.lbd.dcc.ufmg.br/bdbcomp/bdbcomp.jsp

Portal CNPQ – Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - http://www.cnpq.br

BVS: Biblioteca virtual em saúde: http://regional.bvsalud.org/php/index.php

PubMed – NCBI: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed

Revista de Administração e Inovação - http://www.revistarai.org/rai

Domínio Público – Bilbioteca digital desenvolvida em software livre: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/PesquisaObraForm.jsp

Emerald Management Extra 111 (Gestão e informação) - http://www.emeraldinsight.com/index.htm

Proquest (Gestão, contabilidade e comércio) http://search.proquest.com/business/index

Hindawi: http://www.hindawi.com/journals/

FIC: fonte de informação cientifica na Web: http://www.ficweb.blogspot.com.br Análise seu projeto e verifique se ele é factível ou não. Para isso, observe alguns fatores que não o tornaria factível: Apresentar uma questão muito ampla - A possibilidade é estreitá-la numa dimensão mais restrita.

Amostra insuficiente - A possibilidade seria pensar na modificação dos critérios de seleção (expandir critérios de inclusão; adicionar novas fontes de sujeitos; aumentar o tempo de recrutamento dos indivíduos).

Métodos excedem possibilidade do pesquisador - Deve-se aprender sobre o método utilizado; estudar métodos alternativos; estabelecer colaborações.

Custo excede a disponibilidade financeira do pesquisador – Estudar outros métodos que tenham como uma vantagem ser baratos. Ao iniciar sua pesquisa, verifique se ela é interessante, relevante e ética. Caso contrário, sua única possiblidade será modificar o estudo.

Até a próxima! Além da própria definição do tema, temos: Nesta unidade você conhecerá os elementos
que compõem um artigo científico. Veja quais são eles! Elementos
Pré-Textuais Elementos
Textuais Elementos
Pós-Textuais Artigo
Científico A comunicação é parte essencial da atividade científica. É o modo como os pesquisadores apresentam os resultados dos estudos e disseminam-nos entre outros pesquisadores. Como o produto do nosso trabalho envolve o desenvolvimento de um artigo científico, aprofundaremos nesse tipo de comunicação. Vamos lá? Um dos tipos de comunicação formal se dá por meio da publicação de artigo científico em periódicos. Você saberia definir um artigo científico? Veja: “Parte de uma publicação com autoria declarada que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento.” (ABNT, 2003, p.2).  É um tipo de estudo completo que trata em essência de uma questão científica e não pode se constituir em matéria de um livro. Caracteriza-se por apresentar uma dimensão reduzida, mas de conteúdo denso. O importante é que não sejam omitidas informações importantes. O texto deve ser claro, pontual, preciso e denso, com ideias compreensíveis. Desta forma, permitem ao leitor repetir a experiência (Marconi e Lakatos, 2010). Agora que você já sabe o que é um artigo científico, é importante conhecer sua estrutura. Observe: A seguir, detalharemos os elementos pré-textuais. Eles antecedem o texto com informações que ajudam você na identificação e utilização deles. Com o exemplo abaixo, você entenderá melhor os elementos pré-textuais: cabeçalho, resumo e palavras-chave. Fique atento(a)! Este é um artigo científico. Observe sua estrutura pré-textual. Disponível em: <http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/ptp/article/view/3710/3857 Por meio da citação seguinte, você vai perceber a importância da escolha do título: Este é um modelo de cabeçalho... Volpato (2007) diz que muitos artigos não são lidos em função de os leitores rejeitarem o manuscrito porque o acham pouco atrativo, específico demais ou muito longo. Não há regras rígidas para definir o titulo dos artigos, como sugestão, podem ser escolhidas frases com o objetivo do estudo, a conclusão principal da investigação, e também a pergunta cientifica que originou o trabalho. O título do artigo deve ser claro e objetivo, escrito na língua do texto. Pode ter um subtítulo diferenciado por (:). Devem-se evitar abreviaturas, parênteses e fórmulas que dificultem a compreensão do conteúdo (FRANÇA; VASCONCELOS, 2007). O nome dos autores deve estar por extenso após o título e as credenciais dos autores. Endereço postal e eletrônico devem estar em nota de rodapé por asterisco (FRANÇA, VASCONCELOS, 2008). Apesar de o título ser um dos primeiros elementos na identificação de um artigo, ele deve ser o último a ser escrito, pois, somente depois de escrever todo o texto, terá condições de estruturar um título que seja a síntese do trabalho. V e j a Título Nome dos autores O resumo é um elemento pré-textual obrigatório. Como fazê-lo? Os autores Volpato (2007), França e Vasconcelos (2008), nos dizem como deve ser feito um resumo. Acompanhe... Ele deve ser redigido em parágrafo único, na língua do texto e não ultrapassar 250 palavras. Pode ser iniciado com uma breve justificativa do estudo. Também é bastante comum iniciar o resumo diretamente com os objetivos. Aponte o objetivo principal e descreva o delineamento metodológico. Em seguida, aponte os principais resultados e seus efeitos. No final apresente as principais conclusões. Veja Esse pequeno texto (o resumo) deve ser interessante e instigar no leitor o interesse em ler na íntegra seu artigo. Podemos fazer uma alusão ao "trailler" de um filme. Se for interessante, todos comprarão o ingresso para assistir a ele! Pense nisso! O que são as palavras-chave de um artigo científico? São palavras essenciais relativas ao conteúdo do artigo. E tem a finalidade de “facilitar a elaboração posterior de um índice de assunto.” (FRANÇA, VASCONCELOS, 2008, p.72).
Em geral são solicitadas entre 3 a 5 palavras, seguidas de ponto e vírgula. Exemplo: algumas dicas para se fazer um bom resumo Veja Vamos falar agora sobre Elementos Textuais? Conforme França e Vasconcelos (2007), os elementos textuais são compostos de 3 partes principais. Introdução Desenvolvimento Conclusão Conforme os autores Volpato (2007) e França, Vasconcelos, você precisa:


3 - Apresentar as definições, conceituações, pontos de vista, abordagens e pressupostos. 1-Expor o tema a ser tratado no artigo. 4 - Apresentar os objetivos da investigação ao final. 2 - Apresentar os dados da literatura, reforçando os argumentos e contra-argumentos utilizados no desenvolvimento das ideias. Observe que os principais itens da introdução já foram desenvolvidos durante nosso Plano de Pesquisa! Utilize seus dados, desenvolvidos ao longo da nossa disciplina para construir um texto bem rico! Conforme Volpato (2007) e França e Vasconcelos (2007), a revisão de literatura pode fazer parte da introdução, mas não é muito indicada, a menos que uma descrição histórica seja o principal elemento de justificativa para seus objetivos. Se for dessa forma, a literatura citada deve obedecer preferencialmente a uma ordem cronológica. Vamos agora falar sobre o item Desenvolvimento. Nele encontramos dois importantes subitens. Acompanhe! Desenvolvimento Material e Métodos Resultados e discussão É a descrição metodológica do estudo.
Veja os itens que devem ser apresentados :

1- Estratégia de pesquisa (delineamento do estudo, tratamentos, variáveis, medidas);

2- Sujeitos (universo, amostra, critérios) e região de estudo;

3- Procedimentos específicos (descrição de medidas, bateria de testes, técnicas de analise, etc);

4- Análise dos dados propriamente dita (estatística, discurso/conteúdo, etc). O item Apresentação dos resultados é muito importante, pois irá nortear toda a elaboração da discussão. Esse item tem a finalidade de discutir, confirmar ou negar hipóteses, expor os resultados de forma clara, detalhada e racional. Deve-se dar atenção ao planejamento em como os dados serão ressaltados. Os dados podem ser exibidos em forma de figuras (gráficos, esquemas, fotos, desenhos), tabelas e a descrição textual. Não apresente o mesmo dado em mais de uma forma de apresentação. No item Discussão, você deverá interpretar seus resultados e redigir o texto, de modo argumentativo, sustentando a validade dos dados, mostrando a relação de suas conclusões com o conhecimento sustentado pela literatura (VOLPATO, 2007; FRANÇA, VASCONCELOS, 2007). figuras! Veja modelos de dois Veja também um modelo de tabela Fonte: Moraes et al (2009, p.1197). Fonte: Carvalho et al. (2009, p. 548). 3 - Destaque as conclusões fundamentadas na discussão. Você poderá expor seu ponto de vista, baseando-se nos resultados avaliados e interpretados. Após entender os itens Introdução e Desenvolvimento, você já está preparado para saber como deve ser a Conclusão de um artigo. Vamos lá? 1 - Conclusão é a parte final do trabalho que deve responder ao problema de pesquisa proposto e convergir para o objetivo do estudo. 2 - A conclusão deve ser sucinta, precisa e escrita com verbos no tempo presente. Veja alguns itens que devem ser observados conforme Volpato (2007), Vasconcelos (2007). França,
Indentificam-se, neste item, as fontes utilizadas e citadas ao longo do artigo. Atenção! Saber colocar a referência de modo correto na lista de referências é fundamental! Elementos
Pós-Textuais Os elementos pós-textuais compõem-se de vários itens segundo França e Vasconcelos (2007). Veja! Título e subtítulo em língua estrangeira: Resumo em língua estrangeira: Devem estar separados por (:). Utilize as mesmas orientações para a elaboração do resumo de um artigo científico da própria língua. Palavras-chave em língua estrangeira: Identificam o assunto e segue a mesma orientação dada para palavras-chave. Notas explicativas Devem estar reduzidas a um mínimo de palavras e estar presentes no rodapé da página. Referências Os modelos de questionários, entrevistas ou outros materiais complementares devem ser apresentados no anexo. (VOLPATO, 2007, 2008; FRANÇA, VASCONCELOS, 2007). Todos esses itens vistos até agora devem seguir as instruções da normalização ABNT. Avance! NBR 6022
Artigo Científico NBR 6023
Referências NBR 6024
Seções (numeração) NBR 10520/2002
Citações NBR 14724/2011
Trabalho acadêmico NBR 15287
Projeto ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação: projeto de pesquisa - apresentação. NBR 15287. Rio de Janeiro, 2005. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação - trabalhos acadêmicos - apresentação. NBR 14724. Rio de Janeiro, 2011. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Apresentação de citações em documentos. NBR 10520, Rio de Janeiro, 2002. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Numeração progressiva das seções de um documento. NBR 6024, Rio de Janeiro, 2012. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação: referências e elaboração. NBR 6023, Rio de Janeiro, 2002. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa - apresentação. NBR 6022, Rio de Janeiro, 2003. Estrutura do artigo:
como fazer seu TCC? Limite máximo de 15 laudas de produção. Margem direita de 2 cm Margem esquerda de 3 cm Margem inferior de 2 cm Margem superior de 3 cm Os títulos das sessões de trabalho devem estar posicionados ao lado esquerdo e numerados com algarismos arábicos (1, 2, 3, 4...). A fonte deve ser "Times New Roman", tamanho 14, em negrito. Os títulos não devem ter ponto final. Os subtítulos das sessões do artigo devem ser posicionados à esquerda e numerados com algarismos arábicos (1.1, 1.2, 2.1, 2.2, 2.3, etc). Seu texto deve estar com fonte "Times New Roman", tamanho 12, em negrito. O corpo do texto deve estar imediatamente abaixo do titulo ou subtítulo das sessões, utilizando fonte tipo "Times New Roman", tamanho 12, justificado na direita e esquerda, com espaçamento entrelinhas simples. Em cada parágrafo, deve ter um espaçamento de 6 pontos. 1. Economia 1.1 Origem e área de atuação da Ciência Econômica No nosso cotidiano nos deparamos com questões econômicas, como aumento de preços; períodos de crise e crescimento econômico; desemprego, variações nas taxas de juros; valorização e desvalorização da taxa de câmbio; diferenças de renda entre as várias regiões do país, elevação dos impostos e das tarifas públicas. Estamos finalizando nossa última unidade e também nossa disciplina. Então, para escrever seu texto, veja 10 dicas inspiradas nos textos de Volpato (2007, 2008). Utilize uma linguagem clara, exata e coesa. Use a voz ativa, palavras simples e frases curtas. Evite dupla interpretação e gerúndios. Faça uma excelente redação: se fizer uma introdução que não valide os objetivos do estudo, o leitor pode vir a interromper a leitura. Se a estrutura do item métodos é confusa, seu texto pode ser rejeitado. Se a discussão não convencer, a leitura do texto fica vaga.
Mantenha a qualidade na escrita! Considere que a redação científica não é feita apenas de regras rígidas. Claro que ela obedece a um padrão, ou seja, a formatação do seu artigo. Mas você é livre para criar e inovar todo o restante. Seu texto tem a finalidade de divulgar o conteúdo da pesquisa mas ele pode ser prazeroso para o leitor. Não tenha medo de errar! Seja criativo e se arrisque! Inspire-se em boas ideias. Treine sua leitura para escrever melhor! Escolha artigos de boa qualidade em periódicos internacionais competitivos! Coloque a informação mais importante no final da frase. A atenção do leitor aumenta gradativamente e essa estratégia garante melhor desempenho na compreensão textual. É valido mostrar sua introdução para um leitor da sua área, mas sem a descrição dos objetivos. A finalidade dessa “manobra” é avaliar a qualidade do seu artigo, pois a ideia é que o leitor compreenda claramente seus argumentos e possa acertar qual o objetivo principal do seu estudo. Sua metodologia deve estar adequada e bem descrita. Ao escrever a metodologia, redija de modo que o leitor tenha informações suficientes para ter condição de repetir seu estudo com base nas informações apresentadas. Apresente e discuta seus dados com seus colegas e professores, antes mesmo de iniciar sua redação. Veja a relevância dos seus resultados para a comunidade científica e sociedade em geral! Como apresentar o trabalho de forma impecável? Escolha a melhor maneira de apresentar seus resultados: texto, tabelas ou figuras. Mostre-o de forma interessante e elegante. Faça a discussão de modo coerente, validando sua conclusão. Utilize preferencialmente a forma impessoal (3ª pessoa). Ao escrever suas conclusões perceba aquela que possa vir a ser uma novidade na comunidade acadêmica. Ressalte esse dado, pois ele pode ser um ponto alto no seu texto! na introdução (2007), Você acaba de finalizar a disciplina Métodos e Técnicas de Pesquisa. Tire suas dúvidas com a tutoria e realize todas as atividades propostas para esta disciplina. Sucesso!!! Referências Referências [ >. Acesso em: 25 de março de 2013.
Full transcript