Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

3S-l4-bio1-mod15

Mod.15 - Reprodução assexuada e sexuada
by

Coord Acadêmica ENEM

on 27 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 3S-l4-bio1-mod15

O que é Reprodução
Assexuada
?
Reprodução
assexuada

não requer
parceiros sexuais para reproduzir
Principais
processos
assexuados
Cissiparidade
Formação de clones
Todos podem originar descendentes
Baixo dispêndio de energia para reprodução
Colonização de habitats a partir de um único indivíduo
Fragmentação
da Planária
Todos esses tipos de reprodução
assexuada
tem alguma coisa em comum ...
O que é reprodução
sexuada
?
Na reprodução
sexuada
, ou
gâmica
, duas células denominadas
gametas
unem-se para formar a primeira célula do novo organism
o.
Reprodução
Assexuada
e
Sexuada
é o mecanismo mais simples de reprodução nos seres vivos

a forma mais comum de reprodução encontrada nos seres unicelulares, como bactérias e protozoários.
É também denominada

divisão simples
,
divisão binária

ou

bipartição
. Nela, um organismo simplesmente divide--se
em duas partes
geneticamente iguais, que constituirão novos indivíduos.

Ocorre em bactérias, algas unicelulares
e protozoários.
Estrobilização
Ocorre em alguns celenterados ou cnidários na forma de pólipos. O
pólipo se fragmenta
em numerosos segmentos, denominados
éfiras
.

Cada éfira se destaca, desenvolve-se e constitui-se depois numa medusa.

Diferente do brotamento, aqui há uma fragmentação do indivíduo
Esporulação ou
divisão múltipla
Processo em que há
produção de esporos
. Ocorre em protozoários, bactérias, fungos e algas.

O núcleo da célula se divide e, depois, o citoplasma subdivide-se de forma que uma parte dele circunde cada um dos muitos núcleos-filhos.
Gemiparidade ou
Brotamento
Nesse processo um organismo desenvolve um ou mais
brotos laterais, que crescem e, depois,
libertam-se ou não do seu genitor
.

Ocorre em certas bactérias, em protozoários, fungos (leveduras), poríferos (esponjas) e celenterados (cnidários).
Hidra (Celenterado)
Laceração
Na laceração ocorre a fragmentação traumática espontânea do corpo do indivíduo com posterior
regeneração das partes fragmentadas
.

Exemplo: planárias
conheça a planária...
Propagação
Vegetativa
Observada nas
plantas fanerógamas
. Nesse processo, partes do corpo do vegetal, tais como pedaços de caule e folhas, são utilizadas para originar novos indivíduos.
são aquelas que produzem flores (ou estróbilos) e sementes. Elas se dividem em gimnospermas e angiospermas
o que são plantas fanerógamas....
Vantagens
Desvantagens
Diversidade praticamente nula
Difícil adaptação a alterações ambientais
Não favorece a evolução da espécie
Nos Vegetais
Gameta Masculino:
anterozóide


Feminino:
oosfera
Multiplicação Vegetativa Natural
Multiplicação Vegetativa Artificial
Estaca
: consiste na introdução de ramos da planta-mãe no solo indo, a partir destes, surgir raízes e gomos que vão originar uma nova planta
Mergulhia
: consiste em dobrar um ramo da planta-mãe até o enterrar no solo
Enxertia
: consiste na junção das superfícies cortadas de duas partes de plantas diferentes. As plantas utilizadas são da mesma espécie, ou de espécies muito semelhantes.
Nos Animais
Gameta Masculino:
espermatozóide


Feminino:
óvulo
É a fusão dos gametas masculino e feminino que origina o
ovo
ou
zigoto
.
Ela pode ocorrer no ambiente externo (
fecundação externa
) ou no interior do corpo da fêmea (
fecundação interna
).
Autofecundação
: é a fecundação do óvulo pelo espermatozóide do mesmo indivíduo. A autofecundação é verificada em alguns parasitas, como as tênias (solitárias).
Fecundação cruzada
: os gametas são provenientes obrigatoriamente de indivíduos diferentes.
Casos Especiais de Reprodução
Sexuada
Fenômeno em que o óvulo se desenvolve formando um novo indivíduo
sem que tenha sido fecundado
.
Partenogênese
Na
espécie humana
, a poliembrionia é responsável pela formação de gêmeos idênticos (
univitelinos
) ou monozigóticos.

Gêmeos bivitelinos ou dizigóticos não caracteriza a Poliembrionia.
Fecundação
Fecundaçao Humana
Nas abelhas, os zagões (machos)
são orginários de um óvulo não
fertilizado
Exemplos
Escorpião amarelo
Dragão de Komodo
É a
partenogênese no estágio de larva
. Larvas de certas moscas e de alguns vermes platelmintos produzem óvulos que
se desenvolvem originando outras larvas.
Pedogênese
Um exemplo típico é o
Schistosoma mansoni
, que realiza pedogênese no interior do caramujo.
É o fenômeno em que ocorre o
amadurecimento sexual prematuro
, no estágio larval.

Pode ocorrer com larvas de certos anfíbios (salamandra).
Neotenia
Consiste na
formação de dois ou mais embriões
a partir de
um único ovo
ou zigoto.
Poliembrionia
É um tipo de ciclo de vida em que se
alternam gerações assexuadas e sexuadas
.

Ocorre em animais, como cnidários, em que a medusa é a fase sexuada e o pólipo, a fase assexuada
Metagênese
Grande variabilidade genética
Resistente `a mudanças ambientais
Favorece a evolução para novas formas
Vantagens
Desvantagens
Processo lento
Grande dispêndio de energia
Reprodução Sexuada
Reprodução Assexuada
éfiras
cada parte dá origem a um
novo indivíduo
Reprodução
Assexuada
e
Sexuada

Reprodução é a capacidade de gerar novos indivíduos, contribuindo para a perpetuação da espécie
Duas Categorias
Full transcript