Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Sermão de Santo António aos Peixes

No description
by

Teresa Guedes

on 15 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Sermão de Santo António aos Peixes

Vindo pois, irmãos
, às vossas virtudes, que são as que só podem dar o verdadeiro
louvor; a primeira que se me oferece aos olhos hoje, é aquela obediência, com que chamados acudistes todos pela honra de vosso Criador, e Senhor, e aquela ordem, quietação e atenção, com que ouvistes a palavra de Deus da boca de Seu servo António.
Oh grande louvor verdadeiramente para os peixes, e grande afronta e confusão para os homens!
Os homens perseguindo a António, querendo-o lançar da terra, e ainda do mundo, se pudessem, porque lhe repreendia seus vícios, porque lhe não queria falar à vontade, e condescender com seus erros; e no mesmo tempo os peixes em inumerável concurso acudindo à sua voz, atentos, e suspensos às suas palavras, escutando com silêncio, e com sinais de admiração, e assenso
(como se tiveram entendimento)
, o que não entendiam!
Quem olhasse neste passo para o mar e para a terra, e visse na terra os homens tão furiosos, e obstinados, e no mar os peixes tão quietos, e tão devotos, que havia de dizer?
Poderia cuidar que os peixes irracionais se tinham convertido em homens, e os homens não em peixes, mas em feras.
Aos homens deu Deus uso de razão, e não aos peixes; mas neste caso os homens tinham a razão sem o uso, e os peixes o uso sem a razão.
Análise estilística,
Vindo pois, irmãos (...)
Padre António Vieira utiliza o
vocativo
para mais uma vez realçar o facto de estar a pregar aos peixes e não aos homens.
Quem olhasse neste passo para o mar e para a terra (...).
Com a utilização de uma
antítese
, Vieira mostra-nos que no mar se encontra o bem, já que a sua água é transparente e na terra se encontra o mal, devido ao caráter dos homens.
(...) e visse na terra os homens tão furiosos, e obstinados, e no mar os peixes tão quietos, e tão devotos, que havia de dizer?
A presença de uma
pergunta retórica
realça, mais uma vez, os
louvores dos peixes quando comparados com os homens, pois estes quiseram atacar Santo António quando lhes foram mostrados os seus vícios. Assim, Vieira atribiu, de certa forma, a racionalidade aos peixes, utilizando uma
comparação
,
(...) (como se tiveram entendimento)
.
Bibliografia
Sermões II

O Sermão de Santo António aos Peixes
(texto adaptado)
O Sermão de Santo António aos Peixes
Contextualização
Exposição
Capítulo II - Proposição
Padre António Vieira expõe
os louvores dos peixes de forma geral.

Oh grande louvor verdadeiramente para os peixes, e grande afronta e confusão para os homens!
O uso da
interjeição
,
adjetivação

e
exclamação
destaca o contraste entre os peixes e os homens.
Aos homens deu Deus uso de razão, e não aos peixes; mas neste caso os homens tinham a razão sem o uso, e os peixes o uso sem a razão.
Por último, temos a presença de
um
quiasmo
. A utilização desta figura de estilo realça o facto de os homens possuírem a razão e não a utilizarem, tornando-a assim, inútil.
por Teresa Guedes nº17 11ºD
Full transcript