Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

CUSTOS DA QUALIDADE

No description
by

bruno cruz

on 31 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of CUSTOS DA QUALIDADE

CUSTOS DA QUALIDADE
Os custos da qualidade envolvem os custos de controlo e falhas no controlo da
qualidade dos produtos fabricados. Já os custos para organização e certificação
englobam apenas uma parte dos custos da qualidade como auditorias e inspecções dos
sistemas de qualidade.
Segundo Crosby (1979, p. 221), um dos conceitos de custos da qualidade é o
catalisador que leva a equipa da melhoria da qualidade e o restante da gestão, à plena
percepção do que está acontecer.
Dale & Vand (1999) declaram que, é através do estudo dos custos da qualidade em
empresa de manufactura que será possível fornecer os seguintes motivos para as
empresas se interessarem por custos da qualidade:
i) os custos da qualidade podem ser um meio de mensurar o sucesso das
empresas no seu esforço de aperfeiçoamento;
ii) ii) o baixo lucro da empresa pode indicar previamente a necessidade de
controlo dos custos da qualidade e relacioná-los com as vendas.

Custo de falhas internas
Custos gerados em virtude de falhas nos sistema de produção e que são identificados no período que compreende o pós produção, ou seja, a partir do produto acabado e vai até o momento que antecede a entrega do produto ao consumidor. Os exemplos deste tipo de custos incluem os refugos, os re-trabalhos, perdas de rendimento, entre outros.

Custos de falhas externas
São os custos incorridos fora da operação interna, após o cliente ter recebido o produto. São custos como devolução do produto, utilização da garantia, despesas legais provenientes de ações jurídicas e dos custos por compensações, assim como disposição de itens defeituosos.
CLASIFICAÇÃO
No pensamento de alguns autores como Feiganbhaum (1994) e Campanella (1999),
os custos da qualidade não deveriam existir com este nome, mas sim, custos da não
qualidade (ou má qualidade), entretanto, são conhecidos e chamados de custos da
qualidade. Conforme Campanella (1999), os custos da qualidade servem de ferramentas
para a gestão, o aperfeiçoamento da qualidade e, ainda, contribuem para o lucro. Para
desenvolver os conceitos dos custos da qualidade é necessário esclarecer a diferença
entre estes custos e os custos para organização e certificação da qualidade.
Os custos da qualidade, segundo Juran & Gryna (1991), são os custos que não
existiriam se o produto fosse fabricado de maneira forreta, então, este gasto está ligado a
falhas no processo produtivo que conduzem ao desperdício e redução na produtividade.

O tema Custos da Qualidade foi inserido no contexto académico por Juran em sua
obra Quality Control Handbook (1951), que no primeiro capítulo dissertava sobre
economias da qualidade, no qual estavam colocados os custos da qualidade. Desde esse
evento surgiram teorias sobre o assunto, a seguir expõe-se algumas dessas teorias.
Segundo Garvin (1992, p. 94), “os custos da qualidade são definidos como quaisquer
despesas de fabricação ou de serviço que ultrapassem as que teria havido se o produto
tivesse sido feito ou o serviço tivesse sido prestado com perfeição da primeira vez”.
Etapas da implementação do sistema de custos da qualidade
Fases do sistema Objectivos do sistema
1. Apresentação dos Custos Qualidade
 Expor os objectivos e base conceitual
dos Custos de Qualidade;
 Conseguir o envolvimento da
administração.
2. Identificar os elementos dos CQ  Identificar as categorias de CQ na
fábrica a partir do plano de contas.
3. Estabelecer as fontes de dados  Criar formulários específicos, quando
os dados não estiverem disponíveis
 Seleccionar os dados contabilísticos.
4. Corrigir os formulários
 Analisar as funcionalidades dos
formulários com os utilizadores


Custo de avaliação

São os custos (internos ou externos)relacionados à atividade de avaliação, de detecção ou inspeção da qualidade do produto ou serviço para que os mesmos atendam aos requisitos especificados no projeto. alguns dos custos incluídos neste item são:
Inspeções de recebimento: são análises técnicas e de laboratórios para se determinar a qualidade do material adquirido.
Inspeções de processo: os custos advindos da avaliação realizada durante o processo de produção ou execução do produto ou serviço. Neste momento é verificado a conformidade do processo.
Inspeções de testes finais: são os custos de verificação do produto para sua aceitabilidade.

5. Formar as pessoas  Formas os utilizadores para o correcto
preenchimento dos documentos
6. Obter os dados
• Medir os CQ por um período e analisar
com o sector responsável.
7. Comparação dos dados
• Definir as bases de comparação para os
CQ
8. Criação do relatório
• Anexar explicações sobre resultados,
além dos valores dos CQ.
9. Discussão dos dados
• Realizar reuniões com os envolvidos para
análise do sistema e dos dados.
10. Rever o sistema
Fazer a revisão final do sistema.
11. Implementação
• Implementar o sistema e estabelece-se
uma sistemática de auditorias periódicas e
de identificação das oportunidades de
melhoria.
Custo de falhas

Estes custos correspondem aos produtos acabados que se encontram em não conformidade com o especificado no projeto. As reclamações de clientes e a força dispersa para atende-las entram neste tipo de custo. Aqui temos o custo de falha dividido em custo de falhas internas e custo de falhas externas, que são:
Custo de prevenção

Os custos de prevenção são caracterizados pelos esforços que determinada organização empenha na tentativa de evitar que produtos ou serviços apresentem defeitos durante ou ao final de seu processo de produção ou execução. Entre eles estão:
Custo de novos produtos ou análise de Design: são custos incorridos no processo de engenharia de confiabilidade, melhorias de design e demais atividades realizadas para o lançamento de novos produtos ou serviços.
Planejamento da qualidade: atividades que são empregadas coletivamente para que sejam divulgados os procedimentos necessários em relação as ações de qualidade a todos os envolvidos.
Avaliação da qualidade do fornecedor: custos vindos da atividade de análise dos fornecedores antes de sua seleção, a exemplo das auditorias em fornecedores.
Qualificação de pessoal: proposta de execução de treinamentos para que os envolvidos no processo possam desenvolver suas funções com a melhor qualidade possível.
Relatórios de qualidade: resumo e publicação de informações sobre a qualidade.
Full transcript