Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

VIOLÊNCIA ESCOLAR

SIMPÓSIO ESMORIZ OUT 2014
by

Francisco Machado

on 11 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of VIOLÊNCIA ESCOLAR

VIOLÊNCIA ESCOLAR
MAS ENTÃO SE É TÃO GRAVE, PORQUE É QUE NÃO SE RESOLVE O PROBLEMA?
SÓ PARA ESCLARECER ACERCA DO QUE ESTAMOS EFETIVAMENTE A FALAR
ISSO ESTÁ PROVADO CIENTIFICAMENTE?
DIGAM-ME QUANDO QUISEREM RESOLVER *MESMO* O PROBLEMA
ESMORIZ, OUTUBRO 2014
COMPORTAMENTO VIOLENTO DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES
PROBLEMAS ASSOCIADOS
BAIXO RENDIMENTO ACADÉMICO
ASSOCIADO A NÍVEIS ELEVADOS DE ABSENTISMO E ABANDONO ESCOLAR, INDISCIPLINA E DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
COMPORTAMENTOS DE RISCO
SEXUALIDADE
CONSUMO SUBSTÂNCIAS
VIOLÊNCIA
DELINQUÊNCIA E CRIMINALIDADE
VIOLÊNCIA NAS RELAÇÕES AMOROSAS E DOMÉSTICA
TANTO NA ADOLESCÊNCIA COMO NA IDADE ADULTA, COM REPERCUSSÕES NO FUNCIONAMENTO FAMILIAR E NA PERPETUAÇÃO DE PADRÕES DE COMPORTAMENTO VIOLENTO
DESAJUSTAMENTO PSICOLÓGICO
TANTO NA INFÂNCIA, COMO NA ADOLESCÊNCIA E IDADE ADULTA, COM PARTICULAR INCIDÊNCIA NAS PERTURBAÇÕES DO HUMOR (ANSIEDADE E DEPRESSÃO)
A VERDADEIRA DIMENSÃO DO PROBLEMA
QUÃO PREOCUPADOS DEVEMOS ESTAR?
Violência Escolar
(Bullying)
Delinquência
Criminalidade
FUNCIONAMENTO FAMILIAR
GRUPO DE PARES
PSICOPATOLOGIA
CONTEXTO ESCOLAR (empobrecimento\facilitação)
SUBDESENVOLVIMENTO COGNITIVO (cognição social)
SUBDESENVOLVIMENTO SÓCIOAFETIVO
COMUNIDADE (atitude legitimadora\promotora de violência)
SOCIEDADE (cultura legitimadora da violência)
Aceitação - Rejeição Interpessoal
PERCEPÇÃO de REJEIÇÃO
(pai e mãe)
CONDUTAS ANTISSOCIAIS E DELINQUENTES
(ALMEIDA, MACHADO E MACHADO, 2012)
(MORAIS, MACHADO & MACHADO, 2011)
Aceitação - Rejeição Interpessoal
CONDUTAS ANTISSOCIAIS E DELINQUENTES
PERCEPÇÃO de REJEIÇÃO
(melhor amigo)
(MORAIS, MACHADO & MACHADO, 2011)
Aceitação - Rejeição Interpessoal
PERCEPÇÃO de REJEIÇÃO
(par amoroso)
CRENÇAS DE LEGITIMAÇÃO DA
VIOLÊNCIA
(PINHEIRO, NEVES, MACHADO & MACHADO, 2011)
(ROHNER, 1986, 2004)
(ROHNER, 1986, 2004)
(ROHNER, 1986, 2004)
COMO É QUE OS NOSSOS JOVENS FICAM VIOLENTOS?
Fonte: Jornal "O Público" de 19/03/2014
OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DAS TENTATIVAS DE RESOLVER O PROBLEMA SÃO:
Mitos (contraproducentes) associados a crianças que apresentam comportamentos violentos:
São todos uns “monstros”
São incorrigíveis, nem vale a pena tentar
Merecem tudo o que lhes possa acontecer
Têm problemas psicológicos (psicopatologia)
Vêm de famílias desestruturadas
Passa-lhes com a idade
Não dão valor a nada, não querem saber de nada
A culpa é da televisão e jogos de computador
Vamos leva-lo ao psicólogo\a para que ele\ela se "curar"
Por isto é que precisamos de mais autoridade para os professores
Tem de haver mais polícia nas escolas para tratar destes casos
"Estou fisicamente preparado para actuar se um aluno desobedecer"

HÁ ALGUMA COISA QUE RESULTE? HÁ INTERVENÇÃO QUE POSSA FAZER A DIFERENÇA?
ATITUDE E MOTIVAÇÃO
METODOLOGIA - TÉCNICA - ESTRATÉGIAS
ENVOLVIMENTO DE TODA A COMUNIDADE ESCOLAR
FOCAR NAS SOLUÇÕES, NO QUE FUNCIONA
INTERVENÇÃO ADAPTADA À COMUNIDADE
INTERVENÇÃO FOCADA SOBRE A SUPRESSÃO DO COMPORTAMENTO VIOLENTO
INTERVENÇÃO FOCADA NA CONSTRUÇÃO DE AMBIENTES DE NÃO-VIOLÊNCIA
(Prevenção que Previna)
Ambiente de Não Violência
OBJECTIVOS:
1 - CRIAR UM AMBIENTE DE APRENDIZAGEM SEGURO, PELA REDUÇÃO DE INCIDNTES DE VIOLÊNCIA, DE CONFLITOS INTER-GRUPOS E DA TAXA DE SUSPENSÕES, ABSENTISMO E ABANDONO ESCOLAR.

2 - CONSTRUIR UM AMBIENTE DE APRENDIZAGEM CONSTRUTIVO ATRAVÉS DA MELHORIA DO CLIMA SOCIAL DA ESCOLA E DA SALA DE AULA, AUMENTAR A EXPRESSÃO DE RESPEITO E CARINHO NAS ESCOLAS, MELHORAR AS COMPETÊNCIAS DE GESTÃO DE AULA DOS PROFESSORES E AUMENTAR AS MEDIDAS DE INTERVENÇÃO CENTRADAS NOS\AS ALUNOS\AS
3 - Promover o desenvolvimento sóciocognitivo e sócioemocional dos estudantes pelo aumento da tomada de perspectiva social e estratégias de negociação interpessoal, competências de resolução de problemas, consciência e gestão emocional, e pela redução do número de atribuições hostis e orientação impulsiva e agressiva.
OBJECTIVOS (continuação):
Ambiente de Não Violência
4 - Criar uma comunidade com processos de resolução de conflitos construtiva, pelo aumento do envolvimento parental e comunitário nas actividades da comunidade escolar
Os principais objetivos da intervenção sobre a violência escolar devem ser:
A redução, e idealmente a eliminação, do problema da violência, dentro e fora da comunidade escolar
,
A prevenção do desenvolvimento de novos problemas através da criação de melhores relações interpessoais entre pares
.
Programas de intervenção baseados na Aprendizagem Emocional e Social estão associados a:
melhores competências interpessoais
melhor qualidade de relacionamento com pais e pares
melhor rendimento escolar
redução da frequência de comportamentos indisciplinados, violentos e delinquentes
desenvolvimento do sentido de cidadania e comportamento ético\moral
maior evitamento de comportamentos de risco
maior índice de comportamentos saudáveis
(Mayton, 2009; Jones, 2004, Devaney et al., 2005; Ross, Powell & Elias, 2002, Greenber et al., 2003)
APRENDIZAGEM SOCIAL E EMOCIONAL
Consciência do Eu e dos Outros
tomada de perspectiva social
auto-regulação emocional
construção, desenvolvimento e fortalecimento do self
orientação para o optimismo e a eficácia.
Atitudes e Valores Positivos
responsabilidade pessoal e social
tolerância perante as diferenças individuais e grupais
contribuir para a comunidade
aplicação de valores base
proteção do ambiente e vida animal
Tomada de Decisão Responsável
capacidade de definir o problema
analisar normas sociais relevantes
estabelecer objetivos realistas e positivos
desenvolver, aplicar e avaliar soluções para os problemas
Competências de Interação Social
Escuta ativa
competências de comunicação verbal e não-verbal
estratégias para lidar com pressão social e pressão de pares
competências de cooperação, negociação e pedir ajuda
Organização sistematizada dos contextos educativos de forma a promover o desenvolvimento, nas crianças, de competências como:

reconhecer e gerir emoções
valorizar a perspectiva dos outros
estabelecer objectivos pro-sociais
resolução de problemas

Pretende-se dotar as crianças de competências interpessoais que lhes permita lidar com as suas tarefas desenvolvimentais de forma eficaz e ética\moral
EMPATIA
FRANCISCO MACHADO (ISMAI)
PARA MAIS INFORMAÇÕES:
GRUPO DE INVESTIGAÇÃO DO MESTRADO DE PSICOLOGIA ESCOLAR E DA EDUCAÇÃO DO ISMAI
FRANCISCO MACHADO
(FLBSMACHADO@GMAIL.COM)
MÁRCIA MACHADO
(MARCIAMSMACHADO@GMAIL.COM)
OBRIGADO PELA ATENÇÃO!
ACEITAÇÃO
flbsmachado@gmail.com
Publicação sobre esta temática:
Machado, F. & Machado, M. (2012). Prevenção da Violência Escolar. In S. Neves (Ed.). Intervenção Psicológica e Social com Vítimas. Volume 1: Crianças (pp. 163-196). Coimbra: Almedina
Full transcript