Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

FILARIOSE

No description
by

Risalva Valéria

on 2 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of FILARIOSE

FILARÍASE
LINFÁTICA

Wuchereria bancrofti
http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=105&sid=2
Verme adulto
Microfilárias
http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=105&sid=2
Epidemiologia
Culex quinquefasciatus
Fim do ciclo no inseto
Ciclo vital das filárias
http://www.dedetizacao-consulte.com.br/mosquito-pernilongo/mosquito-pernilongo
Desenvolvimento no homem
VÍDEO
www.youtube.com/watch?v=WO4G3LXRY6s
NO INSETO
Suga L1
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAATLIAL/filariose
http://pt.wikipedia.org/wiki/Wuchereria_bancrofti
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAATLIAL/filariose
L1
L1
L1 L2
M. torácicos
probóscida
L3
(Infectante)
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAATLIAL/filariose
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAATLIAL/filariose
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAATLIAL/filariose
Início
Culex fatigans
Universidade de Pernambuco-Campus Petrolina
Disciplina: Parasitologia
Docente: Kenji
Curso: Nutrição 2º período
Discentes:
Barbara Coelho;
Jailene Gomes;
Julia Millena;
Keila Mendes;
Maria Alice;
Risalva Valéria e
Verlene Caroline.


Fonte da imagem: portalteses.icict.fiocruz.br
112 milhões de pessoas infectadas 83 países.
Forma endêmica: Ásia, África e ilhas a oeste do Pacífico.
Nas Américas: Haiti, República Dominicana, Guiana e Brasil
Patologia da Filaríase
Adenites
Linfangites
Lesões genitais
Processos inflamatórios
Adenites
linfonodos hipertrofiados, sensíveis
e muito dolorosos
Linfonodos atingidos
Cervicais
Axilares
Inguinais
Linfangites
Lesões genitais
Inflamação e dilatação dos vasos linfáticos
http://gracieteoliveira.pbworks.com/f/1301335087/Forma%C3%A7%C3%A3o%20da%20linfa%20(2).
No Brasil
Recife
Olinda
Jaboatão dos Guararapes
Paulista
Relações
parasito-hospedeiro
http://www.reocities.com/HotSprings/6078/torstest.jp
Funiculite filariana
http://3.bp.blogspot.com/_KJNX9U52bXQ/TTqvHYCN68I/AAAAAAAAAWE/pSm7YZ_gEg0/s320/imagesCAKQGPJ3.jp
PROCESSOS OBSTRUTIVOS
Linfoedema
Presença de vermes adultos nos gânglios + reação inflamatória
COMPLICAÇÕES DA FILARÍASE
Infecções bacterianas
Elefantíase
http://procirculacao.com.br/img/tratamentos/linfedema.jpg.
Sintomatologia e
Clínica
Período
Pré-patente
Período Patente Assintomático
Forma Aguda
Forma Crônica
Linfangites
Linfadenites;
Orquites;
Epididimites e
Funiculites
Hidrocele
Elefantíase
Quilúria
http://www.medicinageriatrica.com.br/wp-content/uploads/2009/02/linfatico.jpg.
Hidrocele
http://images.slideplayer.com.br/3/1270042/slides/slide_33.jpg.
Helmintos longos e delgados
Translucido
Aspecto opalino
Cuticula lisa
http://dc376.4shared.com/doc/2c8dsyYt/preview_html_m72d1e622.gif.
Infectividade
Imunidade
Patologia da Filaríase
http://www.amaurycoutinho.org.br/filariose/definicao/quilocele.jpg.
http://2.bp.blogspot.com/-X3UxFwoFOPg/U1AccCDKMCI/AAAAAAAAAZs/mNDe__cjaPE/s1600/33.jpg.
http://www.centrointegraldeurologia.com/wp-content/gallery/hidrocele/Foto
http://pt.slideshare.net/Love_Pharmacy/guia-de-vigilncia-epidemiolgica-e-eliminao-da-filariose-linftica-ms-2009.
Ecossistema e
transmissão
Fontes de infecção - indivíduos com microfilaremia;
Insetos transmissores - Culex quinquefasciatus

www.laboratorioriolab.com.br
.Condições de transmissão
1-Fontes de infecção numerosas;
2-A densidade de mosquitos;
3-Longevidade da espécie;
4-Temperatura e umidade ambientes;
5-Tempo de exposição em áreas endêmicas


Diagnóstico
. Técnica de exame a fresco (EF);
. Técnica de Gota Espessa (GE);
. Técnica de concentração de Knott (CK);
. Técnica de filtração em Membrana de Policarbonato (FMP).
Fonte das imagens:informacoesbiomedicas.blogspot.com
Tratamento
Microfilaricidas (não matam os vermes adultos)
Medicamentos disponíveis:
http://www.vitapan.com.br/images
http://www.dw.de/image
Dietilcarbamazina (DEC)
Ivermectina
Controle da
Filaríase Linfática
Diminuição da morbidade
Interromper a transmissão
Quimioterapia e controle dos vetores
Redução das fontes de infecção
Ivermectina ou dietilcarbamazina
Tratamento antiparasitário
Combates de vetores
Uso de inseticidas
(filtration, valuation, piretroides)
Inseticidas organofosforados (larvas)
Saneamento ambiental
Redução do contato homem-mosquito
http://4.bp.blogspot.com/-E6tdRO2EzqA/Ttlh1zj2IoI/AAAAAAAAAD8/Z5MjN8x8yV0/s1600/imagem.bmp
http://3.bp.blogspot.com
(Gerência Regional de Saúde/Petrolina)
Pesquisas
Filariose : Não diagnosticado
Suspeitas sem comprovação
VIII GERES
NÃO CONFUNDA !
Nome: Hailton Silva de Souza Filho
Idade: 44 anos
Diagnóstico: Irisipela
Hospital de Urgências e Traumas
Início: 2008 (1 ano após surgirem os sintomas)
Local da infecção: Compesa
Causa: Picada de mosquito
Sintomas: Formigamento, esquentamento, febre, rachaduras e feridas.
Dor: sim
Dificuldade para andar: não
Medicamentos: Glibemglamida, Cloridrato amitripilina, Losartana potássica, Atelanou
Ganho de peso: +50kg

Nome: Doralice Deodato dos Santos
Idade: 70 anos
Diagnóstico: Trombose
UPA Petrolina
Início: 1 ano (setembro)
Sintomas: Sensação de calor e depois frio, ressecamento, formigamento, escurecimento.
Dor: do tornozelo esquerdo para o pé
Dificuldade para andar: sim
Medicamentos: não faz uso
Perda de peso
Internações: três
Outras complicações: AVC, coração crescente.

Microfilária: vista ao mocroscópio
www.youtube.com/watch?v=Eg3XAxvGt_0
Full transcript