Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Nova Ordem Mundial - Ivan Pistelli

No description
by

Ivan Pistelli

on 24 December 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Nova Ordem Mundial - Ivan Pistelli

Nova Ordem
Mundial
A existência dos países socialistas impedia a livre expansão do capitalismo e da economia de mercado. Com o fim da Guerra Fria e o retrocesso do socialismo nas últimas décadas do século XX, modificou-se a correlação de forças internacionais. Nessa etapa, correspondente ao capitalismo financeiro globalizado, a hegemonia mundial coube aos países que apresentaram maior concentração de capitais, melhores desempenhos econômicos e o domínio técnico e militar. Países como os EUA, Japão e Alemanha passaram a almejar mais força, influência e poder, reunindo-se em organizações multipolares e compondo blocos econômicos.
Estabeleceu-se assim, uma Nova Ordem Mundial, que muitos passaram a chamar de multipolar.
No entanto, consolidaram-se três grandes polos de poder liderados pelos principais centros capitalistas mundiais: os países europeus, Japão e EUA. Dessa forma, fica mais apropriada a denominação de Nova Ordem Mundial Tripolar (tripolaridade).
G7 (7 maiores economias)


EUA, França, Alemanha, Japão,
Reino Unido, Canadá e Itália.
G8 (8 maiores economias)


EUA, França, Alemanha, Japão, Reino Unido, Canadá, Itália e Rússia.
Grupo internacional que reúne os países mais industrializados e desenvolvidos economicamente do mundo.
G20 (20 maiores economias mundiais).
Brics: Brasil, Rússia, India, China e África do Sul.
Países em desenvolvimento
(emergentes)
Países Países Países
Subdesenvolvidos Socialistas Desenvolvidos
3º Mundo 2º Mundo 1º Mundo
Pobre
Rico
O Brasil pode estar conciderado no ''4º mundo'', apesar de que, de fato, não exista essa classificação. Isso se deve ao fato da classificação estar avaliando a educação, aspéctos sociais, economia, etc. O Brasil pode estar no ranking de 7ª maior economia, mas o país vive um grande índice de miséria, desigualdade social e uma educação de baixa qualidade, o que pode fazer o Brasil, um país de '4º mundo'.
Países Centrais são os países no centro da economia mundial
Países Periféricos são aqueles que dependem dos países centrais, tem economias pouco desenvolvidas, possuem pouca influência no cenário internacional.
Norte
Norte
Sul
3 polos de poder: UE, EUA, Japão
Multipolaridade
A defesa contra o terrorismo foi também a alegação usada pelo governo norte americano para elaborar, em 2003, a Doutrina Bush. Esse conjunto de diretrizes baseou-se no pressuposto de que os EUA, como superpotência, tinham o papel de proteger o mundo contra possíveis ameaças. Abria, assim, a possibilidade de intervenções preventivas e ataques a supostos innimigos, a nações que ppudessem ameaçar seus interesses e a países suspeitos de possuir armas quimicas, biológicas ou nucleares.
Full transcript