Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Ciências sociais e políticas 26

No description
by

EaD IVJ

on 5 January 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ciências sociais e políticas 26

Robert Dahl, cientista político americano (nascido em 1915), é conhecido por seus trabalhos acerca da democracia contemporânea, destacando-se como um dos maiores teóricos políticos do pós-guerra.

Pressupostos da Democracia:
A Garantia de Oportunidades Fundamentais
Robert Dahl
Pressupostos da Democracia - Garantias Institucionais
As oportunidades são viabilizadas por oito garantias dadas pelas instituições da sociedade:

- liberdade de formar e aderir a organizações;

- liberdade de expressão;

- direito de voto;

- direito de líderes políticos disputarem apoio;

- fontes alternativas de informação;

- elegibilidade para cargos políticos;

- eleições livres e idôneas;

- instituições que façam com que as políticas governamentais dependam de eleições e de outras manifestações de preferência.


Cidadãos plenos devem ter oportunidades plenas de:

- formular suas preferências;

- expressar aos demais suas preferências pela ação individual e coletiva; e

- ter suas preferências igualmente consideradas na conduta do governo.

Texto para discussão:
- Robert Dahl;
- Poliarquia, cap. 1 e 2.
Temas: sistemas políticos contemporâneos
- a democracia e seus pressupostos;
- a oposição pública;
- o conceito de poliarquia.

A Experiência Democrática

“A contínua responsabilidade do governo às preferências de seus cidadãos, considerados como politicamente iguais.” (p.25)

Democracia define-se por ser inteiramente (ou quase) responsiva a todos os seus cidadãos  ideal teórico, não encontrado na prática.

Os regimes variam na amplitude da disponibilidade, utilização e garantia das oito condições listadas: possibilidade de “contestação pública”.

Os regimes variam na proporção da população habilitada a participar das garantias que permitem o controle e a contestação da conduta do governo: “inclusividade”.



Pressupostos na Prática
A interação entre essas duas variáveis definem as diferentes formas que a democracia pode assumir na sua existência concreta.

Democratização depende de avanços em dois eixos: competição e participação política  critérios para a classificação de regimes observados na prática, conforme sua maior ou menor proximidade com o ideal democrático.

“Poliarquias” são as democracias efetivamente existentes que, ao apresentarem diferentes combinações de inclusividade e possibilidade de contestação pública, se distanciam do ideal democrático.

São regimes relativamente (mas incompletamente) democráticos.

O conceito de “Poliarquia”
Nicolau, Jairo. História do voto no Brasil. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002. 79p.

Kuschnir, Karina. O cotidiano da política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2000.

Sugestão de livros para Seminário de Alunos
Full transcript