Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

O quanto a vida de alguém te afeta ?

No description
by

Leonardo Souza

on 11 May 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O quanto a vida de alguém te afeta ?

Vivendo as diferenças

Campanha Amor, seja como for.
A Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos está lançando em todo o Estado do RS nova campanha contra a homofobia. O trabalho desenvolvido pela Agência Matriz valoriza a relaçao amorosa e destaca em imagens e conteúdo o direito à livre escolha afetiva. As peças publicitárias reforçam o respeito à diversidade como prática de promoção da igualdade, traduzida no conceito ‘Amor, seja como for’. Bela ideia, bela execuçao.


Quem sou eu?
Nome: Leonardo Santos de Souza

Representante discente do Núcleo de Gênero e Diversidade do IFFar. NUGEDIS

Formação Acadêmica: Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública

O que Faço: Atualmente faço o curso de Técnico em Informatica e Trabalho na Direção de Ensino do IFFar SVS
DUVIDAS ?
Tristes dados!
*Segundo o levantamento do Grupo Gay Bahia a cada 25 horas um LGBT é morto no país.
*No ano de 2016 dois professores foram encontrados carbonizados em um porta-malas, em Santa Luz/ Bahia. Um homem de 34 anos foi degolado e esquartejado em Porto Velho/ Rondonia e No Rio Grande do Sul um homem trans foi morto com 17 tiros e foi arrasatado pelo carro dos seus assassinos.
*No ano de 2016 aproximadamente 343 mortes de LGBTs foram registradas no país, infelizmente esse número é muito maior mas muitos não são registrados.
* O preconceito contra LGBT atinge todas as cores, idades e classes. Alguns dados 64% eram brancas e 36% negras. A mais nova tinha 10 anos e mais velha 72, a morte de pessoas entre 19 e 30 anos foram a maioria.

*As travestis e transsexuais seguem sendo as mais vuneraveis, e o relatório do Grupo Gay afima que as mulheres trans tem 14 vezes mais chances de ser assassinadas.

O bullying no ambiente escolar é citado por ele como um dos principais elementos associados ao suicídio. "Pessoas que seguem qualquer padrão considerado pela maioria da sociedade como desviante, seja o tênis diferente, a cor da pele, o peso, o cabelo ou a orientação de gênero, são hostilizadas continuamente e entram em sofrimento psíquico",

Como em 2012 o jovem Tim Ribberink, garoto Holandes que sofreu preconceito na escola e se suicidou. Tim deixou uma carta para a familia,“Queridos mamãe e papai, fui ridicularizado, abusado, sofri bullying e fui excluído durante toda a minha vida. Vocês são pessoas fantásticas. Espero que não estejam bravos comigo. Até que nos encontremos novamente, Tim”.
Qual a diferença entre identidade de Gênero e Orientação Sexual ?
Embora muita gente os confunda, esses termos definem aspectos bem distintos de uma mesma pessoa. “Gênero” foi usado pela primeira vez para expressar uma diferença social e psicológica entre homens e mulheres em 1955, pelo psicólogo John Money (1921-2006). A filósofa Simone de Beauvoir (1908-1986) ajudou a teorizá-lo e evidenciou os componentes sociais em sua construção (daí sua frase “Não se nasce mulher, torna-se mulher”, citada no Enem 2015). O avanço dos estudos nos anos 1970 e 1980, especialmente nas ciências sociais, reforçou a dissociação entre gênero e genitais (ou outras características físicas). Um exemplo é a transgeneridade, que vem sendo muito discutida nos últimos anos, mas também não é “novidade”: o termo “transgênero” foi criado pelo psiquiatra John F. Oliven há 50 anos e já foi bem aceito pela ciência desde então.

1) Identidade de gênero

É o gênero com que a pessoa se identifica. Há quem se perceba como homem, como mulher, como ambos ou mesmo como nenhum dos dois gêneros: são os chamados não binários
–Cisgênero: Identifica-se com o mesmo gênero que lhe foi dado no nascimento
–Transexual e/ou transgênero: Identifica-se com um gênero diferente daquele que lhe foi dado no nascimento
2) Orientação sexual

Depende do gênero pelo qual a pessoa desenvolve atração sexual e laços românticos:

– Heterossexual: Por alguém de outro gênero

–Homossexual: Por alguém do mesmo gênero

–Bissexual: Por ambos

(A assexualidade é a ausência de atração por todos os gêneros. Mas ainda não há consenso se ela é ou não uma orientação sexual)
3) Expressão (ou Performance) de Gênero

Refere-se às maneiras que as pessoas usam para expressar seu gênero em sociedade, desde o uso de roupas e acessórios até detalhes físicos, como os gestos, as atitudes e o timbre da voz.

4) Gênero

Conjunto de características sociais e culturais ligadas às percepções de masculino e feminino
Full transcript