Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Expressionismo

No description
by

Gabriel Pereira

on 15 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Expressionismo

3ºA
Alex, Cintia, Daniel, Davidson, Euller, Fernanda e Gabriel

Expressionismo
A Noiva do Vento
Oskar Kokoschka
Mary Wigman
Teatro Pobre de
Jerzy Grotowksi
O expressionismo foi um movimento artístico e cultural de vanguarda surgido na Alemanha no início do século XX
Movimentos artísticos que produzem ruptura de modelos pré-estabelecidos. É a relação entre formas antitradicionais de arte ou o novo nas fronteiras do experimentalismo.
O expressionismo compreende a deformação da realidade para expressar de forma subjetiva a natureza e o ser humano, dando primazia à expressão de sentimentos
o expressionismo veio revelar o lado pessimista da vida e a angústia existencialista do indivíduo, que na sociedade moderna, industrializada, se vê alienado e isolado
Visuais
Dança
Arquitetura
Cinema
Teatro

Pintura
Escultura
A escultura expressionista não teve um selo estilístico comum, sendo o produto individual de vários artistas que refletiram na sua obra quer a temática quer a distorção formal próprias do expressionismo. Destacam-se especialmente três nomes:
Ernst Barlach
Wilhelm Lehmbruck
Käthe Kollwitz
O Vingador (1922)
O espírito guerreiro (1928
)
O flautista (1928)
Mulher ajoelhada (1911)
Jovem de pé (1913)
Mãe com gêmeos (1927)
Mãe com filho morto (1937)
Os elementos mais característicos das obras de arte expressionistas são a cor, o dinamismo e o sentimento.
O fundamental para os pintores de princípios de século não era refletir o mundo de maneira realista e fiel mas, sobretudo, expressar o seu mundo interior
A pintura desenvolveu-se nomeadamente em torno de dois grupos artísticos: Die Brücke, fundado em Dresde em 1905, e Der Blaue Reiter, fundado em Munique em 1911
Die Brücke ("A ponte")
Der Blaue Reiter (O Ginete Azul)
Duas garotas na erva (1926), de Otto Mueller
Três banhistas (1913), de Ernst Ludwig Kirchner
Cartaz de apresentação para uma exposição de Die Brücke na Galeria Arnold de Dresde (1910), de Ernst Ludwig Kirchner.
Os grandes cavalos azuis (1911), de Franz Marc
São Jorge (1912), de August Macke
Autorretrato (1910), de Marianne von Werefkin
Wassily Kandinsky. Improvisação III (1914)
Neue Sachlichkeit (Nova Objetividade)
Martha (1925), de Georg Schrimpf
Autorretrato, Otto Dix (1913)
Max Beckmann, A Noite (1918)
George Grosz, Café (1919)
A dança expressionista surgiu no contexto de inovação que o novo espírito vanguardista contribuiu para a arte, sendo reflexo de uma nova forma de entender a expressão artística.
reivindicou a liberdade corporal, o que se traduziu numa tentativa da dança de expressar o interior, de libertar o ser humano das suas repressões.
A dança expressionista coincidiu com Der Blaue Reiter no seu conceito espiritualista do mundo
A dança expressionista foi denominada também "dança abstrata"
Rudolf von Laban
Mary Wigman
A arquitetura expressionista caracterizou-se pelo uso de novos materiais
recebeu a influência do modernismo, sobretudo da obra de arquitetos como Henry van de Velde, Joseph Maria Olbrich e Antoni Gaudí
Pavilhão de Cristal para a Exposição de Colônia, de Bruno Taut (1914)
Goetheanum, de Rudolf Steiner (1923)
A arquitetura expressionista desenvolveu-se em diversos grupos.
Torre Einstein, de Erich Mendelsohn (1922)
O drama expressionista opôs-se à representação fidedigna da realidade própria do naturalismo, renunciando à imitação do mundo exterior e visando a refletir a essência das coisas
Pôs ênfase na liberdade individual, na expressão subjetiva, o irracionalismo e a temática proibida
O teatro foi um meio idôneo para a plasmação emocional do expressionismo, pois o seu caráter multiartístico, que combinava a palavra com a imagem e a ação, era ideal para os artistas expressionistas, fosse qual for a sua especialidade
Finalmente, caberia assinalar que no expressionismo se formaram duas figuras de grande relevância no teatro moderno internacional:
O diretor Erwin Piscator, criador de uma nova forma de fazer teatro que denominou "teatro político"
Bertolt Brecht foi o criador do "teatro épico", assim designado em contraste com o teatro dramático
Segundo Grotowski, o fundamental no teatro é o trabalho com a platéia, não os cenários e os figurinos, iluminação, etc
O pobre em seu teatro significa eliminar tudo que é desnecessário, deixando um ator ou atriz vunerável e sem qualquer artifício
A relação com os espectadores pretendia-se direta, no terreno da pura percepção e da comunhão
A expressividade emocional e a distorção formal do expressionismo tiveram uma perfeita tradução à linguagem cinematográfica
O cinema expressionista passou por diversas etapas: do expressionismo puro evoluiu para um certo neorromantismo, e deste para o realismo crítico, para terminar no sincretismo de Lang e no naturalismo idealista do Kammerspielfilm
O cinema expressionista alemão impôs na pantalha um estilo subjetivista, que oferecia em imagens uma deformação expressiva da realidade
O cinema expressionista caracterizou-se pela sua recorrência ao simbolismo das formas
As primeiras obras do cinema expressionista nutriram-se de lendas e antigas narrações de corte fantástico e misterioso, quando não terrorífico e alucinante
Selo comemorativo alemão de 1995, em homenagem ao filme Metropolis, de 1927, do gênero ficção científica, dirigido por Fritz Lang, clássico do cinema de arte e do movimento chamado expressionismo alemão.
O gabinete do doutor Caligari (1919), de Robert Wiene.
Full transcript