Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Avaliação em Fisioterapia Dermatofuncional

No description
by

PRA Apresentações

on 19 February 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Avaliação em Fisioterapia Dermatofuncional

Pontos:
hidratação, lubrificação, grau de envelhecimento e pigmentação
Avaliação Subjetiva
Dermatoscópio
Lâmpada de Wood
Lupa
Fotografia digital
Escalas subjetivas
Avaliação Objetiva
Corneometer®
Tipos de pele
Estrias
PEFE/FEG
Classificação
NURNBERGER e MULLER
Grau 0
Grau 1
Grau 2
Grau 3
Consistência da pele
Dura
Flácida
Edematosa
Mista .
Hexsel e cols (Cellulite Severity Scale -CSS)
Leve
Moderado
Severo
Lipodistrofia localizada
Composição corporal

Padrão ouro
Pesagem hidrostática
Absorção de raios X de dupla energia (DEXA)

Exames clínicos mais comuns
Antropometria
Bioimpoedância elétrica
Antropometria
IMC
Plicometria
Medidas de circunferência
Avaliação Facial
Avaliação corporal
Avaliação Corporal
Avaliação em Fisioterapia Dermatofuncional
(1) Pele saudável
(2) Alterações pós cirúrgico
(3) Envelhecimento cutâneo
(4) alterações inestéticas
Envelhecimento cutâneo
Observamos:
1- Alterações pigmentares
2- Grau de lesão por exposição solar (o número de queratoses solares ou epiteliomas, ou mesmo outros tipos de câncer, o grau de rugas induzidas pelo sol),
3- Flacidez cutânea
4- Tipo de rugas (induzidas pela exposição solar ou dinâmicas).
O envelhecimento ocorre:


(a) na cútis – se torna lisa, fina, seca, desidratada, com aparência de papel de cigarro, pálida, despigmentada, com diminuição da extensibilidade e elasticidade, há pigmentação difusa acastanhada irregular, diminuição da umidade e gordura, diminuição do colágeno (2% ao ano), com aparecimento de rugas superficiais e profundas;



(d) no tônus muscular, que aumenta nas áreas do corrugador, frontal, procerus e orbicular do olho e da boca, no depressor do ângulo da boca e platisma. Assim, as modificações morfológicas do envelhecimento da face resultam da associação da atrofia, da perda do volume, da reabsorção óssea progressiva, da perda da elasticidade tecidual, e da ação da gravidade nestes locais.
(c) involução do esqueleto craniofacial – reabsorção do maxilar superior e inferior, que leva à atrofia do lábio superior e modificação do mento, projetando-o para frente; as órbitas tornam-se côncavas e aumentam de tamanho e
(b) tecidos subcutâneos – diminuição do panículo adiposo em algumas áreas, como face, nádegas, mãos e pés;

Classificação das rugas
Existem várias classificações para as rugas.
Quanto à origem e à estrutura anatomopatológica:
Atróficas

Elastóticas

De expressão

Gravitacionais

Classificação clínica (Tsuji e cols):


Superficiais


Profundas
Classificação em graus (Lapiere e Pierard):
I - rugas de expressão, sem alterações dermoepidérmicas
II - rugas finas com alteração dermoepidérmica, em virtude do adelgaçamento da epiderme e derme superior
III - dobras, pregas ou rugas gravitacionais com alterações dermoepidérmicas e subcutâneas.
Ptose:
Grau I : leve redundância da pele das pálpebras, alteração no contorno facial, com leve abaulamento submandibular.
Grau II: queda lateral das pálpebras superiores, formação de bolsa em pálpebras inferiores com redundância de pele. Perda parcial do contorno facial com abaulamento acentuado acima dos sulcos nasogenianos. Leve ptose da bola de Bichat e formação de duas asas pequenas na borda anterior do platisma.
Grau III: aumento das bolsas palpebrais inferiores e redundância acentuada da pele, tanto das pálpebras superiores como das inferiores. Perda total do contorno facial por ptose acentuada do SMAS (sistema musculo aponeurótico superficial) e do platisma, que formam um só bloco, estendendo-se até a fúrcula esternal como duas bandas de pele. A bola de Bichat forma uma concavidade logo abaixo do osso malar por ptose acentuada.

Acne
Lesão não inflamatória

Comedão:
Aberto
Fechado
Lesão inflamatória

Pápula
Pústula
Nódulo
Cisto
Importante
:
Já fez outro tratamento? Qual?
Seguiu corretamente? Tem alguma alergia?
Discromias
Melasma
Hiperpigmentação
Hipopigmentações
Padrões de distribuição:
Centrofacial
Malar
Mandibular
Biometria Cutânea
Tewameter®
Cutometer®
Mexameter®
Sebumeter®
Visia
Busca:
PEFE (paniculopatia edemato fibro esclerótica)/FEG (fibroedema gelóide),
Estrias
Lipodistrofia (adiposidade) localizada
Flacidez tissular e muscular.
Envolve:
Anamnese
Exame Físico com medidas de composição corporal (uso de balança antropométrica, bioimpedância, adipômetro, fita métrica)
Termografia
Fotografia
Testes complementares.
Bioimpedância elétrica
IMC = Peso (Kg)
Altura (m)2

Forma de Medir:
1) Hemicorpo Direito, em pé;
2) Pinçar fortemente uma dobra de pele e gordura, utilizando o polegar e o indicador, destacando-a do tecido muscular;
3) Aproximadamente 1 cm abaixo da dobra pinçada, deve-se introduzir a extremidade da pinça, aguardando 2 a 3 segundos para fazer a leitura;
4) Após mensurar todas as medidas, repete-se a operação para confirmar os dados obtidos

Valores:

> de 20% de gordura para homens e 30% de gordura para mulheres: gordura excessiva; enquanto que
mínimos: 3% a 5% para homens e 12% para as mulheres.

Cálculo do peso da gordura absoluta e da massa muscular:

Gordura absoluta = Peso corporal x % de gordura. Ex: 70kg x 20% = 14kg de gordura.

Massa Magra (kg) = Peso corporal – Gordura absoluta. Ex: 70kg – 14kg = 56kg

Medida da cintura
Risco associado a complicações metabólicas (OMS, 1987)
Homens > 94 cm (muito aumentado> 102 cm)
Mulheres> 80 cm (muito aumentado > 88 cm)
A medida é tomada no final da expiração, quando o diafragma está na posição neutra

Relação entre a cintura e quadril

Avaliar o risco de transtornos metabólicos (OMS)
> 9,0 em homens
> 8,5 em mulheres

Corrrente de 500 a 800 mA e 50KHz
Mede a resistência (oposição à corrente elétrica) e reactância (capacidade de atrasar a passagem da corrente em virtude da capacitância produzida pela membrana celular) corporal,
Prediz a água corporal, a massa magra e massa gorda.
Cuidados para a medição:
Não utilizar medicamentos diuréticos nos sete dias que antecedem o teste;
Jejum de 4 horas antes do teste;
Não ingerir bebidas alcoólicas ou cafeína 48 horas antes do teste
Não realizar atividade física 24 horas antes do teste,
Urinar pelo menos 30 minutos antes e
Permanecer em decúbito dorsal de 5 a 10 minutos, em repouso total antes de executar o teste
Full transcript