Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Catador@s de história

No description
by

Ribamar Fonseca

on 23 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Catador@s de história

O projeto “Catadores de História” nasce no momento em que o país está implantando a sua política de resíduos sólidos. Um momento importante, em que a sociedade brasileira está repensando o destino que pretende dar às 240 mil toneladas de lixo que produz diariamente e que hoje são depositados em 2.096 lixões distribuídos em 2.810 municípios brasileiros (dados do IPEA).

Catadores de História
” é um projeto formado por um conjunto de ações que incluem um filme-oficina, ganhador do FAC(Fundo de Apoio á Cultura/DF/ 2013) para longa metragem documentário, já em fase de produção; Oficinas com Catadores(as) (sensibilização/memória, prospecção de talentos e técnicas produtivas com materiais recicláveis), em fase de pré produção; Exposição Itinerante e publicação de Livro( impresso em papel e versão digital.)
O objetivo do projeto é retratar, de forma realista e digna este momento histórico, e mostrar de que maneira o país está fazendo a transição para a nova realidade desenhada pela Lei de Resíduos Sólidos. Será mecanismo para a tomada de consciência crítica de Catadores(as) e da população em geral, neste momento de transição, e para incentivar proposição de ações futuras.
A seguir: depoimento de
Adriana
| Pres. da Cooperativa COOPERE
O filme documentário de longa metragem “Catadores de História - um filme-oficina”, foi concebido com o objetivo de, através de registros sistemáticos de oficinas com catadores(as) de materiais recicláveis e exibições de partes desses registros às comunidades onde eles residem, criar condições para que seus membros, de todas as idades, tomem conhecimento e se apropriem de sua realidade socioambiental de uma maneira lúdica, afetiva e participativa. O filme, que deve contemplar também experiências exitosas ligadas ao "lixo" em outras unidades da Federação.
Essa mostra pretende conduzir o visitante através do universo dos(as) catadores(as),
deixando claro que cada um de nós faz parte dele, já que duas coisas são certas na vida:
vamos morrer e produzimos lixo!

No centro do espaço onde a Exposição será montada, uma tenda com 10 metros de diâmetro, representará o mundo dos catadores e catadoras dos lixões, que pouca gente conhece.

A seguir: depoimento de
Clea da Silva
| Catadora
No chão recoberto de lona plástica, será impressa uma imensa foto do chão do”Lixão da Estrutural”, para que os visitantes tenham a sensação de
caminhar pisando no maior “lixão” da América Latina. As "paredes" que delimitam esse espaço, serão compostas por impressões, também em lona plástica, de fotos onde se vê o distante horizonte, com a cidade ao fundo, e cenas de catadores(as) fazendo o trabalho de "catação" atrás dos caminhões que chegam trazendo o lixo da cidade , os tratores de esteira compactando o material que sobra, e diversas outras cenas do trabalho no lixão, dia e noite.
Nessas"paredes", serão abertas 3 grandes "janelas" onde TVs de led exibem pequenos "docs" (3 a 5 minutos cada, mínimo de 21 docs, 7 em cada TV), todos com o mesmo som dos tratores, caminhões,pássaros alvoroçados, falas indistintas distantes, variadas, porém com imagens diferentes. Caixotes de madeira dispostos em frente às TVs, possibilitam que os visitantes da mostra assistam sentados aos "docs".
No "teto" desse espaço, uma grande impressão em lona plástica com uma foto do céu, onde se vê pássaros como pombos e urubus voando.
Em um local separado, mas ainda "dentro do lixão" um barraco feito de papelão, madeira e pedaços de lona preta( como se vê no lixão, em vários pontos), uma TV de led, um pouco menor que as outras, exibe depoimentos de catadores(as), colhidos no lixão da Estrutural.Uma pessoa por vez pode entrar no espaço e, com fone de ouvido, assistir esses pequenos vídeos/depoimentos, que terão, ao todo, não mais que 10 minutos.
Objetos como carrinhos de coleta, bicicletas velhas usadas para transportar parte do material recolhido ,carroça e burro ( feitos de papier machê/ papelão), também ajudam a compor o ambiente. Bolsas de coleta(bags), pequenas e grandes, usadas pelos(as) catadores(as) para selecionar os materiais, serão dispostos em alguns locais do espaço. Dentro delas, papelão, garrafas pet, latinhas...

Na saída e nas paredes externas dessa tenda, biombos leves, com impressões em duas faces, a Lei 12.305/2010, escrita e "trocada em miudos" na linguagem simples e poética de cordel, decreta o fim daquele
mundo e mostra os novos caminhos a serem seguidos.

(exemplo de versos do Cordel a ser escrito)
Quando o mundo era menino
E gente aqui não morava
A vida tinha equilíbrio
Nem sobrava, nem faltava
Tudo era uma beleza
Porque a Mãe Natureza
Nunca desperdiça nada
Mas de tudo que criava
Feito um banco ou um pilão
Alguma coisa sobrava
Ficava ali pelo chão
Foi esse o primeiro lixo
Não foi maldade ou capricho
É coisa da criação

Do lado de fora dessa tenda,vários ambientes delimitados por 7 biombos de grafites produzidos pelos(as) jovens catadores (as),além de espaço especial, com outros 7 biombos, trazendo a história do lixo (limpeza urbana) através dos tempos.
Em um local de destaque, estará em foco a importância da "Reciclagem de Sentimentos" tais como ganância, egoísmo, individualismo, inveja, retratados através de desenhos feitos pelos(as) catadores(as) nas oficinas, impressos em lona plástica. Serão no mínimo 7 biombos de 3 folhas cada, leves e dobráveis. De um lado veremos os problemas e de outro, possíveis soluções que mostram o novo tempo que está chegando...
Fotos dos novos locais/condições de trabalho (galpões, cooperativas) e objetos produzidos em oficinas com catadores(as) a partir dos materiais recicláveis vindos das usinas e cooperativas, afirmam o novo caminho.

Mais 3 grandes TVs de led estarão colocadas em pontos estratégicos da mostra, exibindo cenas de experiências exitosas ligadas ao "lixo".

A iluminação da mostra será montada com "refletores" feitos com latas recicladas e pintadas em diversas cores, de tamanhos e formatos variados, para possibilitar o encaixe umas nas outras, facilitando o transporte. Serão usadas lâmpadas econômicas.

Todos os objetos que irão ajudar a compor a mostra, serão produzidos em oficinas com catadores(as) e representarão o mundo antigo dos lixões que está prestes a terminar.

A Exposição foi concebida de modo a ser facilmente montada em qualquer espaço( interior e
exterior), sendo leve, fácil de transportar e passível de reprodução.

Jogo com 9 Folhetos de Cordel ( 8 com detalhamento da nova lei, história do "lixo", entre outros temas ligados à resíduos limpeza urbana e educação ambiental), e um como "folder da mostra", serão distribuídos aos visitantes.

Todos os vídeos da exposição ( mínimo de 21 docs com duração de 3 e 5 minutos cada) serão disponibilizados no site do projeto (www.catadoresdehistoria.wix.com/catadores).

O site “Catadores de História” traz uma versão de todo o projeto na rapidez colorida da internet. Aqui não só estaremos contando o dia a dia dos trabalhos, como interagiremos com os internautas respondendo os questionamentos, ouvindo sugestões e dialogando com toda a sociedade).

Os vídeos estarão também disponíveis no nosso canal do Youtube e no informativo (newsletter) que fazem parte do projeto.

O universo desvendado será, no mínimo, surpreendente.

A seguir: depoimento de
Margareth Matos de Carvalho
Coord. Nac. Projeto do CNP de Inclusão Social e Produtiva de Catadoras(es)
O Livro trará uma pesquisa sobre a historia do "lixo"( Limpeza Urbana) na humanidade até os dias de hoje, e informações detalhadas sobre o processo de elaboração da nova PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos), que teve ampla participação popular. Conceitos como Lixão, Aterro Sanitário, Coleta Seletiva, Reciclagem, Consumo Sustentável, Resíduos Sólidos, Rejeitos, Produção Sustentável, Eco Pontos, Chorume, PPP, Logística Reversa, entre outros, serão "trocados em miúdos", visando torná-los compreensíveis.
O Livro pretende resgatar a história do “Lixão da Estrutural”, o maior “a céu aberto” da América Latina, localizado na capital do Brasil e de pessoas que, direta ou indiretamente, relacionam-se com ele. Pretende também, a partir da reavaliação do passado e da análise dos problemas sociais e ambientais do presente, criar uma janela por onde se enxergue o futuro a ser construído coletivamente.
Um DVD será encartado ao livro, com vários "docs"(mínimo de 21 "docs" com duração entre de 3 a 5 minutos cada), abordando o universo dos(as) catadores(as,) além de diversos aspectos da lei que devem ser entendidos pela população em geral, para que possam ser aplicados no dia a dia.
A seguir: depoimento de
Luis Antônio Camargo de Melo
Procurador Geral do Trabalho
Editado em papel certificado, com capa feita de garrafas pet recicladas e utilizando além de
fotos históricas e atuais, desenhos produzidos pelos(as) catadores(as) nas Oficinas de Palavra,
terá tiragem inicial de 2 mil exemplares, em português, a serem distribuídos nacionalmente a cooperativas de catadores(as), governos estaduais e municipais, universidades,escolas e bibliotecas públicas, ONGs e formadores de opinião.

A seguir: depoimento de
Rodrigo Janot
Procurador Geral da República do Brasil
Numa segunda etapa, quando o projeto como um todo for viajar por outras partes do mundo, pretendemos traduzir o livro para inglês, francês, espanhol e japonês, e calculamos imprimir 2 mil exemplares em cada idioma.

Todos os materiais utilizados
na confecção do livro terão a certificação FSC.

FSC é a sigla de Forest Stewardship Council, uma expressão inglesa que, em Português, signifi ca “Conselho de Manejo Florestal”. O FSC é uma organização independente, sem fins lucrativos, fundada em 1993, a partir da necessidade de garantir a conservação ambiental e o desenvolvimento sustentável das florestas em todo o mundo.

O selo de certificação florestal é liberado por certificadoras monitoradas constantemente pelo FSC e tem o objetivo de garantir que a madeira provém de um processo produtivo manejado segundo uma gestão ecologicamente adequada, socialmente justa, viável economicamente e que cumpre as leis vigentes.

A seguir: depoimento de
Paraíba
| Catador
Veio o então o ser humano
Com a luz da inteligência
Foi inventando as coisas
Por preguiça e impaciência
Com o galho aumentou o braço
Fez o cipó virar laço
Fez o fogo com ciência
E por ser inteligente
E a Natureza domar
Muita coisa foi sobrando
O nome é desperdiçar
Mas como era pouca gente
Não entupia as nascentes
E nem poluía o ar
Me deixe pular o tempo
Chegar no mundo atual
Onde tudo é só consumo
E a sobra é de um jeito tal
Que entope rio e mar
Nunca para de aumentar
Mas o Planeta é igual
Um dia alguém me disse
E agora eu digo também
Que se o Mal fica de pé
A sombra dele é o Bem
E como o saber vem das dores
Da crise sugem os Catadores
Pra nos ajudar também
Rap
Full transcript