Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

SUPORTE BÁSICO DE VIDA (SBV)

No description
by

marta queirós

on 1 July 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of SUPORTE BÁSICO DE VIDA (SBV)

SUPORTE BÁSICO DE VIDA (SBV)
O SBV tem como objetivo reconhecer as situações de perigo de vida iminente e saber quando e como pedir ajuda, bem como saber iniciar de imediato, sem recurso a qualquer dispositivo, manobras que contribuam para a preservação da ventilação e da circulação de modo a manter a vítima viável até que seja possível instituir o tratamento médico adequado.
Quanto mais precocemente se iniciar o SBV, maior é a probabilidade de sucesso destas manobras. Se a falência respiratória durar mais de 3-4 minutos irão surgir lesões cerebrais que poderão ser irreversíveis.

Assim, o SBV destina-se a ganhar tempo, mantendo parte das funções vitais até à chegada do Suporte Avançado de Vida (SAV).
SUPORTE BÁSICO DE VIDA
ETAPAS DO SBV
1-
Condições de segurança;
2-
Avaliar consciência;
3-
Gritar por ajuda;
4-
Permeabilizar via aérea;
5-

Respiração normal?
6-
Ligar 112;
7-
30 compressões torácicas;
8-
2 insuflações;
9-
Manter SBV 30:2.
1- AVALIAR AS CONDIÇÕES
DE SEGURANÇA
Aproximar-se de vitima com cuidado, garantindo que não existe perigo para si, para a vítima ou para terceiros.
2- AVALIAR ESTADO DE CONSCIÊNCIA
Abanar os ombros com cuidado e perguntar em voz alta: "Sente-se bem?".

Se a vítima não responder, gritar por ajuda!
3- GRITAR POR AJUDA
Se houver alguém perto peça para ficar ao pé de si, pois pode precisar de ajuda.
Caso esteja sozinho grite alto para chamar a atenção, mas sem abandonar a vítima.
4- PERMEABILIZAR A VIA AÉREA
Numa vítima inconsciente a queda da língua pode bloquear a via aérea. Esta pode ser permeabilizada pela extensão da cabeça e pela elevação do queixo, deste modo, a língua será projetada para a frente.




Em caso de trauma ou suspeita de, devem ser tomadas medidas para proteção da coluna da vítima e não deve ser realizada a extensão da cabeça.
5- RESPIRAÇÃO NORMAL?
AVALIAR A VENTILAÇÃO/RESPIRAÇÃO
Mantendo a via aérea permeável, verificar se a vítima respira normalmente, realizando o
VOS
até 10 segundos:


V
er os movimentos torácicos;

O
uvir os sons respiratórios saídos da boca/nariz;

S
entir o ar expirado na face do reanimador.

Algumas vítimas, nos primeiros minutos após uma paragem cardio-respiratória (PCR), podem apresentar uma respiração ineficaz, irregular e ruidosa. Não deve ser confundido com respiração normal.

Se a vítima ventila normalmente, colocar em posição lateral de segurança (PLS).
6- LIGAR O 112
Se a vítima não responde e não tem uma ventilação normal ative de imediato o sistema de emergência médica, ligando o 112.
Se reanimador único: Se necessário abandone a vítima/local.
Se estiver alguém junto a si, deve pedir a essa pessoa que ligue o 112;
Se criança ou vítima de afogamento só deve ligar 112 após 1 minuto de SBV.
Após ligar 112:
Se DAE disponível, ligue-o e siga as indicações do DAE;
Se não há DAE disponível, inicie SBV.
8- INICIAR VENTILAÇÕES
Após 30 compressões fazer 2 ventilações.
Caso não se sinta capaz ou tiver relutância em fazer ventilações, faça apenas compressões torácicas. Neste caso, as compressões devem ser contínuas, cerca de 100 por minuto.
7- INICIAR COMPRESSÕES TORÁCICAS
Fazer 30 compressões deprimindo o esterno 5-6cm a uma frequência de pelo menos 100 por minuto e não mais que 120 por minuto.
9- MANTER SBV
Manter 30 compressões alternando com 2 ventilações.
Parar apenas se:
Chegar ajuda (profissionais diferenciados)
Estiver fisicamente exausto;
A vítima recomeçar a ventilar normalmente.

30
2
Obrigada pela atenção
SBV com dois reanimadores
Se estiverem presentes dois elementos com treino em SBV:

Iniciar as compressões logo que esteja feita a segunda insuflação;

As mãos devem ser mantidas sempre em contato com o tórax, mesmo durante as insuflações;

o reanimador que está a fazer as insuflações deverá preparar-se para iniciar as mesmas logo após a 30ª compressão, com o mínimo de perda de tempo possível.
Posição Lateral de Segurança (PLS)
Se ao abordar a vítima ela:
• Responde: deixe-a como encontrou, procure qualquer problema, reavalie-a regularmente;

• Está inconsciente mas respira normalmente, coloque-a na posição lateral de segurança (PLS). A PLS mantém a permeabilidade da VA numa vítima inconsciente que respira normalmente. Previne que a queda da língua obstrua a VA e permite a drenagem de fluidos pela boca.


Posição Lateral de Segurança

Obstrução da Via Aérea
O reconhecimento precoce da obstrução da via aérea (OVA) é fundamental para o sucesso da evolução da situação de emergência. É importante distinguir esta situação de emergência de outras condições que possam causar insuficiência respiratória súbita, mas que requerem um tratamento diferente.
O reanimador treinado geralmente sabe detetar sinais de obstrução da via aérea.
Classificação da OVA quanto à gravidade

LIGEIRA
: vítima reativa, eventual ruído respiratório na inspiração, mantém trocas gasosas, mantém reflexo de tosse eficaz;

• GRAVE
: incapacidade de chorar (lactente), ruído agudo alto à inspiração ou ausência total de ruído, cianose, incapacidade de falar, agarra pescoço com as mãos (sinal universal de asfixia), incapacidade de movimentar o ar (trocas gasosas ineficazes ou ausentes), tosse ineficaz ou ausente.
Técnicas de desobstução das Vias Aéreas
A Posição do Socorrista deverá ser a seguinte:
• Junto da vítima, ao lado e ligeiramente por trás;
• Em posição de equilíbrio;
• Com uma mão suster o tórax da vítima, inclinando-a ligeiramente à frente;
• Com a outra mão aplicar 5 pancadas entre as omoplatas;
• Assim que se observar a reversão da obstrução interromper a manobra.

Pancadas Interescapulares
Manobra de Heimlich
A Manobra de Heimlich deve ser utilizada em situações de engasgamento e sempre que a manobra anterior não resultar.

A Posição do Socorrista deverá ser a seguinte:
• Junto da vítima, por detrás deve-se colocar os braços em redor desta, na região superior do abdómen, entre o apêndice Xifóide e o umbigo;
• Cerrar o punho sobre esta região e agarrá-lo com a outra mão;
• Aplicar 5 movimentos bruscos e secos, no sentido para dentro e para cima;


Em suma...
Algorítmo SBV
1- CONDIÇÕES DE SEGURANÇA
Full transcript