Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

DEP 7 - escadas

No description
by

CAMILA OSUGI

on 28 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of DEP 7 - escadas

DIMENSIONAMENTO
Segurança: altura e base de todos os degraus em um lance devem ser os mesmos.

Largura das escadas varia segundo o código de obras/ tipo de ocupação e carga.
Como fazer a ligação entre dois pavimentos de uma edificação?
Através de elementos de circulação vertical...
Circulação Vertical
Escadas
No geral são mais econômicas do que outros meios de circulação vertical.
Bons (e maus) exemplos
Sao: rampas, escadas ou meios mecânicos como elevadores, monta-cargas ou escadas rolantes, por exemplo.
A circulação vertical tem função de vencer os desníveis em geral e/ou entre pavimentos consecutivos, possibilitando o livre acesso e circulação entre estes.
Função da Circulação Vertical
Mas nem sempre são os elementos mais adequados...
O degrau é formado por dois elementos:
O piso e o espelho.
O piso ou soleira é a parte horizontal, onde se assenta o pé,
e o espelho, que é o elemento vertical, que determina a altura do degrau.

Bocel, nariz ou focinho é a saliência do degrau sobre o espelho – com dimensão de 2 e 3 cm.
Exemplos de escadas
Escada de lance único
Escada em L
Escada em U
Escada helicoidal
Mais alguns exemplos...
Exemplos
Exemplos
Exemplos
Exemplos
ESCADAS
ESCADAS
A REPRESENTAÇÃO DA ESCADA EM CORTES E VISTAS
Após feitos os cálculos para o correto dimensionamento de todos os elementos da escada (largura, espelhos, base/pisos, patamares...) a representação desta em corte ou vista é essencial para demonstrar a sua viabilidade e mostrar detalhes executivos.
Feita a representação dos dois pisos em desnível a serem vencidos pela escada, divide-se os espelhos com o auxílio de uma régua graduada (escalímetro): inclina-se este de modo que cada unidade de medida represente um degrau da escada. Por exemplo, se a escada que estamos desenhando possui 16 degraus, colocar o zero na linha inferior e o dezesseis na linha superior. Marca-se todas as graduações intermediárias (2 a 15) com um ponto. Traça-se linhas horizontais que corresponderão à altura dos espelhos calculados. Veja a figura a seguir:
27 - 32
16-18
Os corrimãos podem se projetar até ~ 10cm dentro da largura do patamar;
Escadas com largura maior que 110cm recomenda-se corrimãos nos dois lados da escada/ao menos um corrimão deve estender-se além dos degraus de início e fim.
Dimensionamento de escadas - Fórmula de Blondel
FÓRMULA DE BLONDEL (conforto)

2h + b = 63 ou 64cm
Sendo:
h = plano vertical, altura ou espelho.
b = plano horizontal, soleira ou piso.
Alturas máximas (degraus) e larguras mínimas (lances)
Dimensionamento
Escadas
Não esquecer da determinação da largura da escada.
FÓRMULA DE BLONDEL (conforto)

2h + b = 63 ou 64cm
Residência:


Altura máxima (h) =
0,165 a 0,18m
Largura mínima =
1,00m
Hospitais:
Altura máxima (h) =
0,15 a 0,165m
Secundárias:
Altura máxima (h) =
até 0,19m
Largura mínima =
0,80m
Prédios comerciais e públicos em geral:
Largura mínima = 1,20m
Algumas inspirações...
Escadas: você está fazendo isso errado.
Elementos de uma escada
Corrimão
Guarda-corpo
Patamar
Degrau
Patio Bella Vista, Santiago – Chile.
Tipos de escadas
lance contínuo
escada em L
escada em U
escada helicoidal
Largura útil = circulação de acesso
Residências
1,00m
Prédios sem elevador
1,20m
Uso secundário
0,60m
mínimo
Cálculo de dimensionamento
Blondell
2e + p = 0,64
e = altura do degrau/espelho (máx. 19cm)
p = largura do degrau/piso (mín. 25cm)
Para definir o número de degraus necessários considerar a altura “ideal” de 18cm.

pé direito: 2,70m
entrepiso: 0,15m

2,85m/0,18m = 15,83 16 degraus

Logo, a altura do espelho será:

2,85m/16 = 0,1781m (nunca arredondar esse valor)


A partir desta definição calcular o tamanho do piso através da Fórmula de Blondell.
2,85m
16 degraus
e = 0,1781m (altura do espelho)
p = ? (largura do piso)
2e + p = 0,64
(2 x 0,1781) + p = 0,64

0,3562 + p = 0,64

p = 0,64 - 0,3562

p = 0,2838m
Lance a vencer, quando superior a 3,20m será obrigatório a intercalação de um patamar (profundidade mínima de 0,80m).
Etapas para a construção da escada
1º Qual o tipo de escada?
2º Qual o pé direito do ambiente?
3º Somar pé direito com a espessura da laje de entrepiso (altura a vencer).
4º Qual o número de degraus que vamos precisar?
5º Qual a largura a ser aplicada na escada e o tamanho de cada piso (degraus)?
6º Qual o comprimento da escada (projeto)?
Representação em planta baixa
Representação em corte
1º Marque primeiro o comprimento total da escada (individualmente pode acumular erros);
2º Marque os lances da escada e os patamares (quando houver);
3º Marque os degraus;
4º Hierarquia de linhas e hachuras;
5º Marque as indicações gráficas (cotas, cotas de nível, sentido ascendente e título).
Corte Longitudinal
Corte Transversal
Corte Longitudinal
Corte Transversal
1º Traçar a altura a vencer (altura do pé direito + entrepio);

2º Marque os degraus extremos;

3º Marque as alturas proporcionalmente (escalímetro);
4º Marque os pisos

5º Marque a escada
A planta baixa pode ser utilizada como referência;

7º Marque as indicações gráficas (cotas, cotas de nível e título).
6º marque a laje em corte. Marque em vista, quando for o caso (utilizar hierarquia de linhas e hachuras);
Escadas
NBR 9077
(saídas de emergência)

NBR 9050
(acessibilidade)

Largura útil (entre guarda-corpos)
- 60 cm mínimo
- 80 cm (1 pessoa)
- 120 cm (2 pessoas)
- 180 cm (3 pessoas)
- acima de 200 cm deverá ter corrimão no centro

Altura:
- acima de 120 cm de altura deve-se usar patamar (com 120 cm)
- a cada mudança de direção deve-se usar patamar
- quando o lance da escada tiver mais que 16 degraus, deve-se usar patamar

Corrimão:
- 92 cm de altura para adultos;
- 70 cm de altura para crianças.
Escadas
Cálculo de Escadas
Cálculo da escada
- escolha do espelho
- escolha do piso
- verifique o vão a ser vencido (pé direito + laje)
- cálculo da quantidade de espelhos
- cálculo do comprimento da escada

Marque primeiro o comprimento
(desenvolvimento) total da
escada, e não cada piso
individualmente - isso evita
acúmulo de erros

Marque os lances da escada e os
patamares

Marque os degraus

- lembre-se que em planta baixa só se representa com traço médio até 1,50 m, após isso a representação é traçejada;

Escadas

- adicionar o sentido da escada: centralizado, ascendente, a partir do pavimento desenhado;
- adicionar a palavra sobe ou s no início;
- numerar os degraus em sentido ascendente.

Escadas
Escadas
Prova AP2
Rampas
Rampas
Elevadores
Opção universal
NBR 9050/2004
- Inclinação: 6,25% a 8,33%
(excepcionalmente 10%)

- largura livre: 1.20 m

- patamares a cada 50 m

- guarda-corpo: entre 70 cm e 92 cm
s
Rampas
- rampa de automovel :
10% a 13% (no maximo 20%)
s
Rampas
20
inclinação da rampa
= altura do desnivel x 100
comprimento da projeção
Elevadores
- representar o espaço
(1.20 m x 1.50 m ) a (2.50 m x 2.50 m)

- representar caixa, contra-peso e porta
Full transcript