Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mulher

No description
by

Maria Alice

on 3 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mulher

Mulher Brasileira 1960 1980 1970 Dividindo o nome Lindonéia, encontramos o Lind que vem do latim e representa algo superior, mas que se contrasta com o “eia” que é do povo. O próprio nome indica que ela seja mestiça, característica fortemente brasileira. A interpretação da cantora Nara Leão deu ênfase no sofrimento das mulheres envolvidas nas lutas do período militar brasileiro. Essa canção também pode ser vista como uma apreciação do quadro "A bela Lindonéia, Gioconda do subúrbio" do artista plástico Rubens Gerchman. A bela Lindonéia: a Gioconda do subúrbio
Por Rubens Gerchman , 1966 Podemos observar nas músicas “Sonho de Maria”
e “Maria Moita" que durante o período em que as mesmas
foram produzidas (década de 60) a maioria das mulheres
eram submissas aos seus maridos e consideradas
inferiores a todos os homens, tendo como única função ser mãe e
esposa exemplar. Lily Braun foi conquistada por um homem como os que ela
sonhava. Durante a conquista, ele se mostrou como os homens apaixonados dos romances, levando rosas e poemas. Porém, da concretização do casamento, não foi mais tratada como uma “star”, como de costume e sim como esposa que não vive um romance, que não sai e não recebe flores. Ela encontrou no casamento sua infelicidade. Leila é o retrato da mulher contemporânea, uma mãe
solteira que resolve problemas que normalmente seriam da
competência do homem, como problemas no encanamento da casa, chuveiro dando choque, e contas a pagar.Um destaque especial para a barata voadora no quarto das crianças,pois normamente, em nossa cultura, o maior pavor de uma mulher é a barata e Leila se vê obrigada a enfrentá-la já que não tem um homem.Em suma, a música retrata o poder que a mulher tem por realizar suas obrigações e ainda assumir as dos homens. Mais um exemplo da submissão da mulher, a musica retrata de uma maneira intensa como era vida de Maria Moita e a relação com seu marido. Afinal," mulher que fala muito perde logo o seu amor." A música nos sugere que a vida da mulher era monótona e sofrida. O trabalho no lar era desgastante. Percebe-se o início de um processo de questionamento da mulher, em busca por liberdade. O sonho de Maria é, portanto alcançar a liberdade,
que só foi alcançada na canção com a morte. Na época em que a mulher era educada para servir ao teu marido, seus sentimentos, vontades e sonhos não eram respeitados. Essa música nos diz que apesar de toda submissão, a mulher não estava morta, pois possuia sonhos e desejos, apesar de aceitar o que dizia ser seu destino. A canção gerou certa polêmica ao ser lançada pois foi considerada um hino ao machismo, induzindo as mulheres a possuirem uma conduta semelhante à das atenienses, totalmente submissas. Posteriormente, com uma análise mais profunda, observa-se que ao invocar: "Mirem-se no exemplo..." o autor quer dizer totalmente o contrário, e formando assim um hino contra a submissão da mulher. Pensamento submisso das
mulheres no final da década de 60 A mudança de pensamento e autonomia da mulher em relação a sua vida começa ganhar forma e o autor retrata esta modernização indicando que uma nova era começa a ser definida. Ao contrário das mulheres dos anos 60 que
pensavam que a felicidade estaria no
casamento, Lily Braun encontrou a infelicidade nele. Ser esposa passa a perder o grande valor que tinha para a
vida da mulher. Entre as décadas de 60 e 70 o feminismo eclode na Europa e nos Estados Unidos. No Brasil o cenário era bem diferente. No início de uma ditadura militar, surge o movimento feminista pelas mãos de Romy Medeiros da Fonseca, chamado de Conselho Nacional de Mulheres do Brasil. Esse movimento torna as questões do feminismo mais abrangentes, como: "principio da igualdade entre marido e mulher no casamento e a introdução do divórcio na Legislação brasileira".
A música, nessa época, vem com o intuito de criticar o modo como a mulher era tratada apenas como aquela que realiza os serviços domésticos, e incentivar o movimento feminista brasileiro. O Brasil ainda vivia o período da ditadura militar, mas a intensidade na qual essa forma de governo começou já não era a mesma. As mulheres continuavam a lutar pelos seus direitos, e nessa década é aprovada a lei do divórcio, uma antiga reivindicação das mesmas. Nessa década também surge o movimento hippie, onde muitas mulheres usam desse movimento pra alcançarem a liberdade da classe feminina. Década do fim da ditadura militar, surge o movimento das diretas já". Nessa década as mulheres já são vistas de outra forma, há a liberdade da expressão feminina e muitas mulheres se ingressam no mercado de trabalho brasileiro. Agora, nos anos 80, a luta das mulheres é contra a violência sofrida por essa classe. Já são mais autoritárias dentro de casa, e são consideradas tão competentes como os
homens. A mulher nos anos 60 se mostra totalmente submissa e não vê problema algum nessa submissão. Ela se considera totalmente inferior ao homem. Devido, talvez, desde criança conviver com esse e outros tipos de submissão. Porém, nos anos 70, essa submissão feminina começa a incomodar as mulheres que apesar de não se rebelarem, pelo menos demonstram insatisfação com a situação. Nos anos 80, aquela inquietação dos anos 70 se transforma em algo mais forte e a mulher mostra a sua voz. Tal movimento resultou na conquista da mulher pela inserção no mercado de trabalho e o ganho gradualmente do seu devido valor. É comum desta época as mulheres serem submissas aos homens pelo fato de terem aprendido a servir aos maridos, e as músicas relatam muito bem tal submissão. Em 64 se inicia um período de turbulência no pais, a Ditadura Militar, que trouxe medo e repreensão para a vida dos brasileiros. A canção relata que Maria Rosa era uma moca formosa,

que se envolvia com vários homens. Com o

passar dos anos seus cabelos branquearam, trocou seus lindos

vestidospor farrapos e as pessoas que por ela encantavam nem

se quer lheconcedem um olhar. Ou seja, depois que Maria Rosa

perdeu sua beleza exterior e envelheceu ninguém mais

se interessou por ela. E no final da musica deixa um

recado para as mulheres de hoje se apaixonar somente uma vez,

pois pode acontecer igual aconteceu com Maria Rosa.
Full transcript