Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Industrialização Japonesa e Russa

Aula completa sobre a Industrialização Japonesa e a industrialização Russa, com detalhes sobre o processo histórico de cada uma dessas nações.
by

Rodrigo Miranda

on 29 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Industrialização Japonesa e Russa

Indústria Japonesa no século XX Recuperação no pós-guerra Intervenção Norte-Americana
Imperador perde caráter divino (fim do culto xintoísta)
Constituição pacifista
Estado laico
Plano Colombo (apoio $) mão-de-obra barata
disciplina oriental
educação de qualidade
poupança interna
adoção do toyotismo
fim dos ZAIBATSUS KEIRETSU organização empresarial descentralizada
estimula competição
agrega mais dinamismo
investimento em tecnologia Milagre Japonês Espacialização industrial escassez de matérias-primas e combustíveis investimento em tecnologia Industrialização
para exportação Megalópole Japonesa
(Tokio, Yokohama, Nagoya, Osaka)
proximidade com zonas portuárias
modais de transporte integrados (ferrovia, aeroportos e portos)
concentra 85% da indústria
grandes centros financeiros Tecnopólos Japoneses
investimento estatal: Tsukuba
investimento privado: Kansai
grandes empresas e laboratórios de microeletrônica e robótica
integração Estao-empresas essencial para sucesso Crise da década de 1990 Cronologia do crescimento Especulação imobiliária e acionária
imóveis sobrevalorizados
especulação intensa na bolsa Nikkei
forte aumento dos salários
competição dos Tigres Asiáticos Industrialização Russa Período Soviético 1917 Revolução Bolchevique Vitória dos socialistas sob Lênin 1922 Consolidação nacional Fundação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS)
Nova Política Econômica (planificação + economia de mercado)
Morte de Lênin e disputa interna
Stálin (socialismo soviético) x Trótsky (revolução permanente)
Vitória de Stálin e expurgo contra opositores 1924 - 1953 Stalinismo 1970 - 1989 Crise do Socialismo Fortalecimento do PCUS como partido único
Processo de burocratização estatal
Aparelhamento dos órgãos repressivos (KGB afastamento da doutrina leninista-marxista USSR GDP URSS desenvolveu indústria de bens-de-produção de acordo com modelos da 2ª Revolução Industrial País começa a sentir defasagem tecnológica
Baixa produtividade e produtos arcaicos
Indústrias de bens-de-consumo não atende demanda
Crises de desabastecimento e geração de energia
Recursos voltados para corrida armamentista/espacial 3ª Revolução Industrial
(técnico-científica / informacional) desenvolvimento da robótica
surgimento dom toyotismo
infovias e transportes otimizados
alta produtividade por operário USSR GDP Mikhail Gorbatchev (1985-1991) Perestroika Glasnost tentativa de modernização tecnológica
introdução do conceito de lucro nas empresas soviéticas
exigência de produtividade dos operários
parceria com indústrias ocidentais
desmobilização dos investimentos bélico reforma política para tornar mais transparente atuação do Estado
desmobilização dos aparelhos repressivos (KGB e Pacto de Varsóvia)
redução dos trâmites burocráticos
redução do controle do partido sobre o Estado
acordos de desarmamento com Estados Unidos Ronald Reagan ampliou investimento em tecnologia bélica + Papa João Paulo II fortaleceu o movimento católico no Leste Europeu
forneceu informações aos EUA FIM DA URSS agosto de 1991 Comando Comunista do PCUS prende Gorbachev
Reação de Boris Yeltsin (presidente da Rússia)
Povo apoia resistência e golpistas são presos dezembro de 1991 Repúblicas bálticas declaram independência
Rússia, Ucrânia e Belarus declaram independência
Gorbachev torna-se dirigente de União extinta
TRATADO DE MINSKY funda a Comunidade dos Estados Independentes
(Rússia, Ucrânia e Belarus) Rússia pós-socialismo Problemas de transição privatização (corrupção e máfia)
autoritarismo (falta de tradição democrática)
atraso tecnológico e falta de investimentos
competitividade baixa da indústria russa
separatismo no Cáucaso Yeltsin perdeu prestígio e apoio popular Espacialização das indústrias território rico em recursos minerais
(70% PIB exportação commodities)
grande disponibilidade de recursos energéticos
(gás natural e petróleo)
grande mercado consumidor (porção europeia)
rede de ferrovias continental
membro do BRICS, G8 e G20 Industrialização Chinesa Império Manchu 1842
Tratado de Nanquim China é derrotada pelos ingleses na Guerra do Ópio
Hong Kong entregue aos ingleses
portos chineses abertos p/ estrangeiros 1900
Intervenção Estrangeira Força militar multinacional sufoca manifestações nacionalistas dos BOXERS e submete poder imperial 1912
Proclamação da República Classe média urbana forma movimento nacionalista e funda o KUOMINTANG, derrubando o regime imperial Hong Kong Foi mantida sobre controle inglês até 1999, quando retornou ao domínio chinês, porém sob regime político especial. Os boxers eram uma organização nacionalista secreta que lutava contra a presença estrangeira na China República Nacionalista Governo de Sun Yat Sen
1912 - 1925 país dividido entre senhores locais
empobrecimento da população
primeiros investimentos estrangeiros
(indústrias em Xangai)
maioria da população rural Governo de Chang Kai Shek
1925 - 1949 Invasão japonesa na Manchúria
(região rica em minérios)
Guerra Civil com comunistas
fuga dos investimentos estrangeiros
devastação do território na Segunda Guerra FUNDAÇÃO DO PCC Sob a liderança de Mao Tsé Tung e Zhou Enlai é fundado o Partido Comunista Chinês que pode permanecer na legalidade até 1928 Manchukuo Império fantoche criado pelos japoneses na Manchúria para colaborar com o esforço de guerra japonês contra as potências ocidentais Revolução Chinesa 1949 após expulsão dos japoneses, tropas comunistas derrotam Kuomintang e fundam a República Popular da China Nacionalistas fogem para Taiwan (Formosa) sob escolta dos EUA e fundam a República da China (considerada rebelde por Pequim) China Comunista Período Mao Regime de Partido Único COMUNAS POPULARES unidades de produção rural
propriedade estatal e supressão da agricultura familair
supervisão estatal da produção + GRANDE SALTO ADIANTE Amplo programa de industrialização
Busca por associar produção agrícola e industrial
Desvio de recursos do campo para a indústria crise de desabastecimento
20 milhões de camponeses morrem de inanição
críticas de dirigentes do PCC a Mao 1964
Rompimento com URSS Morte de Stálin e desistalinização de Kruschev
Recusa soviética em transferir tecnologia nuclear
Disputa por relevância no bloco socialista 1964 - 1972
NOVA POLÍTICA EXTERNA China explode sua 1ª bomba nuclear
Nixon visita a China e ocorre aproximação
China substitui Taiwan no CS da ONU REVOLUÇÃO CULTURAL Afirmação da autoridade incontestável de Mao Negação da influência ocidental e da tradição milenar chinesa Definição dos princípios maoístas no LIVRO VERMELHO Morre Mao Tsé Tung líderes da Revolução Cultural presos
reabilitação da ala mais moderna do PCC
Deng Xiao-ping é eleito secretário-geral 1976 "Não importa a cor do gato,
o que importa é que ele cace os ratos" Economia socialista de MERCADO PROGRAMA DAS 4 MODERNIZAÇÕES abertura de mercado fim das comunas e incentivo à agricultura familair modernização tecnológica das forças armadas ampliação do investimento em ciência e tecnologia estimulou produtividade agrícola e aumentou a renda no campo, impulsionando o consumo empresas estatais adotam elementos competitivos
liberação para joint-ventures e transnacionais
liberação para contratação de trabalhadores e definição de salários
Adoção das Zonas Econômicas Especiais (ZEE) e das zonas livres de investimento e tecnologia investimento em corrida espacial
desenvolvimento de caças
maior exército do planeta
defesa externa e controle interno ORIGEM DOS INVESTIMENTOS Tigres Asiáticos (Cingapura, Taiwan, Hong Kong e Coréia do Sul)
Chineses étnicos dos Tigres retomam negócios na China
Hong Kong funcionou como ponte para Taiwan (conflito político com China dificulta relação direta) RESULTADOS Crescimento de dois dígitos
Forte êxodo rural e migrações populacionais
Concentração urbana no litoral sul e degradação ambiental
Consolidação como plataforma de exportação
Indústria chinesa domina montagem do produto (fica apenas com 15% do valor dos produtos)
Introdução de chineses étnicos (Han) no Tibet e Mongólia Interior ASCENSÃO PACÍFICA Estratégia para ganhar espaço na geopolítica mundial
Concessão de autonomia econômica (Hong Kong e Macau / Taiwan como projeto futuro)
Manter Japão desmilitarizado e evitar corrida armamentista regional
Entrada na OMC e no FMI indústria regionalizada
(1890 - 1930) indústrias dispersas pelo território, atende demanda regional, pouca integração nacional Complementaridade industrial
Economia estatal no investimento estrutural
Enclaves industriais no Norte e Nordeste 1930 - 1940
crise da cafeicultura capital cafeeiro modernização fabril ampliação de infra-estrutura integração nacional fortalecimento da indústria paulista e carioca, falência das indústrias regionais Desconcentração industrial (1970 - 2000) empresas bucam mão-de-obra mais barata
sindicalismo fraco e desorganizado
incentivos públicos (guerra fiscal)
desenvolvimento de novos mercados consumidores Concentração industrial
(1930 - 1970) Industrialização Brasileira Ciclos
industriais Substituição de Importações Vargas Juscelino
Kubitschek Ditadura Período Pós-Crise de 1929 Capitais disponíveis Imigrantes qualificados Ferrovias integradas Atuação estatal Queda das importações Predomínio
indústrias de
bens de consumo NACIONALISMO ECONÔMICO Desenvolver setores estratégicos Estado investe (retorno longo prazo)
Obras de infra-estrutura
Indústrias estatais (Petrobrás, Vale, CSN, Chesf, FNM) Proteger indústria nacional Intensifica substituição de importações
Desvalorização cambial
Tarifas alfandegárias altas
Financiamento interno (BNDE) Nacional Desenvolvimentismo Estado parceiro da economia (infra-estrutura) Plano de Metas (crescer 50 anos em 5) Crescimento rápido do parque industrial (automobilístico) Criação de superintendências regionais
(SUDENE, SUDAM, SUDECO) Efeitos colaterais Opção por transporte rodoviário aumento da inflação
endividamento público
transporte precário
(dimensão continental)
êxodo rural descontrolado
desigualdade regional acentuada Predomínio do setor de bens de capital Milagre Econômico manutenção investimento estatal
flexibilização p/ entrada de investimento
arrocho salarial e alta das tarifas públicas
crescimento economia mundial Efeito colateral forte desigualdade social
obras faraônicas (Transamazônica, Itaipu)
concentração de renda
crescimento da classe média
endividamento público dispara Choque do Petróleo
1973 Estados Unidos aumentam taxa de juros Investimento estrangeiro Governo brasileiro amplia impostos sobre importação
e inibe consumo interno A década perdida: anos 1980 Governo brasileiro sobretaxa importações Sucateamento da indústria nacional
(não dá para importar máquinas)

Perda de competitividade e qualidade
(queda das exportações de manufaturados)

Defasagem tecnológica do produto nacional Governo brasileiro aumenta taxa de juros Empresários e investidores direcionam capital para setor financeiro Banco Central aumenta emissão Setor produtivo ressente-se da falta de capital Governo brasileiro
estatiza setores
deficientes criação de estatais
(baixa competitividade e corrupção)

Sucateamento dos serviços sociais
(educação e saúde perdem qualidade)

Megadesvalorização monetária
(altos índices inflacionários) estatização de fábricas e serviços
estatização de propriedades rurais (sovkhoz)
adoção de cooperativas agrícolas (kolkhozy)
Planos Quinquenais (metas de 5 anos) INDUSTRIALIZAÇÃO ESTATAL DESCENTRALIZAÇÃO ESTRATÉGICA (DEFESA) E COMUNICAÇÃO FERROVIÁRIA (TRANSIBERIANA) RUSSIA GDP "desconcentração na concentração" Predomínio dos bens de consumo duráveis
Full transcript