Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett - Tempo

No description
by

Carolina Lopes

on 10 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett - Tempo

O tempo psicológico atua na obra como um fator de desgaste, pois com o avanço na ação, deparamo-nos com uma maior fragilidade das personagens, dos seus medos e da agonia do futuro.
A coincidência entre o tempo cronológico e o tempo psicológico é conseguida, principalmente através das falas D. Madalena, ao referir o seu horror pela "sexta-feira". Este sentimento é destacado pela repetição do advérbio de tempo "hoje", com uma conotação negativa.
Tempo Psicológico
O tempo histórico insere a ação numa determinada
época histórica
. Ao longo da obra são várias as referências que nos permitem fazer a indentificação desse tempo histórico:
referência à batalha de Alcácer Quibir (Ato I , Cena 2);
desavença entre portugueses e castelhanos, após a perda da independência nacional (Ato I , Cena 5);
peste em Lisboa;
Sebastianismo;
alusões feitas a Camões;
Tempo Histórico
É atribuído um fatalismo ao "HOJE" que está conotado com a tragédia. A própria sexta-feira é revestida de uma conotação ainda hoje presente.
É sempre a uma sexta-feira que se dão os acontecimentos mais importantes:
* primeira visão de Manuel de Sousa Coutinho;
* D. João é libertado;
* D. João apresenta-se na figura de Romeiro.

A sexta-feira !
Tempo Cronológico
Tempo
O tempo vai-se fechando, deduzindo-se dramaticamente em unidades cada vez mais curtas tornando-se um fator trágico.
Tempo Cronológico
Tempo Histórico
Tempo Psicológico
Madalena casa com D. João de Portugal;
Madalena conhece Manuel de Sousa;
Antes de 1578
Madalena procura assegurar-se da morte de D. João de Portugal;
De 1578 a 1585 (7 anos)
Madalena casada com Manuel de Sousa;
Nascimento de Maria;
De 1585 a 1599 (14 anos)
21 anos
D. João é libertado e dirige-se a Portugal
De 1598 a 1599
1 ano
D. Madalena vive de novo no palácio de D. João;
De 28 de julho a 4 de agosto
8 dias
D. João apressa-se na sua caminhada;
De 1 a 3 de agosto
3 dias
Regresso de D. João na figura de Romeiro;
4 de agosto
HOJE
- A representação inicia-se numa sexta-feira, 28 de julho de 1599, ao fim da tarde (Ato Primeiro);
- A referência temporal seguinte corresponde a uma sexta-feira, 4 de agosto, à tarde (Ato Segundo);
- O último ato desenrola-se na noite do dia 4 para o dia 5 de agosto de 1599 (Ato Terceiro);

A representação não respeita a duração de 24 horas, própria da tragédia clássica - dura cerca de uma semana.
A ação situa-se em finais o século XVI, início do século XVII .
"Frei Luís de Sousa
" de Almeida Garrett

Carolina Lopes , nº1
Marta Filipa , nº
Simão Rebelo , nº
11ºI
Full transcript