Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

cre

No description
by

leonardo gomes

on 25 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of cre

Islamismo
História
Allah (Deus) :
É o mesmo Deus da fé cristã e judaica. Considerado um ser único e sem igual, é onisciente; onipresente e onipotente.
Anjos:
São seres criados por Deus a partir da luz e que desempenham uma série de papéis tais como anunciar a palavra de Deus e proteger os humanos.
Não possuem livre arbítrio, dedicando-se somente a obedecer a Deus.
jinnis (gênios):
Criados a partir do fogo, são espíritos que habitam o mundo e que influenciam o que acontece nele. Possuem livre arbítrio e podem ser tanto bons quanto maus. São semelhantes aos humanos em diversos aspectos.
Crença nos profetas:
Existem dois tipos de profeta: os que receberam de Deus a missão de dar a conhecer aos homens a vontade divina (anbiya; singular nabi) e os que para além dessa função lhes foi entregue uma escritura revelada (rusul; singular rasul, "mensageiro"). O islã prega que eles são humanos comuns e que devem ser tratados sem distinções
Os cinco pilares da prática do islã
Profissão da fé (Shahada):
"Atesto que não há outra divindade senão Allah, e atesto que Muhammad é seu profeta."
Oração (Salat):
Oração que é dividida em cinco partes que são proferidas ao longo do dia, feita após o crente realizar sua purificação.
As orações são feitas em direção a Meca.
Zakat:
Quantia paga aos pobres, viajantes, prisioneiros e outros beneficiários definidos no Alcorão. Ela deve ser sincera e feita em segredo.
Jejum (Saum):
O jejum é feito durante o mês do Ramadã (nono mês do calendário islâmico) no qual os mulçumanos adultos devem abster-se de alimentos, bebidas, fumo e sexo durante o dia.
Peregrinação (Haji):
Todo mulçumano deve, se possível, peregrinar pelo menos uma vez a Meca durante o décimo segundo mês do calendário islãmico.
Durante a peregrinação, todos se vestem de branco e realizam uma série de rituais religiósos na cidade.
Muhammad
"Al-'Arab, "a ilha dos árabes",
As seis principais crenças
Crença nos livros sagrados
Os mulçumanos acreditam nos livros sagrados, entre os quais estão: a Torá; os Salmos; o Evangelho e, principalmente, o Corão
Crença no juíso final:
Os muçulmanos acreditam que haverá um dia em que cada pessoa (bem como os gênios) será julgada por seus atos
Crença na predestinação
Crença de que Deus sabe de tudo e que tudo que acontece é concentido por ele
Locais sagrados:
Mesquita de omar (cúpula da rocha):
Mesquita localizada na cidade de Jerusalém. O local teria sido um altar de sacrifícios usado por vários profetas, tais como Abraão e Jacó. Também teria sido o local onde Muhammad ascendeu aos céus.
Kaaba (Cubo):
Construção em forma de cubo que fica no centro da mesquita de Al Masjid al-Haram, em Meca.
O local abriga a chamada Hajar el Aswad (Pedra Negra), que acredita-se ser uma pedra que Deus enviou do céu para marcar o local para a construção de um altar. As orações diárias dos muçulmanos se voltam na direção desta pedra.
Al Masjid-Haram (A Mesquita Sagrada):
Localizada em Meca, é a maior mesquita do mundo e um dos locais para onde se dirigem os muçulmanos durante o Haji
Makka (meca):
É considerada a cidade mais sagrada do mundo para os muçulmanos.
Ela foi o local onde morava o profeta Muhammad quando este se encontrou com o Anjo Gabriel.
Bibliografia
Os 1001 anos da esplendorosa ciência islâmica; http://ceticismo.net/ciencia-tecnologia/os-1001-anos-da-esplendorosa-ciencia-islamica/ - acessado em 01/11/2013.
O Islã; http://www.culturabrasil.pro.br/isla.htm - acessado em 30/10/2013 .
Breve introdução ao Islã; http://sbmrj.org.br/islam/breve-introducao - acessado em 30/10/2013 .
Understanding Islam (em inglês); http://www.usnews.com/news/religion/articles/2008/04/07/understanding-islam - acessado em 30/10/2013.
Introdução
O Islã (de origem do árabe "shalam", ou "paz") é uma religião monoteísta cujo deus, Allah, é o mesmo Deus dos judeus e dos cristãos, sendo que o Islã incorpora muitas das crenças dessas duas religiões.
Possui seis principais crenças e cinco práticas principais.
Estima-se que existam cerca de 1,4 bilhão de muçulmanos no mundo. A maioria deles está na África e na Ásia.
Ela é a segunda maior religião do mundo e a que mais está se expandindo.
Principais Comemorações:
O Islamismo possui duas principais comemorações: o Eid ul-Fitr, que celebra o fim do jejum do Ramadã, e o Eid ul-Adha, que marca o fim da peregrinação a Meca (Hajj).

Existem ainda outros dias importantes no Islã tais como:
O dia 10 do mês de Muharram (o primeiro mês do calendário islâmico), de particular importância para os xiitas. Neste dia, comemora-se o martírio do terceiro imã xiita, Hussein, morto em Karbala, em 680, por aqueles que os xiitas consideram usurpadores da liderança da comunidade muçulmana.
O Mawlid, que celebra o aniversário de Muhammad (12 do mês de Rabi Al-Awwal);
A Noite da Ascensão (Laylat Al-Micraj, no dia 27 de Rajab), quando se recorda o dia em que Muhammad subiu ao céu para dialogar com Allah;
A Noite do Poder (Laylat al-Qadr, na noite do dia 26 para 27 do mês do Ramadã), que marca o aniversário da primeira revelação do Alcorão e durante a qual muitos muçulmanos acreditam que Allah decide o que acontecerá durante o ano.
Autoridade religiosa
Diferente de outras religiões, o Islã não possui uma instituição central que a comanda. Também não possui um ritual de iniciação, sendo necessário apenas recitar a Shahada para ser considerado muçulmano.
Existem, porém, as escolas de jurisprudência islâmica (maddhab). Elas são responsáveis por orientar os muçulmanos nos assuntos islâmicos. Apesar disso, elas não devem ser confundidas com autoridades ou seitas separadas, sendo apenas orientadores.
Há ainda os chamados ulemás (sábios), e os chamados Muftis, que são pessoas de reconhecida sabedoria sobre o Islã que emitem pareceres sobre questões islâmicas às pessoas que lhes solicitarem.
Distribuição demuçulmanos pelo mundo.
Astrolábio
virabrequim
Breve histórico das escolas de jurisprudência islâmicas; http://myciw.org/forums/showthread.php?t=776 - acessado em 03/11/2013.
meddhab; https://pt.wikipedia.org/wiki/Madhab - acessado em 03/11/2013.
Islão; https://pt.wikipedia.org/wiki/Islamismo - acessado em 30/11/2013.
Agostinho Lafaiete
Leonardo Gomes
Thadeu Goes

Alcorão Sagrado; São Paulo: Federação das Associações Muçulmanas do Brasil - 2013.
A Civilização do Islam (panfleto informativo); São Paulo: Federação das Associações Muçulmanas do Brasil - 2013.
Arte Islâmica e Caligrafia (panfleto informativo); São Paulo: Federação das Associações Muçulmanas do Brasil - 2013.
Compreenda o Islam e os Muçulmanos (livreto); São Paulo: Federação das Associações Muçulmanas do Brasil.
Império islâmico.
Além das fontes citadas, o grupo fez uma pesquisa de campo na Mesquita da Luz no Rio de Janeiro. As gravações da entrevista se encontram em poder do grupo. Somente é possível visualizar uma parte da entrevista, pois a primeira hora de gravação foi perdida devido a um defeito na câmera. No local, o grupo também obteve as fontes impressas citadas anteriormente.
Full transcript