Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Tireóide

No description
by

Raphael Lopes

on 24 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tireóide

Hipertireoisdismo
e
Hipotireoidismo

Apresentação
Millena Luiza Palhano
Raphael Vieira Lopes

Universidade Estadual de Ponta Grossa
Curso de Farmácia

Tireóide
Glândula Tireóide
Localizada imediatamente abaixo da laringe, de cada lado e anteriormente à traquéia.
É uma das maiores glândulas endócrinas (15 a 20g)
Secreta dois hormônios importantes: triiodotironina (T3) e tiroxina (T4), que aumentam o metabolismo do corpo.
Secreção da tireóide é controlada pelo hormônio tireoestimulante (TSH), secretado pela adenohipófise.
Ainda secreta calcitonina, importante para o metabolismo do cálcio.
É constituída por folículos fechados, preenchidos por uma substância secretora, denominada colóide, e revestido por células epiteliais cuboides.
93% da produção hormonal é T4 e 7% T3, sendo que quase todo o T4 é convertido em T3 nos tecidos.
Possuem as mesmas funções, diferindo na intensidade e velocidade. T3 é cerca de 4 vezes mais rápido, porém é encontrada no sangue em concentrações muito menores e permanece por tempo mais curto que T4.
Principal componente do colóide é a glicoproteína Tireoglobulina, que contém os hormônios tireóideos em seu interior.
Há necessidade de iodo para formar quantidade normais de T4 (50mg de iodetos por ano). É absorvido a partir do TGI e utilizado para a síntese dos hormônios da tireóide.
Tireoglobulina sintetizada e secretada nos folículos pelo RE e Golgi, possui cerca de 70 aa de tirosina, que são substratos juntamente com o iodo para formação de T3 e T4.
Síntese dos hormônios
Primeira etapa é a concentração de iodetos nas células e nos folículos. Células fazem o sequestro de iodeto. A intensidade dessa concentração feita pela bomba de iodeto é regulada pelo TSH.
T3 e T4 formam-se no interior das moléculas de tireoglobulina permanecendo como parte da molécula durante a sua síntese.
Segunda etapa oxidação do Ion iodeto, para formação do Iodo nascente (I0 ou I3-), que tem a capacidade de se combinar com a tirosina. Oxidação é feita pela peroxidase, que tem função vital na formação dos hormônios.
-Terceira etapa: Iodetação/Organificação da Tireoglobulina. O iodo oxidade está associado à iodinase, que permite que o iodo se ligue às tirosinas da tireoglobulina tão logo que ela seja liberada pelo RE e Golgi.
Cada Tireoglobulina contém até 30 moléculas de T4 e algumas de T3, e dessa forma são armazenados nos folículos em quantidade suficiente para as necessidades normais de 2 a 3 meses.
Liberação de T3 e T4
Transporte
Via proteínas plasmáticas, todas sintetizadas pelo fígado.
São liberados lentamente para as células teciduais, devido sua alta afinidade com as proteínas plasmáticas.
A ação dos hormônios é de inicio lento e longa duração.

Funções
Regulação
Aumentam transcrição de genes
Aumentam atividade metabólica celular
Possuem efeito sobre o crescimento
Efeito sobre mecanismos corporais
Deve ser secretado de modo contínuo e em quantidade apropriada
Controlado por mecanismos de feedback que atuam por meio do hipotálamo e adenohipofise
TSH aumenta todas as atividades secretoras das células da tireoide.
Efeito estimulador do TSH é mediado por cAMP .
Liberação de TSH é regulada pelo hormônio de liberação da tireotropina (hipotálamo). TRH estimula a produção de TSH.
Efeito de feedback dos hormônios da tireoide para diminuir secreção de TSH
Substâncias Antitireoidianas
As mais conhecidas são tiocianato, propiltiouracil e altas concentrações de iodetos inorgânicos.
• Os ions tiocianato reduzem a captação de iodeto
Tiocianato bombeado por inibição competitiva com iodetos.
Leva à maior secreção de TSH pela hipófise, provocando supercrescimento da glândula (bócio), que mesmo assim é incapaz de formar maior quantidade de hormônios.

• O Propiltiociuracil reduz a formação do hormônio tireoidiano
Mecanismo de bloquear a enzima peroxidase necessária para a iodização da tirosina e bloquear conjugação de tirosinas para formar T3 e T4.
A ausência desses hormônios pode formar bócio.

• Altas concentrações de iodetos reduzem a atividade e o tamanho da tireoide
Consiste na diminuição da atividade da glândula, como a de captação de iodeto, reduzindo iodização da tirosina.
Paralisa endocitose normal de coloide, ocorrendo interrupção da secreção de hormônios.

Hipertireoidismo
A glândula aumenta de duas a três vezes, ocorrendo hiperplasia e pregueamento para o interior dos folículos.


Aumento da secreção de cada célula em até 15 vezes.

Doença de Graves
É a forma mais comum da doença, autoimune na qual os anticorpos TSI se formam contra o receptor de TSH, ligando ao mesmo receptor.
TSI possui efeito estimulatório prolongado sobre a secreção.
Sintomas
Excitabilidade, intolerância ao calor, redução de sudorese, perda de peso, fraqueza muscular, nervosismo, fadiga extrema, tremor nas mãos.
Pessoas com essa doença podem apresentar exoftalmia, estiramento do nervo óptico.
Lesão ocular por ulceração da córnea devido a ressecamento e irritação.
Diagnóstico
• Por medidas da concentração de tiroxina livre no plasma
• Metabolismo basal aumentado para +30 a +60.
• Concentração de TSH, que suprimido pela alta quantidade de tiroxina e tri-iodotiroxina é quase nula.
• Concentração de TSI.

Fisiologia do tratamento
• Tratamento por remoção cirúrgica.
Administração de propiltiouracil para reduzir metabolismo e alta concentração de iodeto para redução da glândula.

• Tratamento com iodo radioativo

Hipotireoidismo
Iniciado por autoimunidade contra a tireoide por destruição da glândula.

Alguns tipos resultam em aumento da glândula.
• Bócio coloide endêmico causado por deficiência dietética de iodeto

• Bócio coloide atóxico idiopático
Algumas anormalidades
• Deficiência do mecanismo de captação de iodeto.

• Deficiência do sistema da peroxidase

• Deficiência da conjugação de tirosinas iodadas na molécula de tireoglobulina.

• Deficiência da enzima deiodinase
Fisiologia do tratamento
Fadiga e sonolência, redução da frequência cardíaca, do debito cardíaco e do volume sanguíneo, aumento de peso, mixedemia.
A falta de hormônio aumenta a concentração sanguínea de colesterol por alteração do metabolismo, podendo causar aterosclerose.
Diagnóstico
• Concentração de tiroxina livre (diminui concentração).

• Metabolismo basal de -30 a -50.

• Aumento de TSH
Ingestão de tiroxina regularmente, que pode durar por longo tempo no organismo.
Tratamento
Referências
GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Tratado de Fisiologia Médica. 11ª ed. Rio de Janeiro, Elsevier Ed., 2006.
Tireoglobulina não e encontrada circulando no sangue, apenas T3 e T4 na forma livre.
Englobamento
Fusão com lisossomas
Digestão
Liberação T3 e T4
Difusão para o sangue
Full transcript