Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Análise completa de edificação contemporânea

No description
by

Williana Santin

on 3 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Análise completa de edificação contemporânea

Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Área de Ciências Exatas e Ambientais
Curso de Arquitetura e Urbanismo
Professor: Juliano Miotto
Alunos: Cristian Munaro, Fernanda Schmitz e Williana Santin
Turma: A Semestre: 2013/2
O seguinte trabalho irá fazer a análise completa do
AUDITÓRIO DO IBIRAPUERA
, através de cortes, plantas, imagens e maquetes. O edifício compõe o conjunto do Parque Ibirapuera, desenhado na década de 1950 por Niemeyer, mas contruído apenas em 2005.
LOCALIZAÇÃO
LOCALIZAÇÃO
LOCALIZAÇÃO
ANÁLISES
AUDITÓRIO DO IBIRAPUERA
Fig.01
Fig.02
Fig.03
Fig.04
Fig.05
Fig.06
Fig. 24
Fig. 27
Fig. 28
Fig. 13
Fig. 18
A plateia possui dimensões incomuns: é larga e tem pequena profundidade, com uma configuração ovalada. A acústica do espaço foi elogiada pela crítica musical.
Corte Lateral
Análise Completa da Edificação
Formas Regulares e Irregulares
- FORMATO REGULAR
Transformação da Forma
-
TRANSFORMAÇÃO SUBTRATIVA
Fig. 25
As formas podem ser compreendidas como transformações dos sólidos primários, variações geradas pela manipulação de uma ou mais dimensões ou pela adição e subtração de elementos.
Transformação da Forma
-
TRANSFORMAÇÃO ADIVITIVA
Tipos de formas:
- Centralizada

Percepção Visual da Forma
Elementos Definidores de Espaço
Aberturas em Elementos Definidores de Espaço
-
DENTRO DE PLANOS

Centralizada
Relações Espaciais
Circulação
-
ACESSO:
frontal
-
ENTRADA:
recuada e centralizada
Circulação
-
CONFIGURAÇÃO DA VIA:
Linear
O edifício construído em concreto branco armado se caracteriza pela simplicidade volumétrica do bloco único que em planta é um trapézio e, em corte, um triângulo.
A marquise, que marca o acesso principal do auditório, é um volume semelhante a uma labareda em metal e dá identidade ao prédio, sendo escultura do próprio arquiteto.
Na parte interna , o foyer monumental ganhou uma gigantesca escultura em gesso de Tomie Ohtake que toma parte das paredes e do forro.
Os guarda-corpos da rampa possuem detalhes em madeira e o piso ganhou um carpete vermelho.
Planta baixa da platéia
Planta baixa da platéia
 -
ELEMENTOS HORIZONTAIS
PLANO DE BASE:
Plano de base - térreo
Plano de base rebaixado - subsolo.

Tem acústica impecável proporcionada por filetes de madeira em relevo em todas as paredes do espaço.
Além disso, uma porta de 20 metros de comprimento por seis de largura, feita em chapa de ferro com tratamento acústico, localizada no fundo do palco, pode ser aberta permitinco que os espetáculos se voltem para a plateia externa e sejam acompanhados, gratuitamente, por mais de 15 mil pessoas entre o público e os frequentadores do parque.
Elementos Definidores de Espaço
 -
ELEMENTOS VERTICAIS

PLANO VERTICAL:
Primeiro temos o único. Depois evidencia-se o em forma de "U" criando um abrigo na entrada.
Fig. 32
 -
ESPAÇO LIGADO POR UM ESPAÇO COMUM:
Acontece com o foyer e auditório, ligados pelo "mezanino".

-
FORMA E ESPAÇO DE CIRCULAÇÃO:
fechado
Princípios de Ordem
-
SIMETRIA
( A distribuição e disposição equilibradas de formas e espaços equivalentes em lados opostos de uma linha)
Princípios de Ordem
-
HIERARQUIA
(A articulação da importância ou do significado de uma
forma ou espaço através de seu tamanho)
Princípios de Ordem
-
TRANSFORMAÇÃO:
O conceito que o edificio nos proporciona é de algo concreto, simples, sendo alterado pela forma dinâmica da marquise.
-
FORMATO IRREGULAR:
não possui
-
TRANFORMAÇÃO DIMENSIONAL:
não possui
-
EM CANTOS:
não possui
-
ENTRE PLANOS:
não possui
-
ESPAÇO DENTRO DE UM ESPAÇO:
não possui
-
ESPAÇO INTERSECCIONAL:
não possui
-
ESPAÇO ADJACENTE:
não possui

-
RELAÇÕES VIA-ESPAÇO:
Terminar em um espaço
-
EIXO:
não possui
-
RITMO:
não possui
-
DADO:
não possui
Análise Segundo Pause & Clark
- ESTRUTURA:
Paredes (em concreto armado) e vidraças.
Análise Segundo Pause & Clark
-
ILUMINAÇÃO NATURAL
: indireta através da porta e da abertura no fundo do palco.
Análise Segundo Pause & Clark
-
VOLUMETRIA:

Volume principal: marquise, em vermelho.
Volume secundário: edifício, em branco.
Análise Segundo Pause & Clark
-
RELAÇÃO

PLANTA E CORTE:

Se analisarmos metade da planta, temos a forma do corte.
Análise Segundo Pause & Clark
-
CIRCULAÇÃO E USO:
Principal: no foyer.
Vertical: Rampa, Elevadores e escada (no auditório).
Secundária: foyer, acesso plateia e no auditório.

Análise Segundo Pause & Clark
- RELAÇÃO ENTRE UNIDADE E CONJUNTO:
Análise Segundo Pause & Clark
-
REPETITIVO E SINGULAR:
Apresenta apenas formas singulares: Forma do edifício, da marquise e da rampa.
Análise Segundo Pause & Clark
-
SIMETRIA E EQUILÍBRIO
Análise Segundo Pause & Clark
-
ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO:

Subtração de um quadrado para trapézio (forma do edifício) e no abrigo da entrada.
Análise Segundo Pause & Clark
-
HIERARQUIA:
Mais dominante: marquise
Menos dominante: edifício/volume.

Análise Segundo Pause & Clark
-
PARTIDO
Idéia Inicial
Idéia Final
Planta Baixa do Subsolo
Escola do Auditório
Planta Baixa Térreo / Platéia
Ficha Técnica
Informações técnicas
– Auditório do Ibirapuera
Autor do Projeto:
Oscar Niemeyer
Data do Projeto:
1954
Conclusão da obra:
2005
Área Construída:
7.000 m²




Área Projetada (metragem do piso térreo):
4.870 m²
Palco:
28m de altura, 50m de comprimento, 15m de profundidade, 28m de boca
Porta Guilhotina:
20 metros
Gerenciamento:
Kel Engenharia
Construtora:
OAS
Iluminação:
Peter Gasper
Projeto de Acústica:
Acústica & Sônica
Escultura Artística da entrada principal:
Tomie Ohtake
Painel Artístico no hall central da Escola de Música:
Luis Antônio Vallandro Keating
Capacidade do Auditório:
800 lugares
Acesso a portadores de necessidades especiais:
plataformas, sinalização, rampas adequadas e 4 elevadores de uso público

Ficha Técnica
Escola do Auditório, instalações do bar e camarins.

Salas de Música:
6 salas individuais para aulas práticas, 4 salas para aulas teóricas de grupo, 2 salas para aulas práticas de grupo, 1 sala para ensaio de grupos, 1 sala de professores
Camarins
: 4 individuais, 2 coletivos e 2 para portadores de deficiência (todos com banheiros)
2 banheiros na entrada principal
2 banheiros no bar
2 banheiros no mezanino (ao lado da plateia)
Ar-condicionado
Subsolo
Fig.07
Fig.08
Fig.09
Fig. 10
Fig. 11
Fig.12
Fig.13
Fig.14
Fig.15
Fig. 16
Fig.17
Fig.19
Fig.20
Fig.21
Fig. 22
Fig.23
Fig. 26
Fig.29
Fig.30
Fig.31
Fig.33
Fig.34
Fig.35
Fig.36
Fig.37
Fig.38
Fig.39
Fig. 40
Fig. 41
Fig. 42
Fig. 43
Fig. 44
Fig. 45
Fig. 46
Fig. 48
Fig. 49
Fig. 50
Fig. 51
Referências
-
Textos
Referências
- Lista de figuras
Referências
- Lista de figuras
Referências
- Lista de figuras
Figura 01: Localização do Auditório Ibirapuera em São Paulo. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <https://maps.google.com.br/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 02: Localização do Auditório Ibirapuera no Parque Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <https://maps.google.com.br/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 03: Localização do Auditório Ibirapuera no Parque Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <https://maps.google.com.br/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 04: Localização do Auditório Ibirapuera no Parque Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <https://maps.google.com.br/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 05: Localização do Auditório Ibirapuera foto via satélite. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <https://maps.google.com.br/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 06: Localização do Auditório Ibirapuera foto fachada via satélite. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <https://maps.google.com.br/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 07: Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/> Acesso em: Nov. 2013.

Figura 08: Planta baixa da platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer ( ) Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/ > Acesso em: Nov. 2013.
Figura 09: Marquise Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer . Disponível em: <http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 10: Planta Baixa da platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/ >Acesso: Nov. 2013.
Figura 11: Escultura em gesso de Tomie Ohtake – Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer . Disponível em: <http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 12: Planta baixa da platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 13: Rampa – Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer ( ) Disponível em: <http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 14: Rampa – Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <
http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/11.121/3439> Acesso em: Nov. 2013.

Figura 15: Planta baixa da platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 16: Platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 17: Planta baixa da platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 18: Palco Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 19: Planta baixa da platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 20: Planta baixa do Subsolo - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 21: Planta baixa da platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer . Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 22: Planta baixa platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 23: Corte lateral - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.

Referências
- Lista de figuras
Referências
- Lista de figuras
Referências
- Lista de figuras
Referências
- Lista de figuras
Figura 24: Análise segundo formas regulares e irregulares - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: SCHMITZ, Fernanda. Disponível em: <
Figura 25: Análise transformação da forma - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: SANTIN, Williana. Disponível em: < http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 26: Análise transformação da forma - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: SANTIN, Williana. Disponível em: <
Figura 27: Análise percepção visual da forma - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: < http://www.auditorioibirapuera.com.br/predio/> Acesso em: nov. 2013.
Figura 28: Análise elementos definidores de espaço - Corte lateral - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 29: Análise elementos definidores de espaço - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: < http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 30: Análise aberturas em elementos definidores de espaço - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: SANTIN, Williana. Disponível em: < http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.

Figura 31: Análise aberturas em elementos definidores de espaço - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer . Manipulação: SANTIN, Williana. Disponível em: < http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 32: Análise relações espaciais - Planta baixa platéia - Auditório do Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 33: Análise circulação - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: < http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 34: Análise circulação – Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: < http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 35: Análise princípios de ordem - Planta baixa subsolo - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: SANTIN, Williana. Disponível em : <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 36: Análise princípios de ordem - Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: SANTIN, Williana. Disponível em : <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 37: Análise princípios de ordem – Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer . Manipulação: SANTIN, Williana. Disponível em:
Figura 38: Análise princípios de ordem – Auditorio Ibirapuera. Arquiteto:Oscar Niemeyer . Disponível em: <http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.


Figura 39: Análise segundo Pause & Clark da estrutura – Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 40: Análise segundo Pause & Clark da iluminação natural - Corte Lateral - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer . Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/ >Acesso em: Nov. 2013.
Figura 41: Análise segundo Pause & Clark da volumetria - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer ( ). Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: < http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 42: Análise segundo Pause & Clark da relação planta e corte – Corte lateral e planta baixa - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/
Figura 43: Análise segundo Pause & Clark da circulação e uso – Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 44: Análise segundo Pause & Clark da unidade e conjunto – Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 45: Análise segundo Pause & Clark do repetitivo e singular – Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 46: Análise segundo Pause & Clark da simetria e equilíbrio – Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.

Referências
- Lista de figuras
Figura 47: Análise segundo Pause & Clark da geometria – Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 48: Análise segundo Pause & Clark da adição e subtração – Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013
Figura 49: Análise segundo Pause & Clark da hierarquia – Planta baixa platéia - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Manipulação: MUNARO, Cristian. Disponível em: <http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera/sets/72157627196522946/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 50: Análise segundo Pause & Clark do partido – Cróqui - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005> Acesso em: Nov. 2013
Figura 51: Análise segundo Pause & Clark do partido - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://www.auditorioibirapuera.com.br/predio/> Acesso em: Nov. 2013.
Figura 51: Análise segundo Pause & Clark do partido - Auditório Ibirapuera. Arquiteto: Oscar Niemeyer. Disponível em: <http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/> Acesso em: Nov. 2013.

Maquete Fisíca da Volumetria
Maquete Fisíca da Volumetria
Maquete Fisíca da Volumetria
Maquete Fisíca da Volumetria
Maquete Eletrônica da Volumetria
Maquete Eletrônica da Volumetria
Maquete Eletrônica da Volumetria
Maquete Eletrônica da Volumetria
Maquete Eletrônica da Volumetria
Maquete Eletrônica da Volumetria
Maquete Eletrônica da Volumetria
Térreo
O Auditório do Ibirapuera possui formato de trapézio sendo assim reto e preciso. Como é uma forma pura, é simples e "sofisticado" ao mesmo tempo. A quebra dessa simplicidade acontece na fachada pela marquise vermelha, de autoria do próprio arquiteto dando certo movimento à edificação.
Fig.52
Fig. 53
Fig.54
Fig. 55
Fig. 56
Fig. 57
Fig. 58
Fig. 59
Fig. 60
Fig. 61
Fig. 62
Fig. 63
Fig. 64
Fig. 65
Fig. 66
Fig. 67
Fig. 68
Fig. 69
Fig. 70
Fig. 71

Figura 52: Acervo pessoal
Figura 53: Acervo pessoal
Figura 54: Acervo pessoal
Figura 55: Acervo pessoal
Figura 56: Acervo pessoal
Figura 57: Acervo pessoal
Figura 58: Acervo pessoal
Figura 59: Acervo pessoal
Figura 60: Acervo pessoal
Figura 61: Acervo pessoal
Figura 62: Acervo pessoal
Figura 63: Acervo pessoal
Figura 64: Acervo pessoal
Figura 65: Acervo pessoal
Figura 66: Acervo pessoal
Figura 67: Acervo pessoal
Figura 68: Acervo pessoal
Figura 69: Acervo pessoal
Figura 70: Acervo pessoal
Figura 71: Acervo pessoal
http://wikiarq.com/projetos/1209/auditorio-ibirapuera/

http://www.docomomo.org.br/seminario%208%20pdfs/090.pdf

http://www.gw3mn.com.br/site/index.php/revista-em-foco-n-27/217-centenario-de-oscar-niemeyer

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/11.121/3439

http://www.flickr.com/photos/auditoriobirapuera

http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005

http://www.arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/oscar-niemeyer-auditorio-sao-14-12-2005
Full transcript