Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ensino e Cultura x Desenvolvimento Urbano

No description
by

Aila Felix

on 15 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ensino e Cultura x Desenvolvimento Urbano

Ensino e Cultura x Desenvolvimento Urbano
design by Dóri Sirály for Prezi
Conceitos
Cultura
Popular
Erudita
"Um país mais desenvolvido é um país com maior número de pessoas no ensino superior."
Edward Glaeser, economista
Países e Cidades exitosas
Finlândia - referência em ensino
Edward Glaeser
Entrevista
Ensino
Formal
Informal
Não-formal
CULTURA BRASILEIRA
Situação em Salvador
Fonte: http://ba.transparencia.gov.br/Salvador/receitas/por-area/areas?exercicio=2013
Pontos culturais
Instituições de ensino
- Má espacialização das instituicões de ensino e pontos culturais, gerando dificuldade de acesso para a periferia.
- Baixo investimento em cultura
50 melhores cidades do Brasil
Lições:
valorização do professor
educação igual, gratuita e obrigatória para todos
menos tecnologia, mais ensino
com 7 anos os alunos já se auto-avaliam
quantidade de horas de ensino não importa
Os alunos são incentivados a falar mais que os professores nas salas de aula
IDHM - Índice de Desenvolvimento Humano Municipal não mede exatamente qualidade de vida. Embora, claro, municípios com elevados índices de educação, longeva expectativa de vida e renda alta tendam a ser bons lugares para se viver.
Entre as capitais, venceu Florianópolis (SC), seguida de Vitória (ES). O levantamento é feito pela ONU a cada 10 anos, com base nos dados do Censo, do IBGE.
Há um fato curioso nessa lista. Todas as cidades estão nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.
Florianópolis - SC
Vitória - ES
Equipamentos de cultura e lazer.
Fonte: http://www.salvador.ba.gov.br/Paginas/Cortina_Salvador_Numeros
"Só as grandes cidades propiciam a formação de uma força de trabalho mais instruída e produtiva."
Evolução humana
Grandes cidades
A presidente da República, Dilma Rousseff, sancionou o projeto de lei que cria o vale-cultura. A nova lei concede R$ 50 por mês a trabalhadores contratados em regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) que recebem até cinco salários mínimos (R$ 3,39 mil, considerando salário a partir de 2013). Foram gastos no total R$ 18 bilhões de reais para a população de baixa renda gastar em cinema, livros e outros produtos culturais.
- Artesanato;
- Cinema;
- Cursos de artes, audiovisual, circo, dança, fotografia, música, teatro, literatura;
- Disco e DVD;
- Escultura;
- Espetáculos de circo, dança, teatro, musical;
- Equipamentos de artes visuais;
- Instrumentos musicais;
- Exposições de arte;
- Festas populares;
- Fotografias, quadros, gravuras;
- Livros;
- Partituras;
- Jornais e revistas.
Curiosidades
VALE CULTURA
“Realmente tem uma defasagem. Mas nós fizemos bem o cálculo. Se fossemos ampliar, sairia bem mais caro. Vai ser R$ 50 por mês e vai ser cumulativo, dá para você pegar um bom cineminha e até teatro”.
Marta Suplicy, Ministra da Cultura
Levando em consideração que o IDH é feito baseando se no acesso ao conhecimento, percebemos que esse fator esta diretamente relacionado ao interesse e acesso a cultura de seu país, quanto maior o IDH de um país maior o acesso da população a cultura (música, literatura, folclore, teatro, cinema etc.).
a Finlândia gasta 6.5% de seu PIB no setor educativo, já o Brasil 5,65%
Nível de Ensino x Desenvolvimento Urbano
para o Brasil conseguir chegar à qualidade de ensino dos países mais ricos, teria que gastar 20% de seu PIB, conforme OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico)
“...as aglomerações criam as condições para a sociedade evoluir e que é nelas (nas cidades), e não no campo, que está a chave para a prosperidade!”
Aila Felix
Bruno Rehem
Kirnna Schaun
Juliana Souza
Mariana Castro
Componentes:

FINLÂNDIA
- 1º lugar em educação no ranking mundial

- Todas as crianças têm direito ao ensino 100% gratuito e obrigatório desde o filho do empresário ao filho da camareira

- Se incentiva a colaboração e não a competição

- Escolas não têm muros nem grades e são rodeados por bosques e lagos

- Professores são reconhecidos e ganham cerca de US$ 4.200/mês

- Alunos são incentivados a falar mais do que os professores

- Os alunos GOSTAM de estudar
BRASIL
- 88º no ranking mundial

- Ensino público atual de péssima qualidade

- Sem incentivo até mesmo à frequencia do aluno à escola

- Infraestrutura precária e/ou não existente

- Professores mal remunerados e até desrespeitados em sala de aula

- Má gestão da parte do poder público
88º
PISA

Programme for International Student Assessment

2. Coreia do Sul
3. Hong Kong
4. Japão
5. Cingapura
6. Grã-Bretanha
7. Holanda
8. Nova Zelândia
9. Suíça
10. Canadá
11. Irlanda
12. Dinamarca
13. Austrália
14. Polônia
15. Alemanha
16. Bélgica
17. Estados Unidos
18. Hungria
19. Eslováquia


20. Rússia
21. Suécia
22. República Tcheca
23. Áustria
24. Itália
25. França
26. Noruega
27. Portugal
28. Espanha
29. Israel
30. Bulgária
31. Grécia
32. Romênia
33. Chile
34. Turquia
35. Argentina
36. Colômbia
37. Tailândia
38. México


40. Indonésia
39. Brasil
2012
1. Finlândia
ESCOLA PÚBLICA - FAUCULDADE PARTICULAR
ESCOLA PARTICULAR - FACULDADE PÚBLICA
INVERSÃO DE PAPÉIS
OU
?
A cultura brasileira é resultado da fusão de 3 povos: Indígenas, Portugueses e Europeus.
MESCLA 3 POVOS
POVOS INDÍGENAS
COLONIZADORES PORTUGUESES
IMIGRANTES EUROPEUS E AFRICANOS
MÚSICA
IDIOMA
MEDICINA
DANÇA
GASTRONOMIA
RELIGIÃO
(CATÓLICA)
LÍNGUA
(PORTUGUESA)
ESTILOS
ARQUITETÔNICOS
(COLONIAL)
RELIGIÃO
DANÇA
MÚSICA
Entrevistamos João Figuer, diretor teatral, formado pela UFBA em “Artes Cênicas” e especialista em Educação para o Nível Superior pela FAMETTIG.
Professor:
Armando Branco
Disciplina:
Planejamento Urbano e Regional I
UNIFACS 2013.2
Full transcript