Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Os 4 P’S de Marketing para fotógrafos MARKETING PARA FOTÓGRA

No description
by

Junior Barragan

on 19 October 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os 4 P’S de Marketing para fotógrafos MARKETING PARA FOTÓGRA

Qual tipo de serviços e produtos você pretende oferecer?
Portfólio
Portfólio é a alma do seu negócio.
Marketing para fotógrafos
Os 4 P’S de Marketing para fotógrafos
São eles Produto, Preço, Praça e Promoção.
Produto


Primeiro é cobrar mais barato pelo serviço.

O outro é investir em portfólio, fazendo dois serviços sem cobrar nada. Desta forma você poderá escolher quem serão os seus modelos para o portfólio.

E o terceiro é trabalhando como auxiliar de outros fotógrafos negociando assim a utilização das imagens para o seu portfólio (nem todos os fotógrafos cedem as imagens).
Preço
Para começar a pensar em quanto cobrar pelo seu serviço de fotografia, você deve conhecer os quatros pilares básicos de preços para fotógrafos:
Por onde eu começo ?
Custos dos Produtos/Serviços
É absolutamente importante mensurar quais são os custos envolvidos na sua fotografia.

Custos fixos como energia, aluguéis, água e etc.

E os variáveis como pagamento a fornecedores, transporte, custos com locações. Os custos não podem ser utilizados em fotografia para guiar os preços.
Quanto você se paga
Você deve definir qual é o seu salário. Quanto que você quer receber para dedicar-se varias horas por dia com o seu negócio.

Essa é a melhor maneira de gerir as suas finanças.
O tempo que você gasta com o produto
Para todo fotógrafo o clichê “Tempo é dinheiro” é muito importante. Você já parou para calcular quanto tempo gasta para entregar cada serviço de fotografia?

Imagine se a cada 30 dias você conseguisse fotografar e entregar apenas 1 serviço. Quanto você cobraria? E se conseguisse fotografar e entregar 30 serviços? Percebeu o quanto o seu tempo é valioso?
Praça
Qual a região geográfica de atuação?
Você deverá escolher a sua região geográfica de atuação.

Pode ser um conjunto de bairros (no caso de grandes cidades), uma cidade inteira ou conjunto de cidades, todo o estado ou até mesmo todo Brasil.
Site
Com o mundo conectado ficou muito mais fácil quebrar as barreiras geográficas. É muito comum encontrarmos excelentes fotógrafos de cidades do interior que realizam trabalhos pelo Brasil e em alguns lugares do mundo.

Então ter um site com design clean, competitivo é muito importante.

Nele você vai expor o seu portfólio virtual, seus contatos, blog e redes sociais. Não conheço negócio de fotografia bem sucedido sem um site.
Qual é o seu público alvo?
Essa é uma definição muito importante que refletirá em todos os outros P’s.

Para escolher o público alvo você deve levar em consideração a região onde você quer atuar, a classe social dos seus clientes, faixa etária, nível de renda, nível de escolaridade e estilo de vida.

Conhecer o seu cliente ideal é vital para o sucesso do seu negócio.
Promoção
Como promover?
Depois que você criou o seu site. O próximo passo é ter uma conta no Facebook.

Aqui é importante que seja uma fanpage com um visual em linha com o seu site.

Cuidado, não misture o seu perfil pessoal com o profissional. Por falar em Facebook, as redes sociais são muito importantes neste início.
Divulgação de baixo custo
Existem formas de baixo custo para promover o seu negócio. Uma delas é Promover a fanpage do Facebook.

Com um orçamento a partir de 1 real, você consegue atingir o seu público alvo.

A ferramenta é bem simples e fácil de usar. Um dos grandes atrativos é que você consegue segmentar a sua campanha de acordo com os seus interesses.
Parcerias
Outra maneira de promoção é explorar parcerias com negócios que possuem o mesmo público alvo e podem influenciar na escolha do cliente como cerimonialistas, casas de festas e buffets.
Conclusão
Conforme vimos, de nada adianta ter um equipamento top e técnica apurada se você não souber o básico de marketing.
Vimos juntos como é importante fazer uma pesquisa com os concorrentes para definir a melhor estratégia de PREÇO para o seu negócio.
Ter um site competitivo e definir o seu público alvo compõem as principais características de sucesso na definição da PRAÇA.
E por último, PROMOÇÃO, para promover o seu negócio você não precisa de muito investimento, você pode recorrer ao Facebook ou até mesmo fazer parcerias com empresas que têm o mesmo público alvo que o seu.
Marketing Pessoal
Marketing para fotógrafos
Cotação de Preços com Concorrentes
Pensando em se tornar mais competitivo, as empresas podem utilizar a Cotações de Preços com Concorrentes para realizar análise dos valores praticados pelas empresas adversárias, efetuando assim possíveis ajustes nos preços afim de aumentar vendas e/ou ganhar mais espaço de atuação no mercado com políticas diferenciadas.
Benefícios da análise de preço
Análise dos custos dos Produtos/Serviços
Descobrir preços praticados pelos concorrentes comparando aos praticados pela empresa, e com base dessas informações executar ações que possam combater valores inferiores ou ainda realizar ações que demonstrem o valor agregado aos seus produtos, podendo vendê-los com preços maiores e qualidade superior.
Maximização do Tempo de trabalho
Aumento da competitividade entre as empresas.
Aumento das vendas.
Muitas vezes, propaganda é confundida com marketing.

Há um provérbio popular que diz:
“A propaganda é a alma do negócio”
, e, realmente, ele tem toda a razão, pois se não divulgarmos o produto aos clientes, eles não saberão da sua existência e não poderão adquiri-lo.

Podemos considerar como sendo cinco as principais ferramentas da promoção. São elas: propaganda, promoção de vendas, relações públicas e publicidade, força de vendas e marketing direto.
Propaganda
A propaganda se torna importante porque informa os clientes sobre os produtos e ativa a necessidade de comprá-los.

Vale ressaltar que a propaganda influencia na escolha do consumidor. A propaganda, além de transmitir informações sobre os produtos, oferece informações sobre a empresa.

É importante, também, pois ajuda o consumidor a criar ou aumentar a percepção dos atributos dos produtos e dos pontos fortes da empresa.

Promoção de Vendas
As ferramentas de promoção de vendas são: cupons, concursos, prêmios, entre outras.

Possuem três características distintas: de comunicação, que visa atrair a atenção dos consumidores; de incentivo, que visa estimular o consumo; e de convite, que objetiva convidar para uma transação imediata.
Relações Públicas
Trata-se do desenvolvimento de apelos, junto ao consumidor, utilizando histórias da empresa ou da criação de produtos/serviços reconhecidos no mercado.

Pode, até mesmo, valer-se de institutos sociais e obras de caridade de que a empresa participa.
Publicidade
É toda comunicação que não é paga pela veiculação. Por exemplo, quando um artigo sobre um produto é publicado em um jornal ou revista, as características do produto são comunicadas ao público sem ônus para a empresa.
Marketing Direto
A identificação do potencial de retorno do marketing direto é fácil de ser percebida. Basta imaginar a quantidade de ações de marketing em massa que se recebe diariamente sem participar do público-alvo a que elas se destinavam.

Este é um dos principais motivos pelo qual o marketing direto vem obtendo sucesso e crescimento no Brasil e no mundo, nos últimos tempos.

Ele identifica quem a empresa deve atingir e direciona sua estratégia de marketing até essas pessoas, que são seu
target
. São algumas ferramentas do marketing direto:

Principal representante do marketing direto é uma forma de comunicação direta, dirigida a quem pretendemos informar sobre um produto ou serviço.

Quanto mais personalizada a mensagem, maior será o impacto do destinatário ao recebê-la.
Marketing Direto
Mala direta
Marketing Direto
Telemarketing
Trata-se da utilização do telefone como ferramenta de marketing. Ele pode ser utilizado como forma de vender, comunicar, pesquisar ou prospectar clientes.
Marketing Direto
Catálogo
Ao mesmo tempo em que comunica a existência e os atributos de um produto, o catálogo é também uma forma de distribuição direta.
Marketing Direto
Cuponagem
Estratégia em que consiste em distribuir a pessoas específicas promoções especiais de compra de alguns produtos em determinados pontos de venda.
Marketing Direto
Internet
Utilização da rede mundial de computadores para comunicação e interligação virtual entre fornecedores e consumidores.
O produto deve, obrigatoriamente, ser aquele desejado pelo cliente, estar dentro das suas expectativas e satisfazer suas necessidades.
Quando se criam produtos, cinco níveis devem ser observados. São eles:
Benefício-núcleo
: é um benefício fundamental que o consumidor está comprando.
Produto básico
: é aquele que o consumidor compra. Aqui são definidos os benefícios básicos dos produtos.
Produto real ou esperado:
apresenta cinco particularidades: nível de qualidade, características, design, marca e embalagem. É um conjunto de atribuições que os consumidores geralmente esperam.

Produto ampliado:
oferecem-se serviços e benefícios adicionais
Das quatro variáveis do marketing mix, podemos considerar o produto como sendo a mais crítica no processo decisório.

Produtos são o conjunto de atributos, funções e benefícios que os clientes compram. Primeiramente, eles podem consistir de atributos tangíveis (físicos) ou intangíveis, como aqueles associados aos serviços.
Para um fotógrafo que está começando do zero, existem alguns caminhos.
Preço é o volume de dinheiro cobrado por um produto e/ou serviço. Preço é a quantidade de dinheiro, bens ou serviços que deve ser dada para se adquirir a propriedade ou uso de um produto.

O consumidor ao comprar um produto paga o preço e recebe os benefícios dele. O preço é apenas uma parte do custo total que os clientes pagam numa troca, que também inclui várias outras variáveis.

O preço é o único componente do mix de marketing que gera receita e é um dos principais elementos na determinação da participação de mercado de uma empresa e de sua rentabilidade.
A determinação do preço de um produto ou serviço nem sempre é uma tarefa simples.

É preciso considerar que, quando bem posicionado, o preço de um produto ou serviço é fator primordial ao sucesso do plano de marketing.
O cliente procurará um preço justo, que não deve ser nem muito elevado, de modo que o cliente ache que não vale a pena comprá-lo, nem tão baixo que o leve a pensar que há algo de errado com o produto/serviço.
Você é o sua melhor MARCA
O todo vale mais que a soma das partes
O impacto na vida social e profissional
Sua marca
Preparado para os desafios
Estar preparado para as oportunidades
A criação de relações
Estabelecendo a ética
A conquista dos sonhos “impossíveis”
Agregando valor
Marketing online: dicas para ser visto
Redes sociais
Quem quer ser visto precisa ter redes sociais. Facebook, Twitter, Instagram e Flickr são ótimas escolhas.

E mesmo que você não se interesse por todas elas, cadastre-se e garanta seu nome de usuário. Se possível, escolha o mesmo nome de usuário para todas as contas; fica mais fácil para você e para as pessoas que te acompanham de outros lugares.
Organização
Publique seus trabalhos em todas as redes sociais, mas faça isso em momentos diferentes.

Lembre-se:
É melhor ser lembrado por uma fotografia incrível do que por dez retratos medianos.
Dias e Horários
As redes sociais tem horários de pico; por isso, é recomendável publicar seus trabalhos quando há mais pessoas online para gerar visibilidade.

O Facebook funciona melhor no meio da tarde e à noite nos dias de semana; e à noite no domingo.
Marcações
Marque (APENAS!) as pessoas que estão presentes nos seus trabalhos.

Se fizer um ensaio de moda, marque os modelos e dê os créditos aos responsáveis pelo cabelo, estilo e maquiagem.

Mais que parceiros para futuros trabalhos, esse profissionais tem clientes próprios e que podem gostar do seu portfólio.
Comportamento
Seja honesto com suas opiniões, recomendações e dicas. Pode estar certo de que as pessoas se lembrarão disso.

Seja grato às suas oportunidades e não sabote o próprio trabalho com um “poderia ter ficado melhor” na legenda. Mostre confiança no que você faz!
Liderança de mercado
Nem sempre o suficiente é ser o melhor no mercado, mas sim ser o primeiro.

O ideal, com certeza, é equilibrar qualidade e posicionamento.
Seja uma categoria dentro de seu segmento
Quando não se é o primeiro, a melhor opção é lançar uma categoria e não tentar competir com o líder, principalmente se ele for realmente muito forte, pois tudo que é novo pode instigar o desejo do consumidor.

Entenda a percepção que seu público alvo tem sobre o seu trabalho
Marketing não é uma batalha de produtos ou de serviços, é uma batalha de percepção.

Para obtermos sucesso, é preciso saber encaixar nosso trabalho com o que já está programado na mente do cliente, que pode ser influência de uma cultura, padrão social ou até mesmo das tendências de mercado.

Um portfólio bem estruturado é fundamental para isso.
Tenha um foco para suas estratégias e ações
Quando se tem o pensamento de querer conquistar tudo, não se consegue nada. A melhor atitude é atomizar, diminuir o campo de ação e se preocupar em ser o dono de uma palavra e um conceito na mente do cliente, deixando-o ciente de que sua marca é especialista no que representa.
Defina a sua marca e transforme-a em ícone de seu trabalho
Dicas para criar um logotipo
Não basta ser simpático ou apresentar o melhor trabalho. É preciso também ter uma identidade visual bonita e apresentável.

O logotipo, na fotografia, também é usado na hora de carimbar as fotos, se transformando em marca d’água.
Logo: desenho.
Tipo: letra.

p.s.: Logomarca é um termo que não existe no mundo do design.
Fuja do lógico
Fuja do lógico
Um logotipo não precisa, exatamente, mostrar o que você faz. Não é porque você é fotógrafo que sua logo precisa incluir o desenho de uma câmera.

Este reconhecimento está ligado em dois fundamentos básicos: Cor e forma.
Cor:
A combinação de cores deve ser primordial na hora da criação do logo. Deve ser levado em consideração o fato de que as cores transmitem sensações e, através disso, escolher a composição cromática que se adeque à finalidade exigida.

Forma:
Procure, no desenho da sua logo, usar formas fáceis de memorizar e desenhar. Esqueça desenhos complicados. Mantenha o design simples.
Seja clean
Originalidade
Inspiração
Gerenciamento Pessoal


Como Organizar Seu Tempo?
Dicas para gerenciar bem o tempo
Organize-se
Limpe sua mesa e faça uma lista das atividades que precisam ser cumpridas.

Inicie a lista com as mais importantes e urgentes.
Determine prazos
Estabeleça quanto tempo terá para realizar cada tarefa, deixando uma margem para imprevistos e possíveis interrupções.
Priorize
Fuja das distrações
Desviar a atenção por alguns instantes pode acabar fazendo diferença no fim do dia.

Para compensar o tempo perdido com as distrações você inevitavelmente pegará o tempo de outras atividades “emprestado”.
Reserve tempo para as atividades de rotina
Não deixe de incluir em seu planejamento diário alguns minutos para checar e-mails, atualizar relatórios e conversar com a equipe.
Peça ajuda
Pergunte a si mesmo se é a pessoa certa para realizar determinada tarefa e, se achar que não, admita e peça ajuda.
Os três mais conhecidos
Me Gusta - Fotografia Gourmet
Cadeira amarela
Como definir a sua marca?
A marca é um conjunto de elementos que deve identificar os bens ou serviços de um fornecedor e diferencia-lo da concorrência.

Ela não se prende ao seu logotipo e sim a essência que está por de traz desse logotipo, é sua promessa para os seus consumidores.

Ela propaga o que os seus clientes podem esperar dos seus produtos ou serviços.
Para definir a sua marca você deve responder as seguintes questões:
Quem é você? Quem é a sua empresa?
Qual é a missão da sua empresa?
Qual (is) é/são os seus valores?
Como você quer ser enxergado pelos seus clientes?
Quais qualidades você quer associar a sua empresa?
Qual a personalidade da sua empresa?
Com base nas suas respostas você deve começar a pensar na criação da sua marca.

Outros dois itens que têm muito importância para criar a sua marca é o
Branding
e a
identidade visual
.
O Branding é a gestão estratégica da marca, e a identidade visual é toda a parte visível, é aquilo que você vai apresentar para o mercado, através do seu logotipo.
Você tem duvidas na criação do seu logotipo? Confere mais essas dicas de como ela deve ser:

Simples: para ser fácil de memorizar.

Singular: porque deve ser único distinguível com os de seus concorrentes.

Flexível: para funcionar em todas as mídias.

Coerente: tem que ser o espelho da sua empresa.

Sua marca deve ser aplicada no seu site, blog, cartão de visita.
A lei do primeiro número
Nós humanos fazemos muitas associações em nossa cabeça. E desta forma quando recebemos informações sobre preços, é natural que a primeira lembrança seja fixada no primeiro número ou preço recebido.
Na prática isto pode ensinar duas coisas:

a) Se você utiliza pacotes de preços em ordem decrescente (do maior para o menor), o melhor é utilizar em ordem crescente, para que o cliente tenha em sua cabeça o menor número.

Dessa forma ao fazer comparações em uma tomada de preços, você tem maiores chances de ser visto como um fotógrafo acessível e não ser descartado logo no início do processo.
Note que, com o primeiro preço de R$ 1990, esse será o valor de comparação com a concorrência. E não o valor de R$5000. Notou a grande diferença.
b) Outro ensinamento da regra do primeiro número é utilizar o famoso “a partir de”.

Você pode divulgar seu orçamento de forma mais suave, para clientes que entram em contato e perguntam diretamente pelo preço, utilizando o a partir de R$1990.

Dessa maneira você não é visto como um fotógrafo caro e excluído pelo preço.
A melhor opção é a padrão ou a mais escolhida
O simples fato de adicionar uma faixa no pacote B indicando como mais vendido, deixa o cliente mais seguro na hora da escolha.

Além disso, o cliente não é um expert na hora de escolher pelo melhor pacote que inclui inúmeras opções.

ATENÇÃO: Somente utilize essa opção se você REALMENTE deseja que esse pacote seja o mais vendido.
Se outras pessoas compram eu me sinto seguro para comprar
Nesta regra vou mostrar a importância de depoimentos em locais corretos para conduzir o seu cliente para uma tomada de decisão.
Alguns fotógrafos já utilizam os depoimentos. Se você pesquisar por sites de fotógrafos, verá que a maioria esmagadora utiliza os depoimentos apenas na página de depoimentos.

Está correto? Sim!

Mas não é o suficiente.

Porque não é a página de depoimentos é uma das menos visitadas
Os depoimentos devem ser inseridos na sua proposta de orçamento e também em e-mails de follow-up enviados posteriormente ao envio de orçamento ou reunião.

Esses depoimentos são chamados de provas sociais.
Clientes adoram coisas que experimentaram antes
Para reduzir o risco na hora da escolha, assim como as provas sociais, mentalmente procuramos por referências internas.

Já reparou que ao ouvir uma música nova no rádio você não liga muito. Porém, conforme essa canção vai se repetindo e você passa a ouvi-la com frequência você se familiariza com a sua musicalidade e letra e passa a gostar dela?
Esse é o efeito da frequência na nossa cabeça.

Trazendo para o mundo da fotografia você deve mostrar com frequência os seus produtos, álbuns e tipos de sessões de fotografia para que o cliente se familiarize e facilite a compra.

Portanto, não basta “mostrar o que você quer vender”, mas sim mostrar no Site, Fanpage e proposta cada vez mais e mais.
Escolha pelo menor Risco
Já percebeu que alguns clientes procuram você e dizem que estão a procura apenas de u registro. Algo simples.

Se você já conhece algo que realmente deu resultado, dificilmente irá preferir outra opção. Porém se você não conhece, provavelmente sua escolha será pela aquela de menor risco.
Em linhas gerais, clientes procuram pelo menor preço não porque podem pagar menos. E sim porque não querem se expor a riscos maiores.

Então a última coisa que você deve fazer é baixar os seus preços. Os clientes muitas vezes escolhem o menor preço simplesmente para reduzir o risco em relação ao seu investimento.

Nesse caso você deve educa-lo para a compra, isto é, abastecê-lo de informações que farão ele se sentir extremamente confortável para avançar e escolher por você ou até mesmo escolher por pacotes de valores mais altos.
Como montar pacote de fotografia
Devo entregar as fotos sem edição em alta?
Na minha opinião NÃO. A foto em alta sem edição vira uma commodity e não agrega valor a sua marca. Imagine o seguinte, quatro laranjas custam R$ 0,75 e produzem 1 litro de suco.

Uma caixa de suco Del Valle Mais, já processado, custa R$4,00. É a transformação da commodity em produto com valor agregado. Quem você quer ser? O agricultor de Laranja ou a Del Valle Mais ?
Tenho contatos com clientes, mas depois de ver o orçamento, eles não voltam mais, meu preço está abaixo do fotógrafo mais experiente da cidade, e acima da maioria dos fotógrafos daqui. Estou cobrando muito?
Na verdade não acho que você está cobrando muito. Tenho certeza que deve estar esquecendo-se de entregar algo em troca .

É a relação CUSTO X BENEFÍCIO.
Como devo oferecer o pacote de fotografia?
Em relação ao pacote de fotografia não tenha mais do que três opções.

Quanto mais opções mais difícil é a escolha. Não indico utilizar mais do que dois fornecedores.

Digipix e é uma excelente fornecedora. Além disso é essencial você ter uma diagramação moderna e linda.
Em relação a preços, você pode diferenciar o seu pacote através de uma estratégia de preços adequada aos tamanhos e variedades.

Eu particularmente gosto de utilizar um pacote isca, que é um pacote similar aos demais, porém com um álbum pequeno.

Nesse caso, nos orçamentos utilizo, pacote a partir de R$xxxx.
Concorrência na fotografia: Como se dar bem
Assim como em muitos mercados existentes a Concorrência na fotografia é cada dia mais forte.

Desde que não prejudique o mercado, toda concorrência é bem vinda e no final quem ganha é o cliente.
Especialização
Fotógrafo x “Apertador de Botão”
Gostar do que faz
Diferencial
Concorrentes e amigos
Como fotógrafos podem conseguir clientes com o Facebook.
Galeria de fotos
Fanpages também podem ter álbuns de fotos, crie a sua! Divida os álbuns por tema, exponha seus melhores trabalhos e mantenha-os atualizados para não dar a falsa impressão que você abandonou a página.
Grupos
O Facebook tem inúmeros grupos criados para tratar dos mais diversos assuntos. Não será difícil encontrar grupos na área de Fotografia.

Você não precisa necessariamente participar de todos os grupos que encontrar, mas participe de alguns sim, a troca de experiência e os relatos de outros fotógrafos podem contribuir e muito na sua carreira.
Postagens frequentes
Ser lembrado por seus clientes é algo importante. No Facebook isso quer dizer: Postagens frequentes.

Mas, veja bem, com “frequentes” estamos dizendo que você deve estar presente na timeline de seus seguidores, mas não causar um verdadeiro tsunami de informações em um momento, e deixar a fanpage abandonada depois.
Postagens promovidas
É uma ferramenta que você deve realmente considerar e investir. Faça um teste com valores mais baixos e veja se irá repercutir de forma satisfatória.
Sorteios
Ah boa e velha gentileza!
Por Barragan
Full transcript