Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Expressão transgênera na moda atual

Trabalho de conclusão de curso de design de moda com ênfase em moda
by

Thiago Bueno de Camargo

on 12 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Expressão transgênera na moda atual

Expressão transgênera na moda atual 1. OBJETIVOS 2. METODOLOGIA DE PESQUISA Objetivo Geral

•Projetar um look unissex para um público que deseja uma expressão de gênero não-normativa, explorando e problematizando as relações entre moda, identidade, gênero e expressão transgênera.
Específicos


•Definir o conceito de identidade presente na sociedade e sua ligação com a moda.
•Investigar as relações entre moda e o gênero, especificando de que maneira as roupas refletem o gênero.
•Histórico das expressões transgênero na moda do século vinte até o atual.
•Projetar um look conforme metodologia estabelecida neste trabalho. A fundamentação teórica foi desenvolvida da seguinte maneira: primeiramente separou-se o tema em subcapítuos: identidade(s) e moda, identidade(s) e gênero; e uma cronologia da expressão transgênera na moda.

O capítulo de identidade(s) e moda utilizou Stuart Hall (2006), Michel Maffesoli (1996), Diana Crane (2006) e Gilles Lipovetsky (1989). 3. METODOLOGIA PROJETUAL Utilizou-se a metodologia projetual de Gui Bonsiepe (1984) articulada à metodologia de planejamento de coleção de Doris Treptow (2005). 4. PROBLEMATIZAÇÃO O quê?

O presente projeto visa a criação de um look unissex com base no fênomeno transgênero.

Porquê?

Explorar um movimento de descentralização de gênero e contribuir para maiores opções para pessoas cujas expressões de gênero seja trans.

Como?

Observando a maneira com que foi explorada a expressão estética andrógina e criando uma roupa unissex que não salientasse partes corporais diferenciadoras de gênero.

Para quem?

Pessoas de todos os sexos e gêneros que por quaisquer razões desejam uma expressão de gênero além do masculino e feminino. 5. ANÁLISES Análise Sincrônica No capítulo sobre moda e gênero, continuamos a utilizar Stuart Hall (2006), Maffesoli (1996) e Crane (2006). Introduziu-se Judith Butler (2010), Kate Bornstein (1995), Susan Okin (2008), Gilda de Mello e Souza (1987) e Pierre Bourdieu (2010). Citou-se também Edmonde Charles-Roux (2007) e Simone de Beauvoir (2003).

Para o capítulo de cronologia das expressões transgêneras na moda: François Baudot (2008), Didier Grumbach (2009), Dominique Veillon (2004), além de continuarmos com Edmonde Charles-Roux (2007). As análises são ferramentas para reunir informações para o estabelecimento de pré-requisitos e realização do projeto, no caso específico deste trabalho um look. Estabelecidas por Gui Bonsiepe (1984, p. 38), elas se subdividem em: Rick Owens

- Cores neutras
- Couro, pele, musselina
- Drapeados, moulage
- Sobreposições, contraponto entre peças largas e justas
- Botas de salçto unissex, jaquetas de couro Análise Sincrônica Ann Demeulemeester

- Cores neutras (branco, preto e cinza)
- Couro
- Alfaitaria desconstruída
- Camisas, Coletes, Blazers
- Botas e Sandálias Análise Sincrônica Yohji Yamamoto

- Cores neutras
- Preferência por preto
- Silhuetas largas, drapeados, texturas
- Alfaitaria desconstruída Análise Sincrônica Comme des garçons

- Cores variadas (neutras e vibrantes)
- Silhueta extremamente larga
- Desconstrução
- Estética inacabada Análise Diacrônica Análise estrutural/uso/funcional Análise estrutural/uso/funcional Análise estrutural/uso/funcional 6.DEFINIÇÃO DO PROBLEMA O projeto deste trabalho é o de projetar um lookunissex que possa ser vestido sem pré-requisitos biológicos corporais, utilizando uma estética adrógina em todos os seus aspectos.




Lista de requisitos

- Silhueta andrógina.
- Modelagem indiferente a presença ou ausência de seios, genitais, ombros ou quadris muito largos e/ou presença de texturas
- Cores neutras
- Conforto Público-Alvo Painéis Referenciais Os painéis referenciais servem como base para a parte criativa do projeto segundo a metodologia. Ele são compostos de imagens, desenhos ou colagens reunidas sob uma temática específico. Tendência Inspiração 7. GERAÇÃO DE ALTERNATIVAS Como coloca Gui Bonsiepe (1984, p.43) a função da geração de alternativas é gerar ideias para a solução do problema de projeto



Segundo Doris Treptow (2007, p.140) os esboços e desenhos são o começo da coleção ou criação propriamente dita. Desenhos e esboços 8. PRODUTO FINAL Desenho técnico Desenho técnico 9. ELABORAÇÃO 10. VERIFICAÇÃO Utilizou-se um grupo para verificação: Gabriela Vargas, Maílson Fantinel, João Gabriel de Queiroz e Chana de Moura.
Observou-se que as roupas não mascarava todas as formas femininas, mas as atenuava devido a cor e configuração. As formas masculinas não era realçadas pela roupa. A conclusão do grupo foi de que a roupa homogenizou os corpos em termos de silhueta, tornando o gênero menos definido embora não apagasse completamente a presença de seios não-pequenos. Editorial 11. CONCLUSÃO - União da teoria e da prática, paralelo com antropologia e moda

- Moda como a maneira que a pessoa se põe no mundo

- Roupas como criadoras de corpos

- Existência da desconstrução da classe e começo da desconstrução do gênero 12. REFERÊNCIAS
BONSIEPE, Gui. Metodologia experimental: desenho industrial. Brasília: CNPq/Coordenação Editorial, 1984.

TREPTOW, Doris. Inventando moda: planejamento de coleção. Brusque: editora do autor, 2005. Obrigado pelo seu tempo!
Full transcript