Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Indícios de apropriação dos nexos conceituais da álgebra sim

No description
by

Daniela Oliveira

on 14 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Indícios de apropriação dos nexos conceituais da álgebra sim




Indícios de apropriação dos nexos conceituais da álgebra simbólica por estudantes do Clube de Matemática



Daniela Cristina de Oliveira

Orientador: Wellington Lima Cedro


A ESCOLA: ESPAÇO DE TRANSFORMAÇÕES DOS SUJEITOS

[...] sendo espaço do fazer [a escola] é nele que se deverá colocar como sujeito [o professor] de seu conhecimento e produtor de situações de ensino que levem a uma melhor aprendizagem. Isso implica em tomar consciência de que no ensino existe a busca constante de condições ótimas de aprendizagem tal como acontece em qualquer atividade humana. (MOURA, 2000, p. 17-18).







PROFESSOR ATIVIDADE DE ENSINO




ESTUDANTE ATIVIDADE DE APREDIZAGEM


Insatisfação com o modelo de ensino e aprendizagem vigente



Busca por uma organização de ensino que possibilite ao estudante vivenciar a Matemática de uma forma que o envolva ao estudo
EDUCAÇÃO HUMANIZADORA



OBEDUC CLUBE DE MATEMÁTICA


Planejamento Espaço de aprendizagem
das SDA dos sujeitos



PESQUISA




OBJETIVO DA PESQUISA

Investigar os indícios presentes nas manifestações orais e escritas dos estudantes, durante o Clube de Matemática, que demonstram a apropriação dos nexos conceituais algébricos.

PERGUNTA DA PESQUISA

Quais os indícios presentes nas manifestações escritas e orais dos estudantes participantes do Clube de Matemática que demonstram apropriação dos nexos conceituais da álgebra simbólica?
CONTEXTO DA PESQUISA

Escola Municipal de Goiânia;
1º Fase do ensino fundamental – 5º ano;
12 crianças;
Dois professores no Clube de Matemática – Aline e Fábio;
Pesquisadora no
locus
da investigação.
INSTRUMENTOS METODOLÓGICOS

Os dados foram obtidos através de:
Gravações audiovisuais:
Observação da pesquisadora no planejamento e no desenvolvimento do Clube de Matemática;
Diário de campo;
Folha de registro;
Roda de conversa;
Registro avaliativo.

RECURSOS PARA ORGANIZAÇÃO E CATEGORIZAÇÃO DOS DADOS:
software webQDA











Organização da análise

Método: experimento didático



Organização das unidades de análise







Unidades de análise
Flashes

Cenas

Episódios

PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM














As ações e reflexões coletivas no espaço de aprendizagem

A ludicidade como característica na organização das situações desencadeadoras de aprendizagem
Indícios de apropriação dos nexos conceituais da álgebra simbólica
UNIDADE 1: As ações e reflexões coletivas no espaço de aprendizagem












UNIDADE 2: A ludicidade como característica na organização das situações desencadeadoras de aprendizagem




















UNIDADE 3: Indícios de apropriação dos nexos conceituais da álgebra simbólica









A NECESSIDADE DO (RE) COMEÇO...






Obrigada!

“Tinha que organizar melhor"
(IGOR – CENA 2, FLASH 13)

“Não, não, não. Pra Camila ou pra a Lara. (José alterou a pessoa escolhida e lançou para a Camila)” (IGOR, CENA 2, FLASH 30).
“Tia (professora), já que não tem nenhum (meio de locomoção) de 45 (km)... tem algum de 40?” (IGOR, CENA 3, FLASH 1)
“Tem a moto e o paraquedas” (BRUNO, CENA 3, FLASH 2)
“A moto e o paraquedas... então bora” (IGOR, CENA 3, FLASH 3)
“A moto e o paraquedas... então bora” (IGOR, CENA 3, FLASH 3)
“[...] Coloca moto e duas vezes do mesmo, andar, coloca andar. (A Sara indica o local para o registro para a Ester e, em seguida, escreve a orientação da Solange no seu registro. A Ester olha a da Sara e copia)” (SOLANGE, CENA 1, FLASH 9)
Cena 1: Ações não direcionadas ao objeto de estudo na Trilha dos desafios
Cena 2: Sujeitos no movimento de apreensão do objeto de estudo na Trilha dos desafios
“Os estudantes se debruçaram sobre a mesa, perto do material pedagógico, e começam a formular estratégias juntos” (CENA 2, FLASH 3)
“(Todos os quatro olharam para o tabuleiro e ficaram pensando)” (CENA 2, FLASH 19)
“Tio (professor), o nado e o barco oh (colocaram as cartas com as figuras dos meios de locomoção sobre o tabuleiro)” (BRUNO, CENA 2, FLASH 7)
“Também podia usar o paraquedas e a bike (pensando somente na quilometragem)” (IGOR, CENA 2, 9)
“Vai andar em cima da água (risos)” (JOSÉ, CENA 2, 11)
“É, Igor” (ISAQUE, CENA 2, 13)
“Que a gente faz mais coisas. Que quando escreve (com palavras), escreve com mais letras e, com números, fica menos palavras” (IGOR, CENA 1, FLASH 32)
Perpassamos por um processo de compreensão da necessidade de representação de uma linguagem algébrica simbólica para o início de um processo de generalização
“Por que as palavras se misturaram” (ANA, CENA 1, FLASH 49)
“Porque com o símbolo fica mais fácil pra gente aprender.” (CAMILA, CENA 1, FLASH 56)
“Porque se não tivesse os símbolos, a gente ia fazer todas as contas de cabeça” (ISAQUE, CENA 1, FLASH 58)
UNIDADE 3:
Indícios de apropriação dos nexos conceituais da álgebra simbólica









“Chama Na Boca do Balão a brincadeira. Então, aí vai ser assim oh. Tá vendo que eu tô com umas fichas nas mãos. Cada ficha aqui tem... assim, oh. [...] Tem um balãozinho, tem um sinal de operação, números e sinal de igualdade. [...]” (PROF.ª ALINE, CENA 2, 2-4)
Aqui, oh. Balão mais seis igual a catorze. Escrevam aí, ficha, balão mais seis igual a catorze. Pode escrever ou pode desenhar o balão, tanto faz. (O José se levantou e estourou um balão) E aí, que número que foi, José? Nove. Aqui, oh, balão um, põe nove. Agora você verifica se é nove mesmo. Faz o cálculo aí pra ver se é (PROF.ª ALINE, CENA 2, 11)
Full transcript