Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Passo a passo de um projeto de instalações elétricas residen

No description
by

Mauro Marchesi

on 20 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Passo a passo de um projeto de instalações elétricas residen

Passo a passo de um projeto de instalações elétricas residenciais
1. Obter a planta com todas dimensões.
2. Montar o Quadro de Previsão de Cargas:
a) Identificar a dependência

b) Calcular a área em m2 (metros quadrados)

c) Calcular o perímetro em m (metros)

d) Colocar a potência de iluminação conforme a NBR 5410 (se necessário, fazer os ajustes conforme pedido do cliente, obedecendo ao mínimo da norma).
e) Atribuir a potência de TUG´s conforme NBR 5410 (se necessário, fazer os ajustes conforme pedido do cliente obedecendo o mínimo da norma).


f) Atribuir a potência necessária à TUE conforme NBR 5410 (se necessário, fazer os ajustes conforme pedido do cliente obedecendo o mínimo da norma).
g) Uma vez completado o Quadro de Previsão de Cargas, devemos conferir e ter certeza que não existirão mudanças no projeto. Só é possível continuar, com o quadro de cargas correto. Se tudo estiver correto, podemos passar ao preenchimento do quadro de divisão em circuitos.
h) Na Divisão em circuitos, devemos pré estabelecer um critério, para a capacidade máxima de corrente por circuito.
i) Iniciar a divisão pelo circuito de iluminação. Identificar o número do circuito, o tipo do circuito (Iluminação, TUG, etc...) e a tensão de trabalho.
j) Identificar os locais que serão ligados com este circuito e suas potências individuais.

k) Totalizar a potência do circuito.

l) Calcular a corrente de projeto
(Ib = Potência / tensão).

m)

Após o cálculo da corrente de projeto de todos os circuitos, devemos montar o diagrama unifilar obedecendo os circuitos definidos na tabela.
n) Utilizando o diagrama unifilar que você acabou de fazer, verificar o agrupamento por conduíte.

o) Consultar a tabela e verificar o fator de agrupamento

p) Calcular a corrente corrigida (Ic):

Ic = Ib / f

q) Com o valor de Ic, entrar na tabela de máxima capacidade de condução de corrente dos cabos e definir a seção (bitola) dos mesmos.
Obs: O valor de Ic é utilizado somente para definir a bitola do cabo pois, a corrente de funcionamento dos equipamentos não se altera. Uma vez realizado o dimensionamento dos cabos, o valor de Ic é desconsiderado.
r) Indicar o uso de disjuntores monopolares, bipolares ou tripolares.

s) Conhecendo-se os valores de Ib e da máxima capacidade de condução de corrente do cabo, podemos definir a proteção da seguinte forma:

Ib = corrente de projeto
Iz = máxima capacidade de condução de corrente do cabo (tabela)
In = corrente nominal do disjuntor
Obedecer ao critério: Ib ≤ In ≤ Iz
Obs: A corrente nominal do disjuntor (In) deve ser menor do que a máxima corrente do cabo e, maior que a corrente de projeto (Ib). Se não existir um disjuntor de valor comercial que satisfaça esta condição, deve-se aumentar a bitola do cabo para permitir que a proteção seja dimensionada corretamente.
Por exemplo:

Se a corrente de projeto Ib = 26 A e o cabo definido é de 4 mm2, a máxima capacidade de condução de corrente (Iz) deste cabo conforme tabela será: Iz = 28 A. Verifique que comercialmente não existe um disjuntor com valor nominal maior que 26 A e menor que 28 A. Nestas condições, podemos concluir que não é possível proteger adequadamente este cabo.

A solução será alterar o cabo para 6 mm2. Nesta nova condição, a máxima corrente Iz deste cabo conforme tabela será de 36 A e neste caso, temos disjuntores em condições de proteger o condutor (DTM 32A modelo DIN ou DTM de 35A modelo NEMA)
Full transcript