Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Ana Paula Santos Welter

on 12 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

Educação, Desenvolvimento e Tecnologia
Ana Paula dos Santos
2013/1 EDUCAÇÃO PARA MODIFICAR
Paradigmas de Desenvolvimento Conceitos e Paradigmas de Desenvolvimento Características das Sociedades Da Técnica para Tecnologia: Tecnologia Convencional (TC) e
Tecnologia Social (TS) Tecnologia Convencional (TC) um conjunto de conhecimentos científicos, de engenharia, gerenciais e/ou empíricos que contribuem para a criação, produção, distribuição e comercialização de bens e serviços.

A Tecnologia Convencional foi concebida para a empresa privada, Tecnologia Capitalista, poupa trabalho humano mais do que seria conveniente porque o lucro das empresas depende de uma constante redução da mão-de-obra incorporada ao produto, ou do tempo de trabalho socialmente necessário para produzir mercadorias.

Características:
*Ambientalmente insustentável;
*Escala de produção ótima é crescente;
*Segmentada;
*Sua cadência de produção é dada pelas máquinas;
*Inibidora da criatividade, a potencialidade do produtor direto;
*Dependência muito grande do pequeno produtor;
*Possui controles coercitivos que diminuem sua produtividade;
*É intensiva em insumos sintéticos produzidos por grandes empresas. Inquietação!
Você já pensou que todo o desenvolvimento é perpassado por um paradigma?

Reflexão!
Mas afinal, o que é e no que consiste um paradigma de desenvolvimento?

Cotidiano!
De que forma afeta sua vida
e das pessoas que vivem
e convivem no mundo? Atualmente somos bombardeados todos os dias pela mídia, e essa influência reflete no nosso dia-a-dia, muitas vezes induzindo-nos a fazer o que parece ser o certo. Mas e então, qual o papel da escola diante desse fato?

A escola tem o papel fundamental de preparar indivíduos que tenham condições de ocupar o seu lugar social, tendo inclusive seu direito ao trabalho, mas ela tem que ir além de uma formação que instrumentalize para o mercado de trabalho, deve ser capaz de capacitar cidadão integralmente, que sejam capazes de exercer as suas funções sociais, entendendo seus direitos e deveres.

Por conta disso os educadores tem um grande desafio: promover o gosto pelo saber mais, o desafio de formar pessoas com habilidades necessárias para transformar informações em conhecimento, aguçando a criatividade natural, inovando, trazendo novas maneiras de educar que vão além da memorização, repetição e cópia, o educador deve estimular a agir, sentir e pensar... O mundo esta em constante mudança e a escola não pode ficar alienada, ela deve mudar junto.

Vivemos, queiramos ou não, numa sociedade plural, e essa pluralidade se manifesta a cada dia, a escola que também é espaço de uma rede de relações pode fazer a diferença nesse aspecto pois é chão de muitas descobertas que reproduzem boas discussões, proporcionando a possibilidade de ampliar nosso campo de visão.

Percebo como é importante abordar assuntos relevantes, conhecimentos que contribuem para que o estudante possa se situar bem no seu ambiente imediato, possa ir além desse ambiente mediato, buscando novos horizontes, ampliando, portanto, suas experiências, e compreendendo melhor o mundo em que se situa. Para pensar: Estar no mundo implica, necessariamente, estar com o mundo e com os outros.
É dentro do contexto histórico social, cultural que se faz a comunicação e a intercomunicação, sendo que estas asseguram a compreensão do mundo...
É importante educar a curiosidade, e só se aguça e reforça a curiosidade, com uma educação que pergunta, essa é uma das formas de intervenção do homem para aperfeiçoar o mundo...
Devemos é os reciclar sempre, pensar no próximo e lutar para quebrar paradigmas.
Sabendo que paradigma é um padrão, um modelo, algo que repetimos, muitas vezes, sem questionar porquê, entendo que não é possível para o educando compreender a si mesmo e o planeta, apenas recebendo informações, já evoluímos, e atualmente estamos vivendo na era da tecnologia, informação, comunicação, somos imediatistas, ansiosos, exploramos outras habilidades, adaptamos o modo de aprender de viver. Mas e nossas escolas, também mudaram com o tempo, e acompanham essa evolução?
A educação está a serviço da transformação social, e por conta disso deve dialogar com as contradições provocadas pelas diferentes formas de ver o mundo, porém essa não é a realidade em muitas salas de aula. Veja mais em: http://prezi.com/qcahfvhol2p-/untitled-prezi/ Tecnologia Social (TS) concebida através de conceitos de inovação, são tecnologias, que buscam a inclusão social e melhoria na qualidade de vida. Trata-se do trabalho de pessoas que resolveram problemas inspiradas pela sabedoria popular e com o auxílio dos pesquisadores, com a inteção de superação da pobreza. Um conjunto de atividades que pode englobar desde pesquisa e o desenvolvimento tecnológico até a introdução de novos métodos de gestão e força de trabalho, que tem como objetivo a disponibilização por uma unidade produtiva de um novo bem ou serviço para a sociedade.

A Tecnologia Social sempre olha para técnicas e métodos que sejam mais sustentáveis, leva em conta economia de recursos naturais, tem o apelo de resolver problemas, sem essa necessidade de estar o tempo todo levando as pessoas ao consumo irresponsável, como acontece com a tecnologia convencional. Um dos objetivos, é facilitar para que pessoas possam ao longo de suas vidas terem uma outra visão a respeito da tecnologia, da importância da tecnologia para o desenvolvimento do País e mais especificamente de uma tecnologia que não seja proprietária, que seja de domínio público, das comunidades, de populações pobres, uma tecnologia a serviço de quem realmente precisa. Sem dúvida o desenvolvimento de ciência e tecnologia, reflete nos padrões sociais, políticos, econômicos e ecológicos, de uma sociedade, e diante disso, reconheço que a internet oferece uma série de recursos de comunicação extremamente importantes e interessantes para o desenvolvimento e vinculação de informações pertinentes a esse fim, através dela se tornam possíveis a comunicação e a aproximação das culturas, fronteiras e economias, se ampliado de um modo surpreendente. Por isso as ferramentas e os espaços digitais devem ser considerados como um elemento de contato e um facilitador da cooperação e professores, professoras precisam colocam a tecnologia social no seu plano de aula. Conforme pesquisa, a realidade é que certa da metade da população brasileira vive e sobrevive na informalidade e possui conhecimentos práticos, eficazes, às vezes passados de geração em geração, que salvam milhares, senão milhões de pessoas no Brasil. Essas ‘tecnologias’ ainda não são consideradas como tal, mas deveriam inclusive ser pesquisadas, catalogadas e divulgadas, para a reaplicação em diferentes localidades. Fonte: http://www.brasilescola.com/geografia/tecnica-tecnologia.htm Características das Tecnológias Digitais
*Sustentabilidade;
*Competitividade;
*Não discriminatória;
*Liberada da diferenciação;
*Libertadora do potencial e criatividade;
*Orientada para um mercado interno de massa;
*Adaptada a pequeno tamanho físico e financeiro;
*Capaz de viabilizar economicamente os empreendimentos autogestionários;
*Métodos e técnicas reaplicáveis;
*Desenvolvimento da interação com a comunidade;
* Incentivo à transformação social. Então, quais as influências e mudanças ocasionadas pelo uso das TD no mundo contemporâneo, em especial na Educação?

A Educação, fator estratégico desse processo, ganha uma importância ainda maior em um contexto de globalização. Portanto a utilização dos novos instrumentos, requer a transformação do processo de ensino-aprendizagem, e consequentemente, uma nova visão da relação professor-aluno. Continua... O termo globalização, em si, sugere que as atividades políticas, econômicas e sociais estão se transformando em escala mundial, como fenômeno universal que atinge, ao mesmo tempo e por igual, todos os cantos do planeta.
O avanço das novas tecnologias digitais permite o desenvolvimento de novos instrumentos de comunicação, mas ao mesmo tempo em cria uma série de questionamentos de ordem ética, além de contribuir para transformar o homem num ser cada vez mais individualista. Outro aspecto a se considerar é que as novas tecnologias digitais podem facilitar ainda mais o processo da globalização da cultura e da política, contribuindo diretamente para a construção de um “pensamento único”. Diante dessa perspectiva surgem perguntas básicas com as quais devemos nos preocupar: A tecnologia digital pode e deve ser usada para transmitir serviços e conceitos de cidadania, além de abrir perspectivas para o aumento e veiculação da produção televisiva independente.
Isso porque, com a tecnologia digital, o usuário deixa de ser um telespectador passivo e passa a ser um sujeito ativo. É inegável que o acesso a informações por meio da mídia pode influenciar no nosso modo de viver.
A globalização é avassaladora e pode provocar padronização cultural. Espera-se que a tecnologia digital aumente a democratização dos canais comunitários (de rádio e TV) e que eles possam atingir a massa da população, cumprindo com sua função de prestar informações e cultura e contribuindo para transformar os usuários em produtores de conteúdos. A tendência, portanto, é que o cidadão deixe de ser apenas um receptor e consumidor da programação televisiva e se transforme também em um produtor de conteúdo e transmissor de ideias. Globalização, tecnologias digitais e os questionamentos éticos
A tecnologia digital pode e deve ser usada para transmitir serviços e conceitos de cidadania. Por: Sergio Mattos Fonte: http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option=com_content&view=article&id=4162&secao=378 Sustentabilidade é um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana.
Pode ser definida como a capacidade do ser humano interagir com o mundo, preservando o meio ambiente para não comprometer os recursos naturais das gerações futuras. Automatização é o uso de meios automáticos para se realizar uma determinada atividade, é a aplicação de técnicas computadorizadas ou mecânicas para diminuir o uso de mão-de-obra em qualquer processo, isso faz com que diminuam os custos e aumenta a velocidade da produção. Pode ser definida como um conjunto de técnicas que podem ser aplicadas sobre um processo objetivando torná-lo mais eficiente, maximizando a produção com menor consumo de energia, menor emissão de resíduos e melhores condições de segurança, tanto humana e material quanto das informações inerentes ao processo. Como as tecnologias digitais podem trabalhar em favor da interatividade, viabilizando uma comunicação mais democrática?

Como minimizar ou superar o processo de exclusão digital?

Qual é o tipo de inclusão digital que desejamos para o país? A TECNOLOGIA a nosso favor: Entenda melhor:
Internet das coisas vai conectar todos os dispositivos e estará em todos os lugares, tornando-se invisível...

Leia mais sobre esse assunto em: http://oglobo.globo.com/tecnologia/quando-um-objeto-conversa-com-outro-7867014#ixzz2QrYYkTnM

A Internet das coisas é uma revolução tecnológica que representa o futuro da computação e da comunicação e cujo desenvolvimento depende da inovação técnica dinâmica em campos tão importantes como os sensores wireless e a nanotecnologia.

Ubiquidade: Do que está ao mesmo tempo em toda parte e em nenhuma, não há uma localização específica.
Full transcript