Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Nietzsche: a transformação de todos os valores

No description
by

Roger Soares

on 23 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Nietzsche: a transformação de todos os valores

Nietzsche: a transformação de todos os valores
A vida como ela é
Relação de exaltação da vida;
A irracionalidade da vida;
A vida é exagerada, desequilibrada;
Quando o ser humano tiver outra relação com a vida e o mundo.
Transvaloração todos os valores
O Homem Louco – […] Não ouvimos o barulho dos coveiros a enterrar Deus? Não sentimos o cheiro da putrefação divina? – também os deuses apodrecem! Deus está morto! Deus continua morto! E nós o matamos! Como nos consolar, a nós assassinos entre os assassinos? O mais forte e mais sagrado que o mundo até então possuíra sangrou inteiro sob os nossos punhais – quem nos limpará este sangue? Com que água poderíamos nos lavar? Que ritos expiatórios, que jogos sagrados teremos de inventar? A grandeza desse ato não é demasiado grande para nós? Não deveríamos nós mesmo nos tornar deuses, para ao menos parecer dignos dele? Nunca houve um ato maior – e quem vier depois de nós pertencerá, por causa desse ato, a uma história mais elevada que toda a história até então” – Nietzsche, Gaia Ciência, §125
Obrigado!
A necessidade de um novo ser humano
“Eu encontrei em todas as coisas esta certeza feliz: elas preferem dançar sobre os pés do acaso”.
A transvaloração de todos os valores
O valores humanos estão fundamentados no pensamento metafísico;
É preciso realizar uma inversão completa desses valores e constituir uma nova humanidade;
Se considerava um filósofo a frente do seu tempo, responsável por anunciar a necessidade de um novo homem (o além-homem).
O que é a vida?
Assim como Schopenhauer defende que não há uma ordem racional que determina os acontecimentos da vida;
Irracional;
Não é progressiva e/ou ordenada;
Não é teleológica;
É contingente e trágica;
É luta, incerteza e afirmação;
Dor, sofrimento, alegria, paixão e amor.
Crítica ao Racionalismo
A razão não é a principal característica do ser humano, nem do mundo;
Tentar reduzir a realidade do mundo e do homem à critérios racionais é empobrecê-la e deformá-la;
O ser humano é essencialmente uma força instintiva:
Grande razão e pequena razão;
O pensamento racional abandonou a sabedoria instintiva e pretendeu mais do que compreender corrigir o mundo;
Sócrates e Platão: a correção do mundo pelo saber
Sócrates impulsinou o processo de racionalização:
Exaltação do saber racional;
Erro e injustiça são resultados da ignorância;


"[...] para onde ele [Sócrates] dirige seu olhar inquisidor, lá ele vê a falta de entendimento e a força da ilusão, e conclui dessa falta que o que existe é intrinsecamente pervertido e repudiável. A partir desse único ponto acreditava Sócrates ter de corrigir a existência [...]" (NIETZSCHE, 1983, p. 12).
Sócrates ignorou ou negou aspectos fundamentais da existência
Não reconhece o que há de trágico na vida: sofrimento, dor, crueldade e incerteza;
O mundo poderia ser "corrigido" pela razão e pela ciência;
Determina que a razão é superior ao instinto;
A crítica ao cristianismo
“O cristianismo não passa de platonismo para o povo…” (Nietzsche)

Semelhantemente ao platonismo servia de apoio para suportar a vida;
Defesa da ideia reconfortante de vida após a morte:
A imortalidade e a felicidade estão reservadas no outro mundo para quem merecer;
Negava vida concreta do ser humano no tempo e seu caminho em direção à morte;
Renúncia à vida terrena e concreta.
Platão: o mundo das ideias e a negação da vida real
Teoria das Formas ou Mundo das Ideias:
Realidade inteligível superior:
Acessada apenas pelo pensamento;
Morada das verdades eternas e imutáveis;
Realidade sensível inferior:
Cópia imperfeita;
Vontade de potência
O que é a vontade de potência?
Seria a energia da existência, a vontade de ser, de persistir, de se desenvolver e de intensificar a vida;
O mais forte de todos os instintos, aquele que desperta o desejo de poder e a necessidade de crescer e expandir-se, vencendo todas as resistências;

O cristianismo e as filosofias metafísicas sufucaram essa vontade instintiva.
A morte de Deus e o surgimento do "super-homem"
O que representa a "morte de Deus"?
O fim do período marcado pela filosofia socrático-platônica e pela tradição judaico-cristã;
A descrença em verdades eternas e absolutas;
Niilismo: desvalorização do valores.

O "super-homem"
Com esse acontecimento torna-se urgente o surgimento de um novo tipo de homem. Um que amasse a vida por completo. Um homem que superasse as fraquezas do antigo homem!
"O homem é uma corda estendida entre o animal e o Super-homem: uma corda sobre um abismo; perigosa travessia, perigoso caminhar; perigoso olhar para trás, perigoso tremer e parar. O que é de grande valor no homem é ele ser uma ponte e não um fim: o que se pode amar no homem é ele ser uma passagem e um ocaso."
Eu sou todo corpo e nada além disso; a alma é somente uma palavra para alguma coisa do corpo; o corpo é uma grande razão, uma multiplicidade com um sentido, uma guerra e uma paz, um rebanho e um pastor. Instrumento do teu corpo é, também, a tua pequena razão, meu irmão, à qual chamas ‘espírito’, pequeno instrumento e brinquedo da tua grande razão (NIETZSCHE).
Full transcript