Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Hegemonia dos Hábitos Socioculturais Norte-Americanos

No description
by

Joana Realista

on 7 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Hegemonia dos Hábitos Socioculturais Norte-Americanos

Tema 1: A Hegemonia dos Hábitos Socioculturais Norte-Americanos
A sensação de gratidão pelo
auxilio prestado à Europa
, aliada ao reconhecimento do poderio militar, da influência política e do vanguardismo cultural dos EUA traduziu-se pela ideia de que, também nos comportamentos do quotidiano, o
modelo a seguir era o americano
.
Na realidade, apesar da efectiva prosperidade, nos anos 50 a liberdade social encontrava-se coarctada pelo
mccarthismo
: era a época em que o senador McCarthy despoletou uma
''caça às bruxas''
, melhor dizendo, aos suspeitos de exercerem actividades
''antiamericanas''
, isto é,
os comunistas
. (Defensores da ideologia do bloco soviético).
A Terceirização da Sociedade
Os EUA, por seu turno, empenharam-se em
corroborar e difundir
(especialmente através
televisão
) a vaidade do ''sonho americano'' - expresso na fórmula
''the american way of life''
- como meio de
combater
a ideologia do
bloco soviético
opositor.
De acordo com uma visão idealizada, este estilo de vida americano pautava-se pela unidade da
família nuclear
(pai, mãe, filhos),
saudável
,
trabalhadora
,
consumidora de bens de produção interna
,
desportiva
.


Para os
pequenos-burgueses
, que tinham em conta as verdadeiras dificuldades dos anos da guerra, ter uma
casa individual
, um
carro na garagem
, são sonhos que faziam valer a pena! As mulheres, renderam-se aos
cafés solúveis
,
às sopas instantâneas
que lhes aliviaram em grande plano o trabalho do lar.
Tema 2: As Alterações na Estrutura Social e nos Comportamentos

No terceiro quartel do século XX (1950-1975), a composição da população activa nos países industrializados regista alterações profundas:
1.
O número de pessoas empregadas na agricultura reduz-se drásticamente em virtude dos progressos técnicos no cultivo (chegando a falar-se na ''morte do campesinato'';
2.
O sector secundário ocupa, sensivelmente, o mesmo número de pessoas ao longo deste período, pois apesar de numerosos camponeses e imigrantes encontrarem trabalho nas cidades como operários, muitos dos processos industriais são feitos por máquinas, dispensando da mão-de-obra;
3.
O sector que conquista a maior fatia da população nos países desenvolvidos é o
terciário:
Se no final do século XIX, este sector ocupava cerca de
20%
da população activa, nos anos 50 emprega cerca de
35%
e em 1970 ultrapassa os
50%
.
A
terceirização da sociedade
explica-se, em grande medida, pelo
alargamento da escolaridade
, que permite aos cidadãos acederem a
empregos no comércio
,
empresas
,
publicidade
,
transportes
,
educação
ou em
instituições financeiras
.

A explosão do terciário teve, por sua vez, um
forte pacto no desenvolvimento económico
, pois são os trabalhadores deste sector os principais consumidores, não só de bens de primeira necessidade, mas também de serviços de cultura e lazer.
CONCLUSÃO
É imprescindível que, diante dos argumentos expostos, todos se conscientizem de que estes hábitos foram grandes impulsionadores da época onde nos encontramos hoje. Sendo assim, e levando-se em consideração estes aspectos, podemos afirmar que, actualmente, levamos uma vida baseada no ''
American way of life
''.
Bibliografia
http://viajandonotempo.blogs.sapo.pt/9460.html
Livro: Nunes. Guia de Estudo História A. Porto Editora, 2010.
Trabalho elaborado por:

Joana Realista nº15
Rui Bagulho nº22
Tiago Carita nº25
Professora:

Lurdes Bento

12ºB
2014/15
Full transcript