Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Neuropsicologia da Memória

No description
by

Adriana Santos

on 3 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Neuropsicologia da Memória

Estudo de Caso: Animais
1. Num primeiro grupo de ratos foram removidas algumas áreas do córtex antes da aprendizagem no labirinto.

2. Num segundo grupo, as lesões cerebrais foram provocadas após a aprendizagem.

Conclusões:
Lashley descobriu que a gravidade das lesões na memória associada ao hábito do labirinto estava correlacionada com a extensão da área cerebral retirada e não com a sua localização específica.

Esta descoberta levou-o a especular que todas as áreas corticais contribuem de igual maneira para a aprendizagem e a memória.

Como funciona a memória?
Patologias associadas à Memória Episódica
Neuropsicologia da Memória
Experiência
Identidade
Reconhecimento
Esquecimento
Recapitulação
Selectividade
Passado
Evocar
Captação
Futuro
Maleabilidade
Reconhecimento
Vida
Pensamento
Aprendizagem
Conhecimento
Lembrar
Informação
Imagens
Armazenar
O que é a Memória?
Recordação
Ser
Evocar
...É a capacidade para adquirir, codificar, conservar/reter e recuperar informação; função dinâmica e interativa, ligada a toda a atividade psíquica no seu conjunto; depende de várias estruturas cerebrais, fundamentalmente o córtex e o sistema límbico.
Memória...
Memória
Memória de Longo Termo
Memória de Curto Termo
Declarativa/Explícita
Não Declarativa/Implícita
Declarativa/Explícita
Memória
Episódica
Memória
Semântica
Condicionamento
clássico simples
Memória
Processual
Priming
Memória de Trabalho
Lobo
temporal
medial,
diencéfalo
Lobo
temporal
lateral e
inferior
Amígdala,
Sistema
Límbico, Cerebelo
Gânglios
Basais,
Cerebelo
Áreas de
associação
cortical
sensorial (Neocórtex)
Córtex
Pré-Frontal
Doença de Alzheimer
Síndrome de Korsakoff
Morte de neurónios e fibras nervosas mielinizadas em:
- Corpos mamilares;
- Núcleo laterodorsal e dorsomedial do tálamo.

Alcoolismo crónico e má nutrição;
Défice de Tiamina (vitamina B1)
Amnésia Anterógrada
"Falsas Memórias"/Confabulações;
Distorções de Memória;
Apatia.

Conexões com o Lobo Frontal
Doença neurodegenerativa;
Danos em estruturas como:
- Hipocampo;
- estruturas do Lobo Temporal Medial.
Transtorno amnésico que segue a Lei de Ribot;
Deterioração global progressiva e irreversível de diversas funções cognitivas;
Alterações no comportamento, personalidade e capacidade funcional do doente.
Lei de Ribot
A capacidade para aprender novas informações é a mais prejudicada (Amnésia Anterógrada);
As informações aprendidas recentemente não são recuperáveis (Amnésia Retrógrada);
As informações mais remotas são poupadas.
Amnésia Global Transitória (TGA)
Anormalidades no Circuito de Papez;
Causas:
- stress;
- enxaquecas severas;
- esforço físico exaustivo.
Incapacidade de adquirir nova informação (Amnésia Anterógrada grave);
Memória espisódica selectiva deficiente: os pacientes perdem informação apreendia até 48h prévias (Amnésia Retrógrada variável).
"Circuito de Papez", James Papez, 1937
Estruturas anatómicas especializadas na Memória Episódica
Áreas corticais de associação
Áreas corticais para-hipocampal e rinal
Hipocampo
Fórnix
Tálamo, Hipotálamo
1. Fluxo de informação através do lobo temporal medial
MEMÓRIA
SENSORIAL
MEMÓRIA
DE CURTO
TERMO
MEMÓRIA
DE LONGO
TERMO
Atenção
Codificação
Repetição de
manutenção
A informação que não
é repetida é perdida
A informação à qual não se
presta atenção é perdida
Alguma informação pode ser perdida com o passar do tempo
Informação sensorial
Outras causas de interferência na M.E.
Infecções (ex: herpes simplex virus)
Lobo temporal medial
Tumores e lesões massivas
estruturas do Diencéfalo
Ataques cardíacos
Tálamo
Traumatismos cranianos
Lobos Frontal e Temporal
Encefalopatia hipóxico-hisquémica
Hipocampo
Atkinson & Shiffrin (1968)
Patologias associadas à Memória Semântica
Demência Semântica
Atrofia do lobo temporal bilateral anterior;
Défice em funções de nomeação/identificação, compreensão de uma só palavra/termo, conhecimento de cultura geral...
Preservam outros elementos do discurso, capacidade de resolução de problemas não-verbais e perceptuais.
"Inverse Ribot's Law".
O que é a Memória Episódica?
O que é a Memória Semântica?
Patologias associadas à
Memória Processual
Doença de Parkinson
A degeneração da "substância nigra" do mesenséfalo leva à disfunção dos neurónios produtores de dopamina nos gânglios basais que controlam e transmitem os comandos vindos do córtex cerebral para os músculos do corpo.
Doença de Huntington
Degeneração do núcleo caudado do corpo estriado (gânglios basais), possivelmente ligada à expressão anormal da proteína huntingtina por defeito no cromossoma 4. Trata-se de uma doença hereditária autossómica dominante.
Caracteriza-se por alterações comportamentais e movimentos físicos anormais e pouco usuais;
Demência;
Dificuldades a engolir;
Comprometimento da fala.
Patologias associadas à Memória de Trabalho
Paralisia Supranuclear Progressiva
Recuperação
Memória
Sensorial
Memória Icónica (visual);
Memória Ecóica (auditiva);
Memória Táctil;
Memória Olfactiva;
Memória Gustativa.
Memória de
Curto Termo
Armazenamento temporário e limitado
Memória de Longo Termo
Capacidade de armazenamento elevada;
Informação armazenada durante longos períodos de tempo;
Acontecimentos pessoais;
Eventos;
Exemplos:
- Relembrar uma história curta;
- Relembrar o que se comeu ao jantar;
- Relembrar o sucedido no aniversário anterior;
- (...).
"Biblioteca de referência" /Dicionário mental;
Conhecimento de cultura geral e do senso comum;
Exemplos:
- Saber quem é Martin Luther King;
- Saber quantos meses tem o ano;
- Saber distinguir um garfo de um pente.
Agrupamento
LUISAANARUICARLAMARIAIVO

LUISA-ANA-RUI-CARLA-MARIA-IVO

- Limite de 7 ± 2 itens
- Unidades significativas são mais fáceis de memorizar.
O que é a Memória Processual?
Recuperação da informação é independente da consciência;
Resulta directamente da experiência;
As coordenaçoes motoras são evocadas automaticamente
Exemplos:
- Andar de bicicleta;
- Desenhar uma forma.
Estruturas especializadas na Memória Processual
Quem foi
Karl Lashley?
- Nasceu em West Virginia, EUA, a 7 de Junho de 1890 e faleceu a 7 de agosto de 1958 em Paris, França;

- Karl conheceu o psicólogo John B. Watson enquanto tirava o seu doutoramento no campo da Genética. Lashley e Watson dedicaram-se ao estudo do comportamento animal;

- Estudou diversos animais, incluindo primatas, mas o seu estudo mais reconhecido foi o estudo do comportamento em ratos de laboratório, antes e depois de lhes serem retirados cirurgicamente pequenas porções do cérebro.

Problemas da Experiência
A tarefa de aprendizagem do percurso no labirinto envolve muitas capacidades motoras e sensoriais. Se a lesão cortical priva o animal de um certo tipo de pista, ele consegue relembrar-se através de outros sentidos;

Estudou apenas o córtex cerebral e não outras áreas do cérebro, sendo esta experiência insuficiente para o objetivo estabelecido.

Estudo de Caso: Humanos
Experiência de Lashley, década de 1920
Paciente H.M.
- Este paciente começou a sofrer crises epilépticas na infância que se vieram a agravar com o tempo;

- Aos 27 anos foi operado foi cortada uma porção de 8 cm do seu lobo temporal medial (direito e esquerdo), bem como o córtex, a amígdala e 2/3 do hipocampo; o paciente melhorou;

- No entanto, H.M. apresenta amnésia retrógrada parcial e, num cenário mais preocupante, amnésia anterógrada.

- A sua memória de longa duração não foi destruída. A sua memória de curta duração também é normal. Tem, porém, uma incapacidade extrema em criar novas memórias declarativas

Conclusão:
- A neuroanatomia e os mecanismos neurais referentes aos diferentes sistemas de memória não são os mesmos.


Quem é
Brenda Milner?
- Nasceu em Manchester, Inglaterra, a 15 de Julho de 1918;

- Brenda formou-se em Psicologia na Universidade de Cambridge em 1939 e doutorou-se em Psicologia experimental;

- Conheceu H.M. em 1955;

- Eric Kandel: o estudo do paciente H.M. “permanece um dos maiores marcos da história da neurociência moderna" e abriu caminho a novas e importantes descobertas.


A memória e o envelhecimento saudável
Com a idade, dá-se a diminuição da velocidade de processamento de informação.

Alterações neuroanatómicas:

O córtex frontal revela um decréscimo no volume ao longo da vida (Salthouse, 1996);
Os receptores da dopamina diminuem com a idade (Fowler et al., 1996);
Desmielinização dos neurónios (Kemper, 1994).

Recrutamento bilateral
Os adultos idosos revelam:
- maior activação parietal bilateral que os jovens ( Fera et al., 2005);
- benefícios ao recrutarem os dois hemisférios em tarefas de atenção para campos visuais (Cherry et al., 2005);
- maior activação frontal em tarefas de codificação de uma imagem visual enquanto os jovens adultos demonstram uma activação parahipocâmpica (Gutchess et al., 2005)


Mudanças neurológicas
Reduções volumétricas
Alterações metabólicas
Redução do fluxo sanguíneo
Alterações neuroquímicas
Memórias Emocionais
Amígdala
Gânglios basais
áreas de associação
cortical sensorial
(neocórtex)
Cerebelo
Inflamação cerebral que afecta os lobos temporais laterais, provocada geralmente por uma infecção viral (ex: herpes simplex virus)
Encefalite
Doença de
Alzheimer
Esquecimento
"Incapacidade de recordar ou de reconhecer uma informação vista ou aprendida; ocorre nos três níveis de memória (MS, MCT, MLT) e é sua condição indispensável."
Teoria da Degradação ou Deterioração
Teoria da Interferência
Qualquer doença que afecte os lobos frontais e/ou as suas conexões com as regiões corticais posteriores e estruturas subcorticais, interfere na Memória de Trabalho.
EXemplos:
-Tumores, ataques cardíacos, esclerose múltipla...
Descrita em 1964, também referida como Síndrome de Steele-Richardson-Olszewski;
gliose com placas astrocíticas;
acumulação de emaranhados neurofibrilares imunorreativos;
perda neuronal no núcleo subtalâmico e na substância nigra.
Parkinson
O que é a Memória de Trabalho?
"Não ser capaz de esquecer pode ser tão perturbador da adaptação ao meio como não ser capaz de recordar"
Referências
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20176043
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2882963/
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmedhealth/PMH0001775/
http://www.minddisorders.com/
http://www.fitday.com/fitness-articles/nutrition/vitamins-minerals/the-benefits-of-vitamin-b1.html
http://www.sistemanervoso.com/pagina.php?secao=1&materia_id=369&materiaver=1
http://www.wisegeek.com/what-is-the-papez-circuit.htm
http://www.wisegeek.com/what-is-the-hippocampus.htm
http://www.wisegeek.com/what-is-the-amygdala.htm
http://www.wisegeek.com/what-are-the-mammillary-bodies.htm
http://www.wisegeek.com/what-is-the-thalamus.htm
http://www2.uol.com.br/sciam/artigos/o_fascinio_da_memoria_3.html
http://www2.uol.com.br/sciam/artigos/o_fascinio_da_memoria.html
http://medicosdeportugal.saude.sapo.pt/glossario/amnesia_anterograda
http://medicosdeportugal.saude.sapo.pt/glossario/amnesia_retrograda
http://letratura.blogspot.pt/2006/06/lxico-amnsia-antergrada.html
http://www.nnce.org/coluna2010.html
http://www.psych.ualberta.ca/GCPWS/index.html
http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-28/despedida/o-paciente-hm
http://www.britannica.com/EBchecked/topic/330978/Karl-S-Lashley
http://books.google.pt/books?id=Afr7dvWAZusC&pg=PA17&lpg=PA17&dq=karl+lashley+memoria&source=bl&ots=8rSz29P5dj&sig=ldmh0ANDuwzda1gW8-BhYFqlcKg&hl=pt-PT&sa=X&ei=TXNaUuKpMM6AhAfus4GgDQ&ved=0CDUQ6AEwAQ#v=onepage&q=karl%20lashley%20memoria&f=false
http://www.ic.unicamp.br/~wainer/cursos/906/trabalhos/curto-longo.pdf
Encyclopedia of Like Sciences / 2001 Macmillan Publishers Ltd., Nature Publishing Group / www.els.net
Squire, L. (2004) Memory systems of the brain: A brief history and current perspective. Neurobiology of learning and memory, 82, 171 - 177
Ginó, S., Mendes, T.,, Maroco, J., Ribeiro, F., Schmand, B., Mendonça, A. & Guerreiro, M. (2009). Memory complaints are frequent but qualitatively different in young and elderly healthy people. Gerontology 2010, 56, 272 - 277
Bulson, A. (2009). Understanding memory dysnfunction. The Neurologist, 15, 71 - 79.
Dickerson, B. & Einchenbaum, H.. (2010). The episodic memory system: neurocircuitry and disorders. Neuropsychopharmacology, 35, 86 - 104
Pires, C., Brandão, S. & Abreu, J. (2011), PSI 12 B. Porto: Areal Editores S.A.
Dix, A., Finlay, J.,,Abowd, G. & Beale, R. (2004).Human Computer Interaction. Berkshire, UK: Berkshire Publishing Group
Gleitman, H.,Fridlund, A. & Reisberg, D. (2011). Psicologia. Lisboa, Portugal: Fundação Calouste Gulbenkian
Bear, M., Connors, B. & Paradiso, M. (2002). Neurociências: Desvendando o Sistema Nervoso. São Paulo, BRASIL: aRTMED eDITORA s.a.
Ficha Técnica
Adriana Santos, nº12680
Ana Cardoso, nº12609
Catarina Amorim, nº12682

Neuropsicologia
Docentes:
Maria Luísa Caruana Canessa Fig Filipe
Isabel Barahona Fernandes Simões Fonseca

Ano lectivo 2013/2014
1ºAno
1ºSemestre
18 de Outubro de 2013
Diminuição
da capacidade
de atenção
Cognição
mais lenta
Controlo da
cognição mais
lento
Efeitos no desempenho da memória:
Défice na memória prospectiva
Inibição do controlo de respostas neuroanatómicas
Diminuiçao da capacidade da memória cognitiva
Anderson & Craik (2000)
Hipertimésia
Estruturas do
Lobo Temporal
Medial
Hipotálamo
Núcleo anterior
do tálamo
Córtex cingulado
Córtex frontal
Núcleo dorsomedial
do tálamo
Fórnix
2. Conexões entre áreas corticais associativas e o lobo temporal medial
PSI12, Areal Editores
Full transcript